Guia Completo de Petrópolis, Teresópolis e Nova Friburgo

Publicidade

Translator / Tradutor

Está programando uma viagem para o Rio de Janeiro? Sabemos que o estado inteiro é encantador, mas queremos destacar três lugares que são mais que especiais: Petrópolis, Teresópolis e Nova Friburgo. Reduto de história e cultura do povo carioca, esses três destinos são tema do nosso Guia dessa semana. Destacamos alguns lugares que você precisa conhecer enquanto estiver por aqui e outras dicas fundamentais para as suas férias por esses lados.

Se não tinha pensado ainda em colocar essas três cidades no roteiro, conheça um pouco mais sobre cada uma e, com certeza, mude de ideia hoje mesmo!

Petrópolis

A história de Petrópolis se mistura completamente com o desenvolvimento do Brasil Colônia. Chegando aqui você encontrará muitas construções históricas, pois esse foi cenário para muitos momentos importantes, principalmente quando o Rio de Janeiro se deu como Capital do Brasil. Há muito o que ver e fazer em Petrópolis, mesmo sendo uma cidade pequena. Procuramos destacar os principais pontos turísticos da cidade a partir de pequenos roteiros práticos e rápidos.

1. Roteiro pelo Centro Histórico de Petrópolis

O Centro Histórico de Petrópolis guarda as primeiras construções da cidade. Foi em uma das viagens que Dom Pedro I fazia para Minas Gerais, que ele descobriu o município. No seu percurso de volta, ele resolveu parar uma noite na pequena vila e se apaixonou completamente – quem vem aqui entende muito o porquê, pois sente o mesmo! – . E foi quando a família real adotou a cidade como seu destino para férias e descanso, que tudo começou a mudar por aqui.

A sua caminhada pode começar pelo Museu Imperial. O antigo palácio de Dom Pedro II e Dona Teresa Cristina é mantido no mesmo estilo neoclássico de quando foi construído. Desde 1943 aqui funciona um museu que guarda peças de grande valor e que pertenceram à família real. Além de visitar o interior do museu, também guarde um tempinho para circular ao redor dele. Os lindos jardins daqui são uma tração a parte.

petropolis-rj-museu-imperial

Pertinho do Museu Imperial você encontra a Catedral São Pedro de Alcântara, outro monumento que merece a sua parada. Construída em 1925, é aqui que parte da família real foi enterrada. Você encontrará os restos mortais de Dom Pedro II, Dona Teresa Cristina, Princesa Isabel e Conde D’Eu. É possível visitar esses túmulos e se admirar com a riqueza de detalhes de cada um deles.

No Centro Cultural Raul de Leoni você tem o máximo de contato com a cultura local e nacional. Inaugurado em 1977, esse centro também guarda a Biblioteca Municipal, que guarda o terceiro maior acervo de todo o Rio de Janeiro. Aqui você também encontra cinemas, salas de teatro e exposições fixas e temporárias.

Outra igreja que você deve visitar é a Igreja Luterana, o primeiro grande templo não-católico que foi construído na cidade. Na mesma via, a Avenida Ipiranga, você encontra também o Mosteiro da Virgem que trouxe uma comunidade Beneditinas de Portugal para o Brasil em 1939 e se instalou aqui.

E já que você está na Avenida Ipiranga, a Casa da Ipiranga deve ser o seu próximo ponto de parada. Hoje aqui funciona um pequeno centro cultural, mas essa já foi a casa da família do Barão de Mauá e, assim como a casa imperial, guarda objetos pessoais e decoração da época.

Outro ponto de parada obrigatória, especialmente no final de tarde, é no Palácio de Cristal, que foi inspirado pelo Palácio de Londres e de Porto e encomendada por Conde d’Eu para presentear a Princesa Isabel, que gostava de cultivar suas hortaliças e flores. Hoje o espaço recebe apresentações artísticas e musicais, e é um belo espaço para relaxar.

palacio-cristal-petropolis-rj

O Museu da Força Expedicionária Brasileira – FEB, é onde você encontrará o maior acervo histórico de Petrópolis. Daqui você pode seguir para a Casa de Santos Dumont, que realmente serviu de residência para o Pai da Aviação por muitos anos. O mais interessante desse lugar é que ele foi todo projetado, decorado e mantido pelo próprio Santos Dumont, o que deixa o seu passeio ainda mais encantador.

Terminaremos nossa caminhada pelo Centro Histórico de Petrópolis na Igreja Matriz Sagrado Coração de Jesus, a principal da cidade, construída para encontros religiosos no final dos anos 1800.

2. Parque Nacional da Serra dos Órgãos

Aos aventureiros que chegam em Petrópolis, a cidade também tem atrações para lhe oferecer. O Parque Nacional da Serra dos Órgãos é o terceiro mais antigo do Brasil, criado em 1939, sob autorização de Getúlio Vargas. ´

Aqui você encontrará inúmeros animais preservados. São 462 espécies diferentes de aves, 101 de anfíbios e105 de mamíferos. Todos podem ser observados através das trilhas que há no lugar. Entre outros atrativos do Parque você ainda encontra o Poço Paraíso, o Poço das Bromélias e o Poço dos Primatas. Todos são ótimos para aquele mergulho renovador.

poco-serra-dos-orgaos

A Cachoeira Véu da Noiva é o atrativo principal do parque. São 35 metros de queda d’água no final de uma trilha de aproximadamente 40 minutos. Além do banho, é permitido praticar rapel e cascading na região.

Onde ficar e quando ir

Sobre hospedagem você não terá preocupações. Petrópolis tem uma estrutura muito boa para seus turistas. São hostel, hotéis, pousadas, guest house e muito mais. Para quem deseja ter uma experiência bem diferente em sua viagem, o Bragança Palace Hotel e o Solar do Império pode ser a dica certa. Esses hotéis são instalados em prédios históricos e os quartos ainda decorados com peças dos anos 1800.

Dizer qual é a melhor época do ano para conhecer Petrópolis chega a ser injusto. Durante o ano inteiro você encontrará todas as atrações abertas e o mesmo clima bom na cidade. Durante o mês de dezembro, porém, acontece uma série de festas devido o Natal. Esse é um dos destinos de Natal mais famosos do Brasil.

Teresópolis

Lareira, chocolate quente e um climinha de inverno em pleno estado do Rio de Janeiro. Pode até soar um pouco estranho, já que o litoral fluminense é conhecido mundialmente, mas aqui também pode ser o seu próximo destino de inverno. A cidade de Teresópolis lota completamente nos meses mais frios do ano e por muitas razões. Atrativos aqui é o que não falta e escolhemos alguns bem especiais para você.

Caso você seja aventureiro e tenha chegado em Petrópolis e queira também conhecer Teresópolis na mesma viagem, a travessia a pé é bem atrativa e indicada para quem tem disposição. São 3 dias de trilha, totalizando 42 quilômetros por entre a mata do Parque da Serra dos Órgãos, uma das travessias mais lindas do Brasil.

1. Parque da Serra dos Órgãos

O parque também pode ser visitado a partir de Teresópolis e com outros atrativos. Tire um dia para fazer algumas trilhas pequenas, mas encantadoras. A Trilha Suspensa, com apenas 1,3 quilômetros, onde a caminhada é toda feira em cima de um aqueduto reformado dos anos 20. Também a Trilha do Cartão-Postal, com 1,2 quilômetros, chamada assim porque levará você até um mirante que fica no Pico do Dedo de Deus e de onde você observa toda a região.

serra-dos-orgaos

Da entrada do parque por Teresópolis você também encontrará algumas grutas e piscinas naturais, muito populares e sempre frequentadas por todos os turistas que chegam por aqui.

2. Beer Tour

A fábrica de cerveja Itaipava, pertencente ao Grupo Petrópolis, tem sua sede situada em Teresópolis e aberta para visitação. Você poderá conhecer parte do processo de fabricação da cerveja, assim como degustar o chopp que fica disponível para quem encarou o Beer Tour. O passeio não é demorado e levar aproximadamente 2 horas. Vale muito a pena, principalmente se você é um admirador da bebida.

Infelizmente não são todos que têm acesso ao tour pela fábrica da Itaipava. Menos de 18 anos não podem fazer a visita e você precisa se cadastrar antecipadamente, pois do contrário o acesso também é vetado. O agendamento é feito pelo (21) 2741-4500 – Ramal 303 4512.

3. Cachoeira dos Frades

A Cachoeira dos Frades é um atrativo a parte para quem visita Teresópolis. As águas transparentes que foram a queda d’água do lugar se agrupam em uma linda piscina natural. Aos finais de semana, moradores da região e turistas vêm aproveitar a atração e também a paisagem, que é uma das mais belas de toda Teresópolis. E quem deseja fugir do friozinho da cidade, a pequena praia que existe aqui dá para aproveitar o sol que vez ou outra esquenta a região.

4. Villa Saint Gallen

A cidade Saint Gallen, localizada na Suíça Alemã, tem a sua fiel reprodução aqui no Brasil, em um cantinho de Teresópolis. Você encontrará alguns pontos comerciais, como cervejarias e restaurantes servindo o melhor da culinária e da bebida típica daquele país.

Para passeios e fotos inesquecíveis, chafariz, praças e pequenos parques verdes ao longo da pequena vila. Aos finais de semana há visitação guiada pelos restaurantes e pubs da Vila Saint Gallen, com aproximadamente uma hora, e que inclui ainda a degustação. Vale a pena conhecer!

Você está conferindo o Guia Completo de Petrópolis, Teresópolis e Nova Friburgo, no Rio de Janeiro. Se está gostando das dicas, compartilhe no seu Facebook, ou tuíte, e convide os amigos!

Compartilhe no FacebookCompartilhe no Twitter

5. Orquidário Aranda

Se você gosta de jardim e plantas, vai com certeza se apaixonar pelo Orquidário Aranda. O lugar conta com mais de três mil espécies de orquídeas e bromélias para expiação. Se você gosta de cenários perfeitos para suas fotos de férias, com certeza terá um álbum repleto aqui! Aproveite e conheça o laguinho e o parque japonês instalado dentro do orquidário.

6. Parc Magique

Para quem viaja com crianças, a cidade de Teresópolis tem uma atração mais que especial. O Parc Magique é um parque indoor todo instalado em um imenso castelo no estilo medieval, dentro do Hotel Le Canton. Mesmo quem não é hóspede pode aproveitar a visitação diária e se divertir bastante.

Além dos brinquedos mais comuns do parque, como a montanha russa, o trem fantasma e outros, uma atração em particular chama a atenção dos pequenos e dos grandes turistas: a pista de esqui Mont Blanc. O ideal é que você tire um dia inteiro para o Parc Magique, para aproveitar ao máximo todo o espaço.

7. Granja Comary

Apesar de ser um lugar fechado para visitação, a Granja Comary sempre chama a atenção de todos os turistas em Teresópolis, principalmente aqueles fãs de futebol. Esse é o centro oficial de treinamento da Seleção Brasileira de Futebol, localizado em um dos picos da Serra dos Órgãos.

Ainda assim dá para chegar até o alambrado e observar o campo de treinamento. Se você tiver sorte, pode ver um treinamento aberto dos jogadores escalados!

Onde ficar e quando ir

Assim como Petrópolis, Teresópolis é um destino para o ano inteiro. Nos meses de inverno o movimento aumenta por aqui e acontecem shows e eventos especiais da época. Nessa época do ano as caminhadas também são favorecidas, principalmente se você se dispor a fazer a travessia até Petrópolis ou de lá para cá.

A estrutura de hotéis, pousadas e albergues aqui também é muito completa. A maioria possui uma arquitetura mais colonial, preservando os traços das antigas casas, que hoje se transformaram em diversos estabelecimentos. Os valores também são muito variados e indicamos apenas que você reserve com antecedência se sua viagem for para o inverno, pois geralmente todos lotam e as vagas ficam mais limitadas.

Nova Friburgo

Quando se fala em Nova Friburgo, imagina-se sempre aquele imenso centro comercial, ou como foi apelidada, a Capital Nacional da Moda Íntima. De fato, o setor é muito desenvolvido por aqui e você provavelmente fará bons investimentos profissionais. Ainda assim, não é sobre negócios que vamos falar. Nova Friburgo também ganhou outro apelido, sendo chamada de a Suíça Brasileira, e você entenderá o porquê! A cidade é repleta de áreas verdes e atrativos naturais. O que acha também de um pequeno passeio pelo município? Veja o que não pode faltar em sua viagem!

1. Jardim do Nêgo

Nêgo é um artista plástico de Nova Friburgo e que montou um lindo ateliê ao ar livre. Batizado de Jardim do Nêgo, ele fica em um pequeno sítio na estrada que leva você de Teresópolis até Nova Friburgo. Geralmente é o primeiro passeio de todo turista que faz essa viagem “3 em 1”.

Aqui você encontrará esculturas imensas de animais, crianças, mulheres, além de outros desenhos de formas próprias ou reproduções. O bebê logo na chegada é uma das esculturas mais famosas, junto à índia e à cobra.

O que torna o Jardim do Nêgo tão especial é o fato de ele ter unido as suas esculturas com a natureza. É um lugar verdadeiramente único.

jardim-nego-nova-friburgo

2. Tour Gastronômico por Mury

O pequeno distrito de Mury abriga alguns dos melhores restaurantes de Nova Friburgo. Você pode fazer um pequeno tour gastronômico, experimentando o que há de melhor na culinária suíça e alemã, nos inúmeros restaurantes da região.

Também há alguns bares e pubs que servem cervejas típicas desses dois países, além de algumas com fabricação própria e artesanal. Vale a pena tirar uma manhã ou uma tarde para experimentar essas delícias.

3. Vilas de Lumiar e São Pedro da Serra

Aos que buscam o contato total com a natureza. As vilas de Lumiar e São Pedro da Serra são o destino perfeito. Com uma decoração mais rústica, você gostará muito dos parques verdes, córregos, jardins e, claro, as piscinas e cachoeiras da região. O comércio aqui também é um dos mais populares, principalmente para quem quer aquele artesanato local para levar de presente para si e para os amigos e parentes mais queridos.

4. Pedra do Cão Sentado

Atração que faz parte do roteiro tradicional de Nova Friburgo, essa curiosa pedra fica a 1.100 metros de altitude e, ao longe você realmente tem a impressão que está avistando um imenso cachorro sentado e olhando para o horizonte.

nova-friburgo-rj-pedra-do-cão-sentado

A Pedra do Cão Sentado ainda guarda algumas grutas para exploração que parecem esculpidas a mão. O passeio até aqui te leva por uma caminhada pequena e de exploração. São 1,5 quilômetros conhecendo toda a região e as cavernas desse cartão-postal tão curioso.

5. Parque Estadual dos Três Picos

Esse é o maior parque de todo o Rio de Janeiro e tem também parte em Teresópolis. Deixamos para falar dele apenas quando chegasse em Nova Friburgo por ser onde fica a entrada principal. O lugar é repleto de trilhas, como a que você encontra logo que entra. São 1.700 metros sem guia, até o Vale dos Deuses. Aqui você também verá um espaço para camping, ótimo para quem viaja só e busca companhia para alguns trechos.

Os três picos podem ser alcançados também em caminhadas, dessa vez mais puxadas. O acesso ao Pico Menor é por uma trilha de 2.600 metros; do Pico Médio é mais 2.280 e do Pico Maior é 2.316 metros de caminhada. Nas duas últimas trilhas recomendamos que você faça com guia por ser um trajeto mais difícil. Se sobrou fôlego, caminhe mais 2 mil metros até a Montanha do Capacete.

6. Queijaria Suíça

Os queijos suíços também são mundialmente conhecidos e aqui em Nova Friburgo você encontra uma queijaria que fabrica e distribui essas delícias. Inaugurado há mais de 3 décadas, o espaço é praticamente um complexo turístico, que abriga também uma pequena fábrica de chocolates. Você ainda encontrará um Memorial da Colonização Suíça na cidade, museus e uma escola de queijos.

7. Rota Cervejeira

Algumas fábricas de cervejas, principalmente rústicas, estão instaladas aqui e há uma rota para lhe apresentar todas. A Rota Cervejeira ainda inclui degustação e oportunidade de compras de souvenirs com valores abaixo do mercado. As suas cervejarias mais conhecidas da região é a Barão Bier e a Rock Valley, não deixe de parar e conhecer a história desses dois lugares, que também se confundem com a história de colonização e crescimento da cidade de Nova Friburgo.

8. Passeio de Teleférico

Tradicional, o passeio de teleférico é quase que obrigação de todo turista que passa pela cidade. Esse é considerado o maior do estado e um dos maiores do país. Possui 1.500 metros de extensão e levará você por um passeio até o Morro da Cruz, de onde é possível avistar toda a cidade. Não é um percurso demorado, mas vale muito a pena fazer!

Quando ir e onde ficar

O setor hoteleiro de Nova Friburgo é muito completo. Se você quer mais conforto e requinte para as suas férias, vai encontrar aqui. Caso a intenção é aproveitar a natureza ao máximo, vai gostar de conhecer as áreas de camping disponível para os mochileiros de plantão. Também há a opção de hostel, para os que buscam um tipo de hospedagem mais barata e diversificada.

A melhor época para visitar Nova Friburgo, assim como as suas vizinhas – Petrópolis e Teresópolis – é nos meses de inverno. É quando a cidade encher e também acontece o Festival de Inverno, o mais disputado de todo o Rio de Janeiro. Quem quer aproveitar o frio e a culinária especial, precisa visitar a cidade nessa época.

Ainda assim, durante todo o ano, Nova Friburgo é um destino maravilhoso. A natureza aqui é sempre bela e chamativa para todos.

***
Então, o que acha de começar a programar a sua próxima viagem para esses três destinos? Dá para passar uma semana inteira desbravando toda essa mistura de cultura, natureza e história no Rio de Janeiro.

Por Guia Viagens Brasil Texto: Fotos:  27 de julho de 2016

Receba dicas de viagem


Insira seu email para receber artigos exclusivos e dicas de passeios imperdíveis!





Gostou? Divulgue este artigo para seus amigos!

Deixe o seu comentário

DICAS RECENTES DO BLOG

GUIAS DE VIAGENS GRÁTIS - BAIXE AGORA O SEU!

Loja
Encontre os melhores ebooks de dicas de viagem pelo Brasil

Procurando dicas de viagens pelo Brasil?
Cadastre seu email e receba dicas exclusivas:

Editorial - Contato - Anuncie Grátis - Área de Anunciantes - Seja um colaborador

© Copyright 2013 - 2017 - Guia Viagens Brasil - Mapa do Site