Top 8 Destinos Turísticos do RIO GRANDE DO NORTE

Publicidade

Translator / Tradutor

O Rio Grande do Norte não precisa de nenhum evento para chamar atenção, apenas sua existência já é de encher os olhos. A natureza foi gentil com a região, que tem sol brilhante o ano inteiro, praias paradisíacas, águas mornas, serra, duna, lagoas e um povo muito hospitaleiro.

E mesmo com o turismo presente em todas as estações, é possível encontrar praias preservadas e quase desertas, ideal para quem deseja momentos de paz e tranquilidade. Para ajudar na escolha do roteiro, separamos oito pontos imperdíveis para se conhecer no Estado.

1 – Natal

A capital do Rio Grande do Norte, Natal tem uma das melhores redes hoteleiras do país, com diversas estruturas e preços, distribuídos por toda cidade. Além de infraestrutura de bares, restaurantes e comércios para oferecer ao turista o máximo de comodidade para poder visitar as belezas da cidade.

foto-praia-ponte-negra-em-natal-brasil-8788

A principal praia de Natal é a urbana Ponta Negra, também nome do bairro. Muito movimentada por abrigar o maior número de bares, restaurantes e inúmeras opções de lazer. A orla é bem estruturada e com águas limpas e mornas, cujo visual ao extremo da praia é para o Morro do Careca, principal cartão postal da cidade, com belíssimo visual de mata e duna.

ponta-negra-natal-rn-3236

E como as praias são os cenários mais concorridos de Natal, há ainda as centrais do Meio, do Forte, dos Artistas e da Areia Preta; as do litoral sul Pirangi do Sul, Barra de Tabatinga, Pirangi do Norte, Búzios, Cotovelo e Cumurupim; e as do litoral norte Rendinha Velha e Rendinha Nova e Jacumã.

casal-praia-camurupim-natal-rn

O Parque Estadual das Dunas é outro ponto maravilhoso em Natal. Foi o primeiro a ser criado pelo Estado e tem o reconhecimento da UNESCO pela sua importância em preservar a biodiversidade da região. Já o Parque da Cidade Dom Nivaldo Monte é um projeto do arquiteto Oscar Niemeyer e tem uma gigantesca estrutura e que visa preservar as águas subterrâneas da cidade.

lindas-dunas-natal-rn

Outra obra importante é o Farol de Mãe Luiza, no bairro do mesmo nome. No alto de uma duna, a visão é panorâmica da cidade inteira, inclusive do litoral e é movido a eletricidade, iluminando até 44 quilômetros de distância.

Clique aqui e faça um tour virtual em 360 graus por Natal!

Mas, um dos símbolos mais importantes de Natal é o Forte dos Reis Magos, primeira construção da cidade. A obra é de 1598 e está localizado num ponto estratégico da cidade. A dica é aproveitar a visita guiada, para compreender sua importância histórica e depois aproveitar a praia cheia de piscinas naturais.

foto-forte-dos-reis-magos-em-natal-brasil-8485

2 – Baía Formosa

Baía Formosa é uma cidade que fica a 94 km de Natal ao sul do Estado e possui aspectos selvagens e rústicos singulares, pela presença da maior reserva de Mata Atlântica que ainda é preservada no Rio Grande do Norte.

Chamada de Mata Estrela, a visitação é restrita para que se mantenha preservada pelo Patrimônio Natural do Estado. No local está a Lagoa da Coca-Cola, também chamada de Lagoa de Araraquara, com águas escuras como a do refrigerante e que dizem ter poderes rejuvenescedores. Há ainda a Lagoa Junco e Lagoa d’Água.

Curta aqui as imagens em 360 graus de Baía Formosa.

Mas, são as belíssimas praias desertas os maiores atrativos da cidade. Do alto de uma falésia fica a vila de pescadores, que apresenta uma vista espetacular do mar, da areia, dos pequenos barcos e dos coqueiros ao redor da orla.

foto-praia-da-baia-formosa-no-rio-grande-do-norte-brasil-9179

A Praia Baía Formosa e que dá nome a cidade é uma das mais bonitas, por ser cercada de falésias e dunas avermelhadas e coqueiros. Suas águas são em tons de azul e verde, transparentes, com boas ondas para surfistas e pequenos trechos que formam piscinas. Quase deserta, a areia é perfeita para caminhadas por ser mais rígida e em tons dourados.

foto-praia-da-baia-formosa-no-rio-grande-do-norte-brasil-9219

A Praia de Bacupari é também chamada de Praia do Mar Aberto, com ondas mais fortes e altas. A Baía dos Golfinhos é uma colônia de pescadores e com inúmeros golfinhos visitantes, que podem interagir com mergulhadores. Já a Praia da Cacimba tem uma cacimba de água doce nas areias, muito usada pelos banhistas e surfistas para tirar o sal da água do mar. E a Praia dos Olhos D’Água também tem nascentes de água doce afloradas na areia e é totalmente deserta.

3 – Galinhos

Sem a infraestrutura de grandes roteiros de turismo, a vila de pescadores da Praia de Galinhos tem no seu jeito rústico o principal charme. Localizada na ponta de uma península separada por dunas, não é fácil chegar até ela, mas vale muito a pena enfrentar a viagem.

São duas horas de carro da capital Natal e só é possível chegar até Galinhos de barco ou de carros 4×4, que avançam pelas dunas. O povoado de Pratagil há balsas que levam até ela, o que é muito bom já que o passeio vai mostrando os aspectos do local.

Galinhos é feito para relaxar, diante de uma belíssima vista para as águas e o horizonte. Uma experiência muito especial o simples ato de mergulhar na praia e boiar automaticamente, já que a alta salinidade das águas provoca esse efeito.

farol-galinhos-rn

Próximo a praia há o manguezal, com berçário de ostras, caranguejos e aves, além das peculiares garças azuis. Um monte branco brota do verde da mata formado de sal, ao longe parece neve, mas são dunas salinas. Sensacional e exótica paisagem!

4 – Nísia Floresta

O Roteiro das Águas de Nísia Floresta é fundamental para quem deseja conhecer as belezas do Rio Grande do Norte. A acessibilidade é restrita em boa parte das reservas, mas as que são abertas a visitação valem o passeio.

Nísia Floresta é um município localizado na microrregião de Macaíba, ao leste do Estado. Fazem parte do Roteiro das Águas as lagoas do Carcará, Urubu, Redonda, Boa Água, Arituba, Alcaçuz e Ferreira Grande. Elas compõem o Lacustre Bonfim, um sistema de águas limpas e transparentes, cercada de fauna, flora e areias.

Lagoa_carcara-01

As bordas dessas lagoas são cercadas de águas rasas e mornas, perfeitas para aproveitar o banho. Na Lagoa do Carcará é possível também se aventurar em esportes aquáticos como caiaque, flyboard, pedalinhos e stand up paddle.

5 – Maracajaú

Ponto das Américas mais próximo a África, a Praia de Maracajaú é considerada o “Caribe do Rio Grande do Norte”, pelas suas belezas naturais estonteantes e sua rica vida marinha. Localizada em Maxaranguape, ao norte do Estado e a 60 quilômetros de Natal, a praia é cercada por dunas, lagoas e parrachos, os responsáveis belo incrível cenário e que formam piscinas naturais com a maré baixa.

Os parrachos são formações de corais, distribuídos pelas águas da praia e a sete quilômetros da costa e treze quilômetros de extensão. Em suas piscinas naturais há budiões, robalos, baiacus, moreias, polvos e tantos outros peixes bem coloridos.

Por ser uma área preservada, tudo ali é bem controlado para evitar danos a natureza. Inclusive a quantidade de pessoas que podem mergulhar em suas águas. Na maré alta, são permitidas 654 pessoas e na maré baixa, 492. Até mesmo a profundidade do mergulho é controlada, que não pode passar de quatro metros.

Os mergulhadores chegam às áreas flutuantes através de lanchas, catamarãs, barcos de pescadores e até jangadas. O mergulhador apenas faz a contemplação, não pode tocar em nada. E embora mantenha suas características de vila de pescadores, com bastante simplicidade e pouco comércio, ela vem recebendo mais turistas anualmente. Os bares, restaurantes e até hotéis são construídos entre a natureza, como nas dunas e coqueiros, que levam ao turista a vida cotidiana dos pescadores locais.

Você está conferindo nossa lista de top 8 destinos turísticos do Rio Grande do Norte. Se está gostando das dicas, compartilhe no seu Facebook, ou tuíte, e convide os amigos!

Compartilhe no FacebookCompartilhe no Twitter

6 – Pipa e Tibau do Sul

Cercado pela Lagoa de Guaraíras e o Oceano Atlântica, a cidade de Tibau do Sul é uma pacata vila de pescadores, terra de golfinhos e tartarugas, além de ter uma das praias mais bonitas e encantadoras do Brasil.

Descobertas por surfistas nos anos 70, a Praia da Pipa possui todos os elementos que indicam sua beleza: dunas branquíssimas, falésias, orla da areia rodeada por imensos coqueiros e Mata Atlântica, mirantes naturais, piscinas de águas mornas e clarinhas, areia fofa, enseadas e despenhadeiros.

Confira o Guia Completo de PIPA e arredores.

A Praia da Pipa tem boa infraestrutura para o turista, que pode passear por Pipa através de caminhadas, jipes, cavalos, caiaques ou passeios de barco, além de usufruir de bons bares, restaurantes e pousadas bem charmosas. E a diversão não é só durante o dia. A Praia da Pipa também é badalada a noite, que recebe jovens o ano inteiro para se divertir em todos os períodos. São vários lugares com forro e outros tipos de música que faz todo mundo dançar e paquerar.

7 – São Miguel do Gostoso

Sem os agitos da Praia da Pipa, São Miguel do Gostoso é avesso a badalações e o local certo para momentos de muita tranquilidade. Com cerca de dez mil habitantes, a cidade fica a 100 km de Natal e mantém a estrutura de vila de pescadores rústica e simples, sem ceder a especulações turísticas e imobiliárias.

Com uma única igreja, pequenas ruas de terra, praias lindas e um tamarineiro que fica bem no centro da cidade, a cidade é tão calma que proíbe som alto em bares e restaurantes em qualquer hora do dia. Tudo ao redor é um convite para manter os pés descalços e conhecer os moradores na praça.

Todas as praias de São Miguel do Gostoso podem ser percorridas a pé ou de bicicleta, inclusive a vizinha Galinhos. Não há nenhuma tem barracas, quiosques ou restaurantes e as praias são quase desertas com a natureza intocada para ser contemplada.

A Praia do Santo Cristo é ótima para esportes aquáticos, com a prática de vela, kite e windsurf. Jipes circulam pelas suas areias e os banhistas ficam aproveitando o sol na sua beira. A Praia do Cardeiro tem um pequeno lago que se forma quando cai a chuva. Já a Praia da Xepa tem coqueiros que balançam com o vento e o silêncio é quebrado pelo movimento das águas.

Para comer, a sugestão é o magnífico risoto de funghi e camarão da Dona Maristela, no Restaurante Mar de Estrelas, que fica dentro da pousada do mesmo nome.

8 – Touros

Chamado de “Esquina do Brasil”, o município de Touros fica no extremo do mapa e faz parte do ponto mais próximo da África, junto a Maracajaú. A 90 km de Natal e ao norte do Estado, a cidade é conhecida produtora de abacaxis e da pesca artesanal.

A cidade tem algumas características peculiares como a presença de muitos coqueirais, de falésias, manguezais e caatinga no seu interior. Mais bem estruturada que as vizinhas, ainda assim tem o jeito rústico e simples típico de uma vila de pescadores. Suas casinhas coloridas se deparam com várias jangadas ao mar, bugues e cavalos.

A estrutura de Touros é simples, com poucas pousadas, bares e restaurantes, que se limitam a oferecer deliciosos e fartos pratos com frutos do mar e peixes. Na praça central há a igreja de Bom Jesus, construída em 1800 no estilo barroco, com uma grande cruz na frente. Dois canhões da época da ocupação holandesa de 1640.

Ondas fortes caracterizam as praias da cidade, onde na Praia de Touros há uma rocha com formato da cabeça de um touro, que inspirou o nome da cidade e dessa praia em especial. Com uma bela e longa baía, a Praia de Touros tem altas ondas e falésias. Há também as praias do Cajueiro, Carnaubinha, Monte Alegre, Perobas, São Jose e Perobas.

Outra curiosidade do local é o início da BR 101, que leva até o Rio Grande do Sul. No local há um monumento chamado de marco zero, construído por Oscar Niemeyer.

Como principal ponto turístico da cidade, o Farol do Calcanhar é o maior da América Latina e é todo feito em concreto. Só permite visitação aos domingos e apesar de belíssima vista panorâmica, é preciso fôlego para superar seus 296 degraus até o topo! Mas, todo esforço vale a pena pela linda vista de Touros e arredores!

***
O Rio Grande do Norte tem sua agitação e boas baladas, mas nada se compara ao clima de paz e tranquilidade de sua natureza e pelas praias paradisíacas. Aproveite as dicas e faça logo suas malas, porque o Estado espera por você!

Por Guia Viagens Brasil Texto: Fotos:  07 de junho de 2017

Receba dicas de viagem


Insira seu email para receber artigos exclusivos e dicas de passeios imperdíveis!





Gostou? Divulgue este artigo para seus amigos!

Deixe o seu comentário

DICAS RECENTES DO BLOG

Procurando dicas de viagens pelo Brasil?
Cadastre seu email e receba dicas exclusivas:

Editorial - Contato - Anuncie Grátis - Área de Anunciantes - Seja um colaborador

© Copyright 2013 - 2017 - Guia Viagens Brasil - Mapa do Site