Roteiro alternativo no Rio de Janeiro: viva uma experiência autêntica

Depois de ter conhecido uma cidade, é normal que todo turista busque lugares novos para visitar. Quem já foi por terras cariocas pelo menos duas vezes já quer um roteiro alternativo no Rio de Janeiro para descobrir mais da Cidade Maravilhosa.

E sabendo disso, nós preparamos um roteiro bem especial para você!

Fomos até a capital, visitamos pontos únicos e tipicamente cariocas. Agora trazemos os detalhes de cada um deles para você, que também está planejando voltar ao destino!

Então dá uma conferida nos lugares que separamos e se programe para viver uma experiência autêntica!

Foto bondinho Santa Teresa, Rio de Janeiro, RJ.

O bondinho elétrico, que ainda faz o trajeto até o bairro charmoso de Santa Teresa. Você precisa ir visitar o Rio de Janeiro!
Fotos de Ricardo Junior / www.ricardojuniorfotografias.com.br

Conhecer o Centro Cultural Sítio Roberto Burle Marx

Burle Marx é considerado o maior paisagista brasileiro de todos os tempos. Apesar de ter nascido em São Paulo, foi no Rio de Janeiro que ele viveu por muitos anos.

O artista plástico assinou paisagens importantes como o jardim da Praça de Casa Forte (em Recife), o Palácio Gustavo Capanema (no Rio de Janeiro), o Parque General Francisco de Miranda (na Venezuela), o Aeroporto de Pampulha (em Belo Horizonte), entre outros projetos.

Veja 10 passeios baratos ou de graça para fazer no Rio de Janeiro

Para quem é apaixonado por artes plásticas e paisagismos, deve conhecer o Centro Cultural Sítio Roberto Burle Marx, em Barra de Guaratiba. O local é um pouco longe, se compararmos com os principais pontos turísticos da cidade, mas vale muito a pena, principalmente para quem busca um roteiro alternativo no Rio de Janeiro.

A visita pelo local pode ser guiada e tem duração de aproximadamente uma hora e meia. Você passeia por todos os jardins, a casa de Burle Marx e o ateliê do artista que ainda é mantido pela administração do local.

As visitas ao sítio acontecem mediante a realização do agendamento:

  • Horário do agendamento: de segunda a sexta, das 08h às 16h.
  • Horário de visitas: de terça a sábado, das 09h30min e 13h30min.

Visitar o Museu Casa do Pontal

Um outro lugar que você pode conhecer e fica próximo ao o Centro Cultural Sítio Roberto Burle Marx é o Museu Casa do Pontal, no Recreio dos Bandeirantes.

O local é considerado o museu de arte popular mais importante do nosso país e é referência no mundo inteiro!

Aqui você encontra cerca de 8000 peças de, aproximadamente 200 artistas brasileiros. A exposição inclui bonecos, entalhes, esculturas, brinquedos diversos, etc.

O museu está aberto de terça a domingo, das 9h30min até as 17h, incluindo feriados locais e nacionais. No período do carnaval, somente na terça-feira é que o museu fica fechado.

LEIA TAMBÉM: DO LEME AO PONTAL: as praias mais bonitas do RIO DE JANEIRO

Um outro detalhe importante é que todas as terças a exposição permanente do Museu Casa do Pontal, das 8h30min até as 9h30min, fica aberta apenas para pessoas com deficiência intelectual ou mental, que necessitam de um acompanhamento mais direto. A administração proporciona uma visita guiada para que todos tenham o máximo de experiência no local. Para isso, é preciso agendar previamente com a administração do museu.

Mais informações sobre visitas e ingressos, podem ser obtidas através do site do Museu Casa do Pontal.

Descobrir a Praia do Secreto

Ainda no Recreio dos Bandeirantes você pode descobrir a Praia do Secreto! Essa dica de passeio é imprescindível para quem está montando um roteiro alternativo no Rio de Janeiro, pois foge totalmente da rota turística.

A Praia do Secreto é acessada a partir da Praia da Macumba, através de uma trilha que exigirá um certo esforço físico, mas que no final valerá muito a pena.

As águas daqui são bem rasinhas, quase como uma piscina natural. É importante consulta a tabela de maré, pois a Praia do Secreto é melhor aproveitada na maré baixa. Como a extensão dela é muito curta – ela tem menos de 1 quilômetro de comprimento -, alguns pontos ficam inacessíveis na maré alta e impossíveis para banho devido as muitas pedras no local.

LEIA TAMBÉM: As 10 melhores praias do RIO DE JANEIRO – Dicas e Fotos

Aproveitar uma manhã na Cachoeira do Horto

Quando falamos em destinos de cacheira sempre imaginamos um local um pouco afastado dos grandes centros urbanos.

E neste roteiro alternativo no Rio de Janeiro trouxemos uma que fica bem pertinho, mais precisamente no Jardim Botânico – que já é um ponto turístico tradicional da cidade.

A Cachoeira do Horto fica bem próximo ao final de linha do ônibus 409, de fácil acesso para qualquer turista que esteja na cidade. Você pode curtir uma manhã na cachoeira e sair daqui para um museu ou outro ponto turístico da cidade, por exemplo. Tudo sem longos trajetos!

DESCUBRA: 10 melhores HOTÉIS E POUSADAS do RIO DE JANEIRO BARATOS – Preço Baixo!

Para ter acesso você precisa subir em uma trilha de aproximadamente 500 metros a partir da guarita do Parque Nacional da Tijuca. Para quem nunca veio por aqui, é importante se informar bastante, pois não há tantas sinalizações no local.

Curtir um samba raiz na Pedra do Sal

Toda segunda acontece o tradicional Samba na Pedra do Sal. Aqui além de muita música, você conhece um pouco da história do Rio de Janeiro.

Contam os livros que foi exatamente aqui que o samba carioca surgiu. A tradicional segunda-feira é um ótimo programa para turistas que estejam pela cidade e queiram fugir mais um pouco do turismo tradicional.

A região da Pedra do Sal também é chamada de Pequena África por ser o local onde se concentravam os antigos negros escravizados. Por isso, é bem comum encontrar elementos da cultura afro por essas ruas.

Além do samba, você ainda pode ter a sorte de assistir uma apresentação de Charme, uma dança bem carioca, que mistura batidas com passos ensaiados. É gostoso e divertido de ver. Para os mais ousados, ainda é possível cair na dança com os grupos!

O Samba na Pedra do Sal começa por volta das 18 horas e vai até 21h, aproximadamente e acontece nas ruas, por isso é totalmente gratuito.

VOCÊ ESTÁ LENDO UM ROTEIRO ALTERNATIVO NO RIO DE JANEIRO. COMPARTILHE ESSAS DICAS TAMBÉM EM SEU FACEBOOK E TWITTER!

Compartilhe no FacebookCompartilhe no Twitter

Subir até o Mirante Dona Marta

O Mirante Dona Marta te leva a uma vista mais que privilegiada do Rio de Janeiro. Apesar de ser muito conhecido pelos cariocas, ainda são poucos os turistas que sobem até aqui. O motivo é o fato de ele está no alto da Favela da Dona Marta. Por muitos anos o local foi tido como um dos mais violentos do Rio de Janeiro, mas hoje se encontra totalmente pacificado e seguro.

O Mirante Dona Marta fica a 360 metros de altura e é quase impossível alguém caminha até aqui. Por isso, indicamos que você suba até o topo da favela através de carros de aplicativo e siga pela trilha andando. São cerca de 50 minutos de caminhada e pede um pouco de esforço físico, pois alguns pontos são bem íngremes. A nossa dica é que você contrate um guia para chegar mais rápido e fácil no local.

Do Mirante Dona Marta é possível ver os principais pontos turísticos do Rio de Janeiro. Foto: Ricardo Júnio

Daqui do alto é possível ver o Pão de Açúcar, o Cristo Redentor, o Maracanã, a Baía de Guanabara e a Lagoa Rodrigo de Freitas.

Além do mirante, o Morro Dona Marta possui muitos botecos e restaurantes com pratos tipicamente cariocas. Você pode aproveitar o passeio e curtir uma experiência completa pela comunidade!

Badalar pelo Baixo Botafogo

As noites tipicamente cariocas se concentram, mais comumente, pelas pequenas ruas da Lapa, no centro da capital.

No entanto, de uns anos para cá, o Baixo Botafogo vem ganhando a preferência dos cariocas e de alguns turistas que descobrem esses bares.

RESERVE JÁ SEU HOTEL OU POUSADA NO RIO DE JANEIRO!

Ao longo da Avenida Voluntários da Pátria, uma sucessão de pequenos bares é formada. Tem opção para todos os gostos, idades e tipos de pessoas. Tem o mais cult, o bar mais “rock in roll”, aquele mais jovem, os bares mais requintados, etc.

Vale a pena chegar até aqui e caminhar para descobrir qual o seu preferido.

Curtir um samba no Cacique de Ramos

Além da Pedra do Sal, o samba do Cacique de Ramos é tradicional entre os cariocas!

Um dos blocos mais antigos e icônicos do carnaval do Rio de Janeiro promove todos os domingos uma roda de samba gratuita. O evento ainda pode contar com nomes importantes do samba carioca, como Zeca Pagodinho, Diogo Nogueira, Dudu Nobre e outros que já passaram por aqui.

O samba no Cacique de Ramos é bastante descontraído e nada turístico. Então esqueça luxo e requinte. Tudo aqui é feito do jeito que o carioca gosta.

Se você tiver pela cidade no terceiro domingo de cada mês, ainda pode curtir a tradicional feijoada, que acontece na sede do bloco. Nesse caso, o evento é pago.

A sede do Cacique de Ramos fica no subúrbio carioca, no bairro de Ramos.

 

O que você achou do nosso roteiro alternativo no Rio de Janeiro? Compartilhe este post em suas redes sociais para que seus amigos também aproveitem a experiência!

Compartilhe no FacebookCompartilhe no Twitter

Por Guia Viagens Brasil Texto: Monique de Carvalho Fotos:  Ricardo Junior 14 de janeiro de 2020


Anuncie seu Estabelecimento no Maior Portal de Turismo