BATE E VOLTA a partir de BELO HORIZONTE: 10 passeios imperdíveis

Publicidade

Se você estiver na capital mineira e quer descansar da rotina e conhecer lugares sensacionais, confira nossas dicas desse post de passeios de um dia, no estilo bate e volta, imperdíveis!

Confira também o Guia Completo de Belo Horizonte

Minas Gerais é o quarto maior estado do Brasil, com área ligeiramente maior que países como a França e a Espanha, por exemplo. Por essas e outras, não é difícil entender como a região possui tantas atrações turísticas, e dos mais variados tipos. Não há praias, é verdade, mas não falta natureza, história e cultura por lá. E o melhor: muito disso está tão perto de Belo Horizonte que é possível conhecer naqueles passeios de bate e volta, saindo de manhã e voltando de noite a partir da capital. Então não é necessário sequer trocar de hospedagem para conhecer algumas das jóias mineiras.

Apesar do grande tamanho de Minas, muito do que há de melhor no turismo regional está a distâncias de uma viagem curta de carro a partir de BH. Desde as cidades históricas, com seu passado colonial riquíssimo que remete aos tempos gloriosos do Ciclo do Ouro; até aquelas que promovem o contato máximo com a natureza incrível do estado, repleto de trilhas e cachoeiras de tirar o fôlego, perfeitas para relaxar e descansar. É só escolher a sua preferência e organizar o roteiro.

Para te ajudar a planejar melhor a viagem até Belo Horizonte e os passeios pela região próxima – ou ainda nos finais de semana para quem é morador da capital e quer curtir seus arredores – nós selecionamos 10 passeios imperdíveis a partir de BH para fazer um bate e volta e passar um dia inteiro incrível nesses paraísos mineiros.

1. Ouro Preto

Patrimônio Histórico da Humanidade, Ouro Preto encabeça a lista como cidade mais famosa do interior de Minas.

Com o maior acervo arquitetônico de arte barroca no Brasil, a cidade esbanja igrejas banhadas a muito luxo e não esquece seus tempos passados do auge do Ciclo do Ouro.

Final de Semana Perfeito em Ouro Preto e Mariana: veja roteiro!

Com suas ladeiras emolduradas por casarões coloniais, o destino tem todo um charme difícil de descrever: é melhor visitar para descobrir.

Vale a pena ainda visitar as minas antigas nos arredores, como a Mina da Passagem (no caminho para Mariana) e a Mina do Chico Rei.

Também não faltam museus lembrando períodos históricos do país e da região. É um passeio cultural definitivamente imperdível no estado, e fica a apenas 100 km de BH – ou menos de duas horas de viagem.

Foto Museu da Inconfidência em Ouro Preto, MG.

Passeio imperdível é conhecer o Museu da Inconfidência, que conta muito da história do Brasil e de Minas Gerais, em Ouro Preto.
Fotos de Ricardo Junior / www.ricardojuniorfotografias.com.br

2. Mariana

De Ouro Preto, é possível pegar a famosa Maria Fumaça até a vizinha Mariana, também conhecida pelo passado colonial.

A cidade mais antiga de Minas Gerais guarda um ambiente ainda rústico, bem de interior, mas não deixa de apresentar suas igrejas imponentes, museus interessantes e outras relíquias do barroco e do Ciclo do Ouro.

A Mina da Passagem está entre as maiores do mundo abertas para visitantes, e certamente merece uma passadinha. O destino ainda é famoso pela culinária mineira, com restaurantes de alto nível para matar a fome durante o passeio.

Roteiro de 3 dias perfeitos em Ouro Preto e Mariana

Carrinho que leva os visitantes ao fundo da Mina de Ouro da Passagem, entre Mariana e em Ouro Preto, MG.
Fotos de Ricardo Junior / www.ricardojuniorfotografias.com.br

3. Diamantina

A viagem de BH para Diamantina é mais longa, com pouco menos de 300 km e quatro horas de estrada. Mas é perfeitamente alcançável em um bate e volta e, se tiver um tempinho, vale o esforço.

A cidade foi escolhida como Patrimônio Cultural da Humanidade por conta de suas igrejas barrocas, casarões coloniais e ruas iluminadas a lamparina.

Bastante rústico, o destino ainda reserva maravilhas da natureza nos arredores, tudo graças à Serra do Espinhaço. São trilhas que levam à grutas, rios e cachoeiras – um mais incrível que o outro.

Visitar esse charme todo é certeza de mergulhar no passado e entender um pouco mais do Brasil na terra de origem de nomes como Chica da Silva e Juscelino Kubitschek.

Conheça as Vesperatas de Diamantina: música, cultura e tradição

4. São João Del Rei

200 km e três horas ao sul de Belo Horizonte, São João Del Rei é mais uma daquelas pérolas do Ciclo do Ouro que parecem não ter avançado um ano sequer no tempo desde o período colonial.

Como parece acontecer na maioria do interior de Minas, as igrejas, casarões e bons restaurantes dominam o ambiente.

Além de visitar o centro histórico e seus prédios antigos e imponentes, vale a pena ainda rumar de Maria Fumaça para a vizinha Tiradentes através das belezas da Serra de São José. Lá, é possível conhecer o principal andando ou mesmo de charrete antes de voltar para a primeira e tomar a estrada para BH ao anoitecer.

3 dias perfeitos em Tiradentes e São João Del Rei

Pode ter certeza que vale a pena, e todo mundo volta um pouquinho mais culto e renovado de um passeio como esse.

Foto Igreja Nossa Senhora do Carmo, em São João Del Rei, Minas Gerais.

São João Del Rei é uma cidade repleta de história e muitas construções belíssimas, como a Igreja Nossa Senhora do Carmo, em Minas Gerais.
Fotos de Ricardo Junior / www.ricardojuniorfotografias.com.br

5. Capitólio

Saindo do turismo histórico e cultural para o ecoturismo, Capitólio é um dos maiores paraísos da natureza no estado. Com 280 km de distância para BH, ou quatro horas de estrada, já quase na divisa com São Paulo, o destino é terra do lago artificial formado pela hidrelétrica de Furnas.

Já ouviu falar em praia de mineiro? Então, é lá. Um dos maiores do mundo, e quatro vezes maior que a Baía de Guanabara, no Rio, por exemplo

A paisagem da região ainda tem cânions enormes, cachoeiras belíssimas (como a da Lagoa Azul, principal ponto turístico de lá) e grutas misteriosas. Existem ainda trilhas como a do Morro do Chapéu, um mirante natural de tirar o fôlego. Não falta o que fazer em Capitólio, principalmente para quem é amante da natureza.

Você está conferindo BATE E VOLTA a partir de BELO HORIZONTE: 10 passeios imperdíveis. Se está gostando das dicas, compartilhe no seu Facebook, ou tuíte, e convide os amigos!

Compartilhe no FacebookCompartilhe no Twitter

6. Serra do Cipó

Apenas 100 km ao norte de Belo Horizonte, a Serra do Cipó é uma região incrível que merece a visita. Um verdadeiro recanto de esportistas e aventureiros, ela abriga todos os tipos de atividade na natureza que você pode imaginar. Desde o trekking e mountain bike mais simples até os elaborados rapel, alpinismo e rafting, há alternativas para todos.

A porta de entrada costuma ser a cidadezinha de Santana do Riacho, bastante charmosa e agradável.

Além de rios, cachoeiras, piscinas naturais e muito verde, o local também reserva um ecossistema muito rico, com direito a animais raros: onças-pardas, tamanduás-bandeira e lobos-guarás dão as caras por lá. E dá ainda para passear de cavalo por algumas áreas do parque nacional.

Conheça mais destinos de Ecoturimo e Aventura

7. Nova Lima

Embora não esteja usualmente nos roteiros turísticos do interior de Minas, Nova Lima é uma bela pedida para bate e volta a partir de BH. A apenas 20 km da capital, a cidade fica na região metropolitana e tem acesso realmente muito fácil e rápido – um conhecido shopping local faz a divisa entre as duas, para ver como é perto.

Apesar da proximidade com uma das maiores zonas urbanas do Brasil, ela apresenta um clima bucólico com casinhas simpáticas e montanhas no horizonte.

Os restaurantes e os mercados gastronômicos são destaque por lá, e representam o auge da deliciosa culinária mineira.

Para quem gosta de natureza, o Parque Nacional da Serra do Gandarela fica em seus limites, e conta com diversas atrações de ecoturismo.

8. Brumadinho

Somente 60 km separam Belo Horizonte de Brumadinho. E nela há um destaque especial para fazer valer a visita: o badalado Instituto Inhotim, que apresenta 500 obras de mais de cem artistas contemporâneos brasileiros.

Saiba tudo sobre a visita ao Instituto Inhotim aqui

Tanto nas galerias quanto ao ar livre, é possível apreciar a arte e natureza, e se espantar com a criatividade exposta por lá – Hélio Oiticica e Vik Muniz estão entre os contemplados.

A cidade ainda conta com o Parque do Rola Moça, onde é possível curtir trilhas e mirantes para explorar a região.

A culinária local, é claro, não deixa em nada a desejar, e é possível encontrar ótimos restaurantes de comida mineira por lá.

Foto arte ao ar livre no Instituto Inhotim, Brumadinho, MG.

O Instituto Inhotim une arte e natureza em uma área enorme, que vale o passeio em Brumadinho, perto de BH.
Fotos de Ricardo Junior / www.ricardojuniorfotografias.com.br

9. Sabará

Outra cidade da região metropolitana de Belo Horizonte que está pertinho e vale a visita é Sabará. Apenas 25 km distante da capital, ela guarda do passado colonial não apenas os prédios barrocos, como também algumas tradições e costumes.

A religiosidade impera por lá, e por isso mesmo a Semana Santa deixa o centrinho lotado.

Os chafarizes dão um charme maior ao local, e o Museu do Ouro é bastante interessante. As igrejas também se destacam, naturalmente, e as principais são a preservadíssima Nossa Senhora do Rosário, com paredes de pedra a céu aberto, e a luxuosa Igreja do Carmo.

Para quem quer um mergulho no tempo e não pode ir para os outros destinos mais famosos de Minas, Sabará certamente oferece um belo passeio.

Chafariz do Rosário, em Sabará, MG.

O Chafariz do Rosário é um dos pontos lindos para visitar em Sabará, MG, pertinho de Belo Horizonte.
Fotos de Ricardo Junior / www.ricardojuniorfotografias.com.br

10. Congonhas

Congonhas fica a 80 km de Belo Horizonte e é mais um destino bastante histórico e cultural para fechar a lista.

A Basílica do Senhor Bom Jesus de Matosinhos é a principal atração da cidade e se tornou Patrimônio Mundial pela Unesco na década de 80. É um enorme complexo barroco que tem como destaque as esculturas dos 12 profetas em pedra-sabão esculpidas por Aleijadinho. Dentro ainda há um museu e outras obras dele, além de Mestre Athayde, para completar o passeio.

O restante do passeio pela cidadezinha charmosa e rústica, com aquele clima de passado tão bom para qualquer viagem.

Foto Basílica de Bom Jesus dos Matosinhos, em Congonhas, MG.

A belíssima Basílica de Bom Jesus dos Matosinhos, em Congonhas, obra prima de Aleijadinho e reconhecida como Patrimônio Cultural da Humanidade pela Unesco em 1985.
Fotos de Ricardo Junior / www.ricardojuniorfotografias.com.br

***
Agora que você já sabe onde ir bate e volta a partir de Belo Horizonte, é só planejar cada final de semana!

Por Guia Viagens Brasil Texto: Fotos:  07 de novembro de 2018

Receba dicas de viagem


Insira seu email para receber artigos exclusivos e dicas de passeios imperdíveis!





Gostou? Divulgue este artigo para seus amigos!

DICAS RECENTES DO BLOG

Procurando dicas de viagens pelo Brasil?
Cadastre seu email e receba dicas exclusivas:

Editorial - Contato - Anuncie Grátis - Área de Anunciantes - Seja um colaborador

© Copyright 2013 - 2018 - Guia Viagens Brasil - Mapa do Site