FOZ DO IGUAÇU COM CRIANÇAS: o que saber antes de ir e o que fazer

Publicidade

Entre brasileiros, argentinos e paraguaios, em Foz de Iguaçu se encontra gente de todos os cantos em busca das maravilhas proporcionadas pelas 275 quedas d’água e tudo mais que há na cidade. Não é por acaso que cerca de 1,5 milhões de pessoas visitam as Cataratas do Iguaçu e sua região próxima todos os anos: apreciar uma das paisagens mais incríveis do Brasil definitivamente compensa.

As belas Cataratas do Iguaçu, em Foz do Iguaçu, PR.
Foto: Ricardo Junior.

Para quem está planejando viajar com a família inteira, ir a Foz do Iguaçu com crianças é certeza de ter férias inesquecíveis. Não só pela deslumbrante visão das enormes cachoeiras, que chegam a 90 metros de altura, com aquela imagem clássica de turistas amontoados nas pontes tomando verdadeiros banhos nos “respingos” do intenso volume de água. Mas também por tudo mais que o Parque Nacional do Iguaçu tem a oferecer.

E ainda há o bônus de ser bem fácil atravessar a fronteira e misturar um destino nacional com outro internacional. Afinal, a Ciudad del Este, no Paraguai, é renomada como centro de compras baratas por ser zona franca. E o lado argentino da fronteira é coladinho, com seu pedaço do Parque também muito bonito. Nada melhor que levar os filhos para apreciar a maravilha da natureza que são as Cataratas e com o benefício de conhecer outro país na mesma viagem, não é?

Faça aqui um passeio virtual por Foz do Iguaçu!

O riquíssimo ecossistema brasileiro rendeu ao país dois lugares na eleição das Sete Maravilhas da Natureza. Além da Amazônia, as Cataratas do Iguaçu entraram na lista graças a toda exuberância das quedas d’água e de seu Parque Nacional, que oferece um profundo contato com fauna e floras nativas e também é protegido como Patrimônio da Humanidade.

Ainda tem dúvidas que Foz do Iguaçu merece entrar na lista de viagens da família? Confira com a gente tudo que é preciso para visitar a região com as crianças.

Como chegar em Foz do Iguaçu

O Aeroporto Internacional de Foz do Iguaçu recebe voos diários de todo o Brasil. Então não é muito difícil encontrar uma data adequada ao seu planejamento para chegar lá. A vantagem é que ele não fica longe do centro, a aproximadamente 10 km, e o traslado até o local de hospedagem pode ser feito por ônibus urbano ou transfers de agências de viagem – essa segunda opção não costuma ser cara, e bem mais confortável que a primeira.

Reserve aqui seu hotel em Foz do Iguaçu

Os táxis costumam ter preços tabelados e saem um pouco mais caros, mas é outra alternativa para o conforto da família. Quem chega de carro em Foz costuma pegar o acesso pela rodovia federal BR 277 a partir de Curitiba. O percurso da capital paranaense até a cidade é de quase 700 km e 9 horas de estrada.

O local que concentra as principais opções de hospedagem é o centro da cidade. Nele você fica perto de tudo, tanto das principais atrações quanto do comércio – e com bom custo-benefício. A Avenida das Cataratas, não muito longe, também reúne bons hotéis, em geral mais luxuosos. Ambas estão quase à mesma distância do aeroporto, fazendo pouca diferença para o preço do traslado.

Passarelas circulam pelas Cataratas do Iguaçu, em Foz do Iguaçu, PR.
Foto: Ricardo Junior.

Quando ir para Foz do Iguaçu com as crianças

Não há muito com o que se preocupar em relação à data da viagem. Ambos os períodos de férias escolares das crianças possuem seus atrativos em Foz. No verão, as Cataratas atingem seu volume máximo por conta das chuvas, e o espetáculo pode ser considerado um pouco mais grandioso. As árvores também ficam com mais flores e mais belas na estação.

No inverno, porém, chove menos na região, o que diminui a intensidade das quedas, mas as torna mais bem definidas para a visão dos turistas. E menos chuva também torna a viagem mais agradável para os outros passeios. Por essas e outras, as férias de julho também são um bom momento para ir até Foz.

De toda forma, ambas são alta temporada por lá, então é recomendado se planejar com antecedência para reservar hotéis e outros passeios. Uma outra possibilidade para se organizar é ir na lua cheia: os parques dos dois lados da fronteira costumam organizar luaus com uma vista de tirar o fôlego para as Cataratas brilhando sob a luz da lua.

Você está conferindo dicas para curtir FOZ DO IGUAÇU COM CRIANÇAS: o que saber antes de ir e o que fazer. Se está gostando, compartilhe no seu Facebook, ou tuíte, e convide os amigos!

Compartilhe no FacebookCompartilhe no Twitter

O que fazer em Foz do Iguaçu

Nem precisamos falar que as Cataratas do Iguaçu são o grande cartão-postal da cidade. Na verdade, é um cartão-postal do Brasil – um de seus pontos turísticos mais reconhecidos por gente do mundo inteiro. E o passeio também é uma grande oportunidade para deixar a criançada por dentro de um dos símbolos do país, com toda sua força e magnitude. Não há como colocar diferente: é uma experiência incrível, que deixa a todos admirados e refletindo sobre como o ser humano é pequeno perante a natureza.

Lá dentro, o visitante tem como atração principal as famosas passarelas sobre a água para observar o poder das quedas d’água molhando a todos – e bem junto ao precipício conhecido como Garganta do Diabo. Ainda é possível caminhar pelos 1200 metros da Trilha das Cataratas para ver as cachoeiras dos mirantes no caminho e esbarrar com animais silvestres. Outro ponto interessante é a Trilha do Poço Preto, com trekking de 9 km e outros esportes de aventura como rafting e arvorismo para a diversão dos pequenos.

Confira o GUIA COMPLETO de FOZ DO IGUAÇU

O Macuco Safári é sempre muito recomendado e também fica dentro do Parque. Considerado o melhor tour em Foz do Iguaçu, é a oportunidade única de mergulhar nas águas do Rio Iguaçu, bem próximos da maior catarata do mundo em volume. No começo, em um veículo, os guias explicam um pouco sobre a mata da região. Depois, de barco, um verdadeiro paraíso até parar no ponto de mergulho. Conte para os filhos que eles vão chegar pertinho das Cataratas do Iguaçu e depois veja como ficarão extasiados no passeio.

Para aqueles que estão com orçamento maior, o passeio de helicóptero no Parque é de tirar o fôlego. Afinal, se de frente as Cataratas do Iguaçu já incríveis, imagina vistas de cima, com todo o verde ao seu redor? Completamente imperdível, mas pode preparar o bolso porque os preços são bem salgados.

A entrada para o Parque Nacional fica no Km 18 da BR 469 e custa R$38 no total, incluindo o transporte dentro da imensa reserva, feito em um confortável ônibus de dois andares. Par crianças até 11 anos, paga-se apenas R$10 desse traslado.

Parque Nacional Iguaçu do lado brasileiro, em Foz do Iguaçu, PR.
Foto: Ricardo Junior.

Passeio do Macuco Safári, no Parque Nacional Iguaçu do lado brasileiro, em Foz do Iguaçu, PR.
Foto: Ricardo Junior.

Passeio de helicóptero no Parque Nacional Iguaçu do lado brasileiro, em Foz do Iguaçu, PR.
Foto: Ricardo Junior.

E qualquer criança pequena também deve se maravilhar com o Vale dos Dinossauros. E os bichões não são estátuas, e sim robôs animados que se mexem e fazem sons imitando os espécimes verdadeiros de milhões de anos atrás. No passeio é possível ver dinos de todos os tamanhos (o Tiranossauro Rex tem 20 metros de altura) e aprender um pouco sobre os répteis. Bem ao lado fica o Museu de Cera Dreamland, com 16 ambientes e réplicas perfeitas de personalidades do mundo todo – como Michael Jackson e o Papa. Ambos ficam na Avenida das Cataratas, de fácil acesso.

6 Motivos Especiais para colocar FOZ DO IGUAÇU na sua lista de Destinos

Também na BR 469, no Km 17, está o Parque das Aves. O imenso complexo permite que os turistas entrem em contato com diversas espécies de pássaros e até tirar fotos com muitas delas. Tucanos e araras são figurinhas constantes; os exóticos flamingos também dão as caras. Ainda há viveiros gigantes em que o visitante pode entrar para interagir com todo tipo de ave. Também dá para ver os funcionários alimentando pássaros-bebês. Todas as famílias que visitam concordam que é imperdível para a criançada.

Museu de Cera, em Foz do Iguaçu, PR.
Foto: Ricardo Junior.

Entrada do Parque das Aves, em Foz do Iguaçu, PR.
Foto: Ricardo Junior.

Flamingo no Parque das Aves, em Foz do Iguaçu, PR.
Foto: Ricardo Junior.

Alimentação dos pássaros no Parque das Aves, em Foz do Iguaçu, PR.
Foto: Ricardo Junior.

Seguindo no clima de muito contato com a natureza, o Refúgio Biológico Bela Vista reúne mais de 300 animais e muito da flora nativa da região. Cervos, antas, jaguatiricas e até uma onça chamada Juma frequentam o local. Ele foi erguido bem ao lado da Usina Hidrelétrica de Itaipu, outro ponto turístico importante de Foz – e foi feito justamente para contrabalancear o impacto ambiental da construção da represa. Ela é a maior do tipo no mundo e há um passeio panorâmico com bela vista para seus 8 km de extensão. Boa oportunidade para ensinar um pouco sobre história e geografia aos filhos.

Usina Hidrelétrica de Itaipu, em Foz do Iguaçu, PR.
Foto: Ricardo Junior.

Turbinas da Usina Hidrelétrica de Itaipu, em Foz do Iguaçu, PR.
Foto: Ricardo Junior.

Chegou a hora de cruzar a fronteira – ou as fronteiras. Atravessando para a Argentina não dá para perder a visita ao Parque Nacional Iguazú, na cidade de Puerto Iguazú, com outra visão das cataratas. Enquanto no lado brasileiro elas são vistas de frente, no argentino o olhar é quase de cima, com passarelas sobre as quedas. Enquanto por aqui o panorama pode ser melhor, do lado de lá é possível ver mais cachoeiras e de mais perto. A cidadezinha em si oferece a chance de comprar doce de leite e alfajores, além de conhecer o Bar de Gelo.

Passeio de trem Parque Nacional Iguazú do lado argentino, em Puerto Iguazú, Argentina.
Foto: Ricardo Junior.

Passarelas do Parque Nacional Iguazú do lado argentino, em Puerto Iguazú, Argentina.
Foto: Ricardo Junior.

As cataratas do Parque Nacional Iguazú do lado argentino, em Puerto Iguazú, Argentina.
Foto: Ricardo Junior.

Já no Paraguai a dica é fazer compras. Ciudad del Este pode ser um tanto quanto caótica para crianças, mas existem alguns shoppings (como o Paris e o China) mais agradáveis e dá para sair com muitas coisas baratas para as crianças – vale lembrar que o limite na alfândega do aeroporto na hora da volta é de R$ 300 por pessoa.

A Ponte da Amizade, na fronteira entre o Brasil e Paraguai,
Foto: Ricardo Junior.

Compras do lado paraguaio, em Ciudad del Este.
Foto: Ricardo Junior.

***
Em resumo, a viagem a Foz do Iguaçu com crianças permite que elas conheçam outros países, encarem de perto a força da natureza e aprendam sobre meio ambiente e sobre o Brasil, e com a vantagem de visitar uma das maravilhas do mundo no caminho! Bóra fazer as malas e levar os pequenas para essa aventura!

Por Guia Viagens Brasil Texto: Fotos:  18 de dezembro de 2017

Receba dicas de viagem


Insira seu email para receber artigos exclusivos e dicas de passeios imperdíveis!





Gostou? Divulgue este artigo para seus amigos!

DICAS RECENTES DO BLOG

Procurando dicas de viagens pelo Brasil?
Cadastre seu email e receba dicas exclusivas:

Editorial - Contato - Anuncie Grátis - Área de Anunciantes - Seja um colaborador

© Copyright 2013 - 2018 - Guia Viagens Brasil - Mapa do Site