Guia Completo de NATAL – RN

Publicidade

Translator / Tradutor

Pequena em tamanho, grandiosa em beleza. Podemos qualificar Natal, no Rio Grande do Norte, exatamente dessa forma. A capital do estado é a segunda menor do país, considerando a sua extensão territorial, mas quem chega por aqui se pega surpreso com tanto atrativos turísticos e belezas naturais.

ponta-negra-natal-rn-3962

Tímida, o turismo sempre andou um pouco inibido. Estar entre as cidades do Nordeste já é uma grande vantagem, e você nem imagina as belezas que se esconde por essas dunas de areia branca e limpinha. Falar de Natal é contar um pouco do desenvolvimento da região Nordeste e também do avanço tecnológico que teve o Brasil em épocas passadas. Você sabia que aqui está instalado um centro de lançamento de foguetes? O lugar é incrível!

Então, não apenas para contar um pouco sobre os atrativos turísticos, mas também para ajudar você a programar sem dificuldades as suas próximas férias, que criamos esse super e completo guia sobre a capital potiguar. Caneta e papel em mãos para não esquecer nada, hein? Confira.

As Praias mais lindas de Natal

Fazer essa seleção não é nada fácil. Cada praia de Natal possui uma particularidade diferente. Todas têm aquele motivo especial para você conhecê-la e fica difícil saber por onde começar. Das mais tranquilas até aquele point que todo natalense e turista se encontram, você poderá desfrutar o melhor da cidade pela sua orla.

Natal é composto das seguintes praias urbanas.

Praia de Ponta Negra

Facilmente você ouvirá alguém dizendo que dá para encontrar tal coisa em Ponta Negra. Precisa de um carro para alugar? Você acha em Ponta Negra. Quer aquele hotel ou flat com uma vista impecável da cidade de Natal? Você acha em Ponta Negra. Está afim de curtir a noite natalense? Vá para Ponta Negra! É nesse pedacinho da cidade que tudo acontece de fato e não foi à toa que o bairro recebeu o apelido de “A Copacabana de Natal”.

foto-praia-ponte-negra-em-natal-brasil-8688

É na Orla de Ponta Negra que você também achará o Morro do Careca, cartão-postal da cidade e que falaremos em um tópico relacionado somente para os pontos turísticos da cidade. Aqui também há alguns restaurantes tradicionais e que você precisa conhecer.

A estrutura da orla é bem dinâmica. Quem chega por aqui se sente bastante confortável com tudo o que vai encontrar. O calçadão de Ponta Negra foi reformado em 2014, deixando-o bem mais receptivo para turistas e moradores que querem fazer aquela caminhada relaxante pelo bairro.

ponta-negra-natal-rn-3221

Em meses de baixa estação, a circulação por aqui é bem pouca e dá até para patinar livremente, prática bem comum na orla dessa praia. Já no período de férias e verão, quando a cidade está mais movimentada e cheia de turistas, você encontra uma circulação maior, o que faz com que moradores e viajantes prefiram as praias vizinhas para passar o final da tarde.

É da Orla de Ponta Negra que saem alguns passeios para praias vizinhas e também um city tour bem popular. Empresas de turismo oferecem seus serviços e dá para montar aquele roteiro bem agradável. Com as anotações do nosso guia, você já chegará com os destinos na ponta da língua e pode até conseguir aquele desconto maravilhoso. Não é o máximo?

foto-praia-ponte-negra-em-natal-brasil-8746

Aos banhistas, o mar dessa região é bem tranquilo. Há ondas normais, sem muita força. Para quem gosta daquele mar mais vazio, sem outros turistas ao redor e crianças correndo, aconselhamos também em praias menos movimentada. Atente-se para algumas pedras que há na costa.

Praia dos Artistas

A Praia dos Artistas é a segunda praia mais popular de Natal, ficando apenas atrás de Ponta Negra. Aqui foi, por muitos anos, o point para banhistas de Natal, fazendo com que turistas procurassem a orla também para curtir o sol bem típico do Nordeste.

piscina-natural-praia-dos-artistas-natal-rn

Com uma estrutura bem completa, você conseguirá passar suas tardes na praia sem sentir falta de nada. Em barracas por toda a faixa de areia, dá para tomar sua cerveja gelada ou aquela água de coco saborosa, além de experimentar alguns petiscos bem típicos do Rio Grande do Norte.

pedras-praia-dos-artistas-natal-rn

A Praia dos Artistas faz parte de uma zona urbana chamada Área Especial de Interesse Turístico. Trata-se de um plano de ação da Secretaria de Segurança Pública de Natal, que mapeou a cidade a partir de 7 pontos estratégicos. Esses foram considerados os mais visitados por turistas em férias na capital. Com isso, nessas regiões foram instaladas câmeras de vigilância ligadas 24 horas para reduzir o risco de assaltos e outros crimes. São 23 câmeras ligadas pela cidade com a finalidade de deixar o turista bem mais seguro e, consequentemente, o cidadão natalense.

Praia do Meio

Vizinha da Praia de Ponta Negra, a Praia do Meio é a mais popular entre os moradores de Natal. Essa região era bem escassa de visitantes, mas com o fluxo crescendo cada vez mais pela vizinha famosa, cidadãos natalense adotaram essa parte tímida da costa da cidade.

O mais curioso é que na década de 80 era tudo muito diferente. Ponta Negra era uma praia sem tanto movimento e a Praia do Meio a preferida dos turistas. Com a construção da Via Costeira, todo o centro hoteleiro mudou para essa grande via e para parte de Ponta Negra, fazendo com que a movimentação migrasse também.

Para os turistas que também buscam fugir do movimentado centro, esse cantinho é ideal para tomar aquele banho de sol e também de mar. Você ainda encontra poucos quiosques e barracas nas praias, mas não precisa se preocupar, pois é o suficiente para atender todos. Também há um fluxo grande de ambulantes sempre oferecendo petiscos da terra.

É na Praia do Meio que acontece a maior festa em homenagem a Iemanjá em Natal. No dia 31 de dezembro, fieis de religiões afro-brasileiras se reúnem em um ponto estratégico para depositarem suas oferendas à Rainha do Mar. Se você passar pela cidade nessa época, não deixe de conferir a festa, pois é um momento muito bonito.

Praia da Areia Preta

Outra praia que fica dentro da Área de Interesse Turístico, a Praia da Areia Preta era, em seus primeiros anos, um bairro tímido, com casas simples e a orla sem grandes estruturas. O local ganhou então uma nova versão, com um calçadão bonito e chamativo para aquela caminhada no final da tarde. Com isso, novos prédios também apareciam pela região.

Aqui é aquele ponto de Natal onde você vai para curtir o pôr do sol com mais sossego, caminhar com a família, com os amigos ou até mesmo só e tomar uma deliciosa e refrescante água de coco natural. É comum encontrar grupos de pessoas jogando frescobol na praia, o que será uma ótima oportunidade para fazer novas amizades.

Aproveite o passeio na Praia da Areia Preta para conhecer o Relógio do Sol de Natal. Esse imenso relógio mede as horas do dia a partir da posição do nosso astro rei. Além de interessante ele tem um design incrível!

Praia da Redinha

Até 2004, a região da Praia da Redinha não tinha urbanização alguma. O local possuía uma infraestrutura bem precária e ao redor existia apenas uma humilde vila de pescadores. Essa é a única praia da Zona Norte de Natal e nem mesmos os moradores da cidade tinham o hábito de curtir esse mar.

criancas-praia-rendinhas-natal-rn

A situação mudou quando a Ponte Newton Navarro foi construída e facilitou o acesso a esse lado de Natal. A chegada de turistas e também o aumento da circulação de pessoas fez com que uma estrutura surgisse, para proporcionar mais conforto aos visitantes.

foto-ponte-newton-navarro-em-natal-brasil-8348

Essa nova Praia da Redinha que surgiu nos anos 2000, hoje confronta com o antigo cenário e constrói um ambiente bem especial. De um lado as casas mais simples, monumentos ainda dos primeiros anos de colonização da cidade e do outro uma ponte completamente moderna e prédios com um design mais elaborado.

grande-faixa-areia-praia-rendinhas-natal-rn

Estando aqui, não deixe de experimentar a Ginga com Tapioca, um prato quase que exclusivo da região. É a tapioca que todos conhecemos “recheada” com o Ginga, um peixe bem pequeno e que quando é frito, fica crocante e saboroso! Dica de ouro!

Praia do Forte

Pode-se dizer que a Praia do Forte foi a primeira praia urbana de Natal. Foi exatamente a partir dessa parte do litoral que a cidade começou a crescer e por onde chegaram os primeiros habitantes. O nome foi dado devido ao Forte dos Reis Magos, monumento de grande importância história para o estado inteiro.

foto-forte-dos-reis-magos-em-natal-brasil-8464

Localizada no bairro de Santos Reis, você precisa dar uma passada por aqui para curtir o mar e, principalmente, o pôr do sol da região. Na beira-mar da Praia do Forte você não encontrará muitas barracas e uma estrutura completa para turistas. Não vai lhe faltar nada, mas a região é mais dedicada para aqueles que querem usufruir de praias mais desertas e tranquilas.

O que mais chama a atenção dos banhistas são as piscinas naturais. Para quem viaja com crianças, o banho daqui é ideal e uma atração à parte. Os poucos quiosques que há em toda a Praia do Forte, lhe servirão petiscos regionais e bebidas refrescantes.

Aos mais aventureiros, há uma passarela de pedras que vai bem mais além no mar e dá acesso a ondas mais fortes e um mar mais profundo. O resultado serão bons mergulhos! Para quem gosta de surfar ou praticar esportes marinhos, aqui é ideal!

Praia dos Arredores

Praia da Barra do Rio

A apenas 35 quilômetros de Natal está a Praia da Barra do Rio, cujas dunas estão juntinho ao mar e formam uma paisagem paradisíaca e digna de praia de cinema.

aguas-azuis-barra-do-rio-natal-rn
Praia de Barreta

No litoral sul, a Praia de Barreta é famosa entre os moradores na época do Carnaval, pois fica agitada, sendo o point dos foliões.

belezas-praia-barreta-natal-rn
Praia da Barra de Tabatinga

A Praia da Barra de Tabatinga é um dos cenários mais lindos de Natal, famosa por ser a enseada dos golfinhos, de onde é possível avistar os bichanos nadando nas águas claras da região.

foto-praia-da-barra-de-tabatinga-em-natal-rio-grande-do-norte-brasil-8594

Praia de Cotovelo

Uma das praias de Parnamirim é a Praia de Cotovelo, a apenas a 15 quilômetros de Natal. Emoldurada por falésias, a praia tem águas tranquilas e cristalinas. Banho garantido!

foto-praia-de-cotovelo-em-natal-brasil-8859

Praia de Genipabu

A Praia de Genipabu é destaque entre as praias do litoral Norte potiguar. As dunas são os atrativos principais e o passeio de bugue uma tradição!

praia-genipabu-natal-rn-3756

Praia de Santa Rita

Ideal para quem procura sossego e belezas naturais, a Praia de Santa Rita tem um cenário rústico e belo. Emoldurada por coqueiros e dunas de areias finas e claras, Santa Rita tem um mar de águas verdes e transparentes, que formam deliciosas piscinas naturais, devido a barreira de corais. Ela fica em Extremoz, próximo a Natal.

santa-rita-natal-rn

Praia de Camurupim

A Praia de Camurupim fica a 30 quilômetros da capital, já em Nísia Floresta. O local ficou famoso por suas piscinas naturais de águas cristalinas e calmas, perfeitas para um banho revigorante.

casal-praia-camurupim-natal-rn

Lagoas da Região

Um passeio que se destaca muito para quem vem ao Rio Grande do Norte são as lagoas. Por aqui há uma infinidade de locais para quem deseja desbravar águas doces e mais tranquilas. A maioria dessas lagoas fica entre dunas e próximos das praias mais turísticas. É crescente o número de roteiros que envolvem as lagoas do estado.

foto-lagoa-de-genipabu-rn

A Lagoa de Genipabu é uma das mais populares, a apenas 25 quilômetros do centro de Natal. Com dunas imensas, dá para fazer passeios cheios de aventura ou exóticos como andar de dromedário ou descer de esquibunda até as águas cristalinas e deliciosas.

foto-dunas-de-genipabu-em-natal-brasil-8413

Já a Lagoa de Jacumã fica a apenas 33 quilômetros do centro de Natal e a brincadeira por lá é o aerobunda, onde se desce através de uma plataforma suspenso por um cabo de aço até cair dentro das águas da lagoa.

descida-lagoa-de-jacuma-rn

A Lagoa de Pitangui fica a 30 quilômetros de Natal e tem mais de 100 mil metros quadrados para curtir um dia inteiro em suas águas cristalinas e ótimas para um delicioso banho.

lagoa-pitangui-natal-4037

Mesmo não estando na capital, vale conhecer aquelas que estão em municípios mais próximos. Com deslocamentos de uma hora a partir de Natal você já tem acesso à lugares incríveis. Para quem não tem carro, a Orla de Ponta Negra é o ponto de encontro de guias e agências oferecendo seus pacotes por preços bem atrativos! Você pode comprar trechos pagando valores individuais ou juntar amigos e comprar um pacote em grupo.

Saindo mais um pouco de Natal, a Lagoa do Carcará, no município de Nísia Floresta, vai lhe mostrar que certos cantinhos do Brasil são verdadeiramente apaixonantes. As águas daqui são completamente cristalinas, limpas e tranquilas. Dá para banhar-se e ainda fazer passeios de pedalinhos com toda tranquilidade. É um lugar perfeito para quem deseja um cenário bonito e tranquilo.

Lagoa_carcara-01

São apenas 40 quilômetros de Natal e você precisa de um carro com tração nas quatro rodas para chegar nesta lagoa. Como o acesso não é facilitado para todos, você terá a sensação de estar muito longe de centros urbanos. Há também quem faz o percurso caminhando, o que é uma ótima opção para os trilheiros de plantão.

Um pouco mais próximo, a apenas 35 quilômetros de Natal, outra lagoa também recebe muitos turistas durante o ano inteiro. A Lagoa de Arituba também é ideal para quem deseja tranquilidade. O acesso aqui já é bem mais fácil e tem vans saindo da capital o dia inteiro. Você encontra muitas opções de passeios de barco e pedalinho em toda a região.

Na Lagoa da Juventude, outra opção em Nísia Floresta, é para onde você vai se quiser desbravar a região sobre quadriciclos. O passeio é super divertido e alguns duram até 2 horas, circulando por outras lagoas do município. As águas daqui são limpas, calmas e rasinha, o que dá para tomar banho tranquilamente.

Em Alcaçuz, uma lagoa chama muito a atenção de turistas e moradores. Com o mesmo nome da cidade, a Lagoa de Alcaçuz traz trilheiros de todas as partes do Rio Grande do Norte para percorrer essas terras. São 19 quilômetros de trilha pela costa e com a chegada em um ponto encantador. Cercada por mata, a lagoa possui águas totalmente limpas, sem ondas e rasas. Você também encontra muitos passeios de quadriciclos aqui.

Principais Pontos Turísticos de Natal

Uma coisa que não faltará em sua viagem para Natal são pontos turísticos para visitar. Tanto aqueles de cunho histórico, como os culturais, você terá passeios para um dia inteiro e curtição na cidade. Entre os principais pontos turísticos de Natal, destacamos.

Forte dos Reis Magos

O Forte dos Reis Magos é um passeio praticamente obrigatório para quem vem passar as férias em Natal. Talvez o maior monumento histórico do estado, foi exatamente por esse ponto que a cidade nasceu. Inaugurado em 1599, exatamente no dia 25 de dezembro, o Forte veio como uma forma de proteger a região do Rio Grande contra invasões estrangeiras.

foto-forte-dos-reis-magos-em-natal-brasil-8510

Naquela época, cada novo território que fosse descoberto pelo país, precisava de uma fortificação contra tomada de outros colonizadores. As terras brasileiras eram, em sua maioria, portuguesas, mas passava por um momento crítico de tomadas, principalmente de embarcações vindas da Holanda e Espanha.

foto-forte-dos-reis-magos-em-natal-brasil-8475

Foi a pedido de Manuel de Mascarenhas Homem, um ano antes, que o Forte dos Reis Magos nascia. Em 2013, o Iphan decretou a construção como um Patrimônio Histórico e Artístico Nacional. Você também encontrará em Natal o Marco dos Touros, uma construção colonial considerada a mais antiga do Brasil. O forte também é o monumento histórico brasileiro com maior arrecadação do Nordeste e a segunda maior do país.

O acesso é feito através de uma passarela com aproximadamente 500 metros. Mesmo não sendo uma caminhada difícil, é preciso um pouco de disposição, principalmente se você tem alguma dificuldade de mobilidade. O resultado, porém, vale muito a pena. Você terá uma vista privilegiada do Rio Potengi e da Praia do Forte, além da Praia de Genipabu.

foto-forte-dos-reis-magos-em-natal-brasil-8526

É cobrada uma taxa simbólica para o acesso ao Forte dos Reis Magos. Essa é dedicada à sua manutenção e reestruturação. Apesar de o local não sofrer reformas, guardando todas as pedras e paredes de sua construção, existe todo um esquema de segurança e iluminação, para deixar o espaço agradável para todos os visitantes.

foto-forte-dos-reis-magos-em-natal-brasil-8523

Aproveite para fazer o seu passeio ao Forte dos Reis Magos no final da tarde e se apaixonar pelo pôr do sol da passarela que dá acesso ao monumento. A vista é verdadeiramente encantadora e considerada uma das mais belas da cidade.

Você está conferindo o Guia Completo de Natal! Se está gostando das dicas, compartilhe no seu Facebook, ou tuíte, e convide os amigos!

Compartilhe no FacebookCompartilhe no Twitter

Morro do Careca

Principal cartão-postal de Natal, o Morro do Careca é uma imensa duna de areia branquinha. Com 107 metros de altura, até a década de 90 era utilizada para prática de esportes ou apenas para observar a paisagem da costa natalense. O desgaste da vegetação desse espaço e o lixo que sempre era deixado pelos visitantes, fez com que a prefeitura mandasse fechar o acesso ao morro. Hoje dá para vê-lo apenas da beira-mar, mas ainda é um passeio bem agradável.

foto-praia-ponte-negra-em-natal-brasil-8678

Em 2011, o Conselho Estadual de Meio Ambiente, o Conema, decretou o Morro do Careca como um Monumento Ambiental, onde se deu início à uma reestruturação completa na duna e projetos foram criados para que as visitas sejam liberadas novamente. Não se tem um prazo certo para que isso aconteça, pois depende da restauração da mata que está bem desgastada, mas é torcer para a natureza contribuir e o Morro do Careca ser aberto novamente para todos os turistas. O Morro do Careca fica na Orla de Ponta Negra, no bairro de mesmo nome.

O Maior Cajueiro do Mundo

É assim que todos conhecem o famoso cajueiro de Pirangi, com 8500 metros quadrados de extensão. Fica até difícil de acreditar que se trata de uma árvore apenas, mas é sim e você precisa conhecer de perto. Há toda uma estrutura com passarelas e locais para fotos. O acesso tornou-se mais uma reserva verde e que é constantemente visitada por turistas do mundo inteiro.

foto-cajueiro-de-pirangi-em-natal-brasil-8558

Luís Inácio de Oliveira, um pescador e morador da região, foi o responsável pela plantação dessa mítica árvore. Em 1888 ele plantou em sua casa um cajueiro, mas não esperava que esse crescesse descontroladamente, atraindo curiosos de todos os cantos de Pirangi e proximidades.

O cajueiro de Luís Inácio sofre de anomalias genéticas, fazendo com que seu tamanho ganhasse proporções além do normal. A sua extensão tão grande se dá pelo fato de a árvore não nascer para cima, como acontece com todas de sua espécie. A planta cresce para os lados e o peso dos galhos faz com que eles encostem no chão, criando outras raízes e reproduzirem-se como se fossem novas plantas. Justamente por isso, a sensação de que existem vários cajueiros no lugar.

foto-cajueiro-de-pirangi-em-natal-brasil-8566

Por ano, o cajueiro de Pirangi produz 2 toneladas e meia de cajus, o equivalente a 70 árvores da espécie. Se você passar suas férias em Natal de setembro até dezembro, terá sorte de experimentar esses famosos cajus em sua visita!

Teatro Alberto Maranhão

Esse foi o primeiro teatro de espetáculos do Rio Grande do Norte, inaugurado em 1904 com o nome de Teatro Carlos Gomes. Em 1912, o então governador do estado, Alberto Maranhão, mandou reformar o prédio por completo, deixando ainda mais bonito e acrescentando alguns benefícios para o espaço.

Por aqui, passaram desde então diversas apresentações importantes. No ano de 1957, o prefeito de Natal naquela época, Djalma Maranhão, sugeriu a troca do nome e o projeto foi aprovado. Em 1988, o Teatro Alberto Maranhão foi considerado um Patrimônio Histórico e Artístico do Rio Grande do Norte.

A partir dessa mesma época, uma nova construção aconteceu, acrescentando novas salas e transformando o teatro e um pequeno complexo para cultura e arte de Natal. A visita aqui não serve apenas para lhe mostrar um pouco da história cultural do Rio Grande do Norte, mas também a arquitetura do edifício. No estilo Ar Nouveau, o Teatro Alberto Maranhão também guarda um estilo arquitetônico francês, cerâmicas belgas e alguns outros elementos que chamam a atenção do visitante.

Centro de Lançamento da Barreira do Inferno

Você sabia que Natal foi escolhida como sede para a primeira base aérea de toda a América do Sul? O Centro de Lançamento da Barreira do Inferno, o CLBI, é um daqueles pontos turísticos que fazem parte da lista “Passeios Obrigatórios” para Natal, principalmente se você nunca foi a uma base aérea!

Ele foi inaugurado em 1965, tendo como objetivo a coleta de dados de cargas espaciais que sejam úteis para análises tecnológicas. O Centro da Barreira do Inferno também realiza rastreamento de engenhos aeroespaciais, pesquisas, estudos e muitos outros diferentes experimentos que contribuam para o sistema da Aeronáutica do Brasil.

Daqui foram lançados alguns foguetes importantes, como é o caso do Nike Apache, o primeiro do Centro, com a função de sondagem aérea. Também teve o Projeto Exametnet, que contou com 207 lançamentos de foguetes em quase 10 anos de execução (1966 a 1978) tinha como objetivo de estudar a atmosfera.

Nike_Apache_primeiro_CLBI

O Centro de Lançamento da Barreira do Inferno fica aberto para visitação e também há uma agenda de eventos, cursos e outros atrativos para o lugar. O site do Centro oferece todo o suporte para orientá-lo sobre sua visita! É só programar direitinho e aproveitar completamente o local.

Farol de Mãe Luiza

Com uma vista privilegiada de Natal, o Forte de Mãe Luiza também faz parte do hall de cartões-postais da cidade. São 37 metros de altura, localizados no alto de uma duna, que podem ser acessados por qualquer turista em horários correspondentes à visitação.

Ele foi construído em 1951 e é administrado pela Capitania dos Portos do Rio Grande do Norte deste então. Localizado no bairro de mesmo nome, você consegue observar boa parte da Via Costeira e o mar da costa natalense.

O farol fica aberto somente aos domingos, das 14 às 17 horas. Não há tempo limite para você explorar o lugar. Dá para ficar aqui o período que quiser e relaxar bastante com o vento da costa e a vista impecável. Também não há cobrança de entrada, mas essa é controlada. Para viajantes em épocas de alta estação, vale chegar cedo para não ficar de fora. O acesso é bem organizado com quantidade máxima de pessoas dentro do farol.

Uma dica: tenha fôlego! O acesso ao topo do Farol de Mãe Luiza pede que você encare uma escadaria com 150 degraus! Ela é um pouco estreita e toda em espiral. O resultado, porém, vale muito a pena!

Palácio Potengi

Construído para ser a sede do governo do Rio Grande do Norte, o Palácio Potengi é um dos prédios mais belos de Natal. Ele fica no bairro Cidade Alta e hoje abriga a Pinacoteca do Estado. O monumento foi tombado pelo Iphan, considerando-o como um Monumento Cultural do Brasil. O motivo principal são as mais de 500 obras registradas e em exposição que existem aqui.

Dá para visitar o Palácio Potengi e conhecer também um pouco da história do estado. A província de Natal sempre foi uma das mais promissoras do Nordeste, fazendo com que muitos momentos importantes para o desenvolvimento do estado e da região se concentrasse aqui.

A parte que cabe à Pinacoteca do Estado guarda exposições fixas e temporárias. Em épocas de altas estações, a administração do espaço sempre faz programações muito atrativas aqui. O espaço atrai não apenas os turistas, mas moradores de Natal que querem aproveitar também um pouquinho da cultura local. É um passeio muito bonito e engrandecedor!

Igreja de Nossa Senhora da Apresentação

Essa é a matriz da cidade, a primeira igreja que foi construída em Natal. É comum vermos, na história da colonização brasileira, cidades que nasceram a partir de uma capelinha. Aqui não foi diferente! A igrejinha foi construída em 1599 e inaugurada com uma missa memorável!

O que torna a Igreja de Nossa Senhora da Apresentação tão grandiosa é exatamente a sua simplicidade, se compararmos com outros templos de grandes capitais brasileiras. Essa é uma construção bem simples e tímida, mas com uma importância histórica para a cidade muito grande. Isso foi comprovado quando o Governo do Rio Grande do Norte tombou a capela, considerando-a como um Monumento Histórico e Cultural.

Nossa Senhora da Apresentação é também a padroeira de Natal, onde uma grande festa acontece no dia 21 de novembro, dia em que ela foi encontrada sobre as águas do Rio Potengi, em 1753. Vale a pena conferir os festejos da santa se você estiver pela cidade nessa época.

Parque da Cidade Dom Nivaldo Monte

Esse parque é uma das grandes heranças de Oscar Niemeyer para o Nordeste. Ele foi inaugurado em 2008 com a promessa de preservar uma reserva de água subterrânea que existe no centro de Natal. Apesar de sua importante função para o desenvolvimento e sustentabilidade da cidade, o parque tornou-se ponto de encontro de diversas pessoas que vêm aqui apenas para curtir a paisagem e passar uma tarde mais relaxada.

O parque ocupa um espaço equivalente a três bairros: Cidade Nova, Pitimbu e Candelária. Em sua estrutura você encontra baterias de banheiro espalhadas em pontos estratégicos; um sistema integrado de bibliotecas, onde há um imenso acervo com gêneros literários diversos e para todos os gostos; estacionamento para atender os visitantes que chegam de carro, sendo um do lado leste e outro do lado oeste; cinco trilhas para caminhadas, todas pavimentadas e com no máximo 6,5 quilômetros de extensão; auditório para apresentações artísticas e shows; unidades de descanso; um lindo mirante e um memorial de 45 metros de altura.

Não há cobrança para o acesso ao parque e você ainda tem acesso a atrações diversas em uma programação mais que especial. No site do Parque da Cidade é possível conferir tudo o que vai acontecer por aqui.

Parque das Dunas de Natal

O último ponto turístico da nossa lista é outra atração para quem busca um contato maior com a natureza. Criado em 1977, esse parque tem como principal função, a preservação de áreas verdes em Natal. Também há atividades de pesquisas constantes nessa área, permitindo um conhecimento maior sobre o ecossistema da cidade.

foto-dunas-natal-rn

São 1.172 hectares de extensão sob a coordenação do Núcleo de Gestão de Unidades de Conservação do Instituto de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente do Rio Grande do Norte – NUC/IDEMA. O parque por completo é dividido em cinco zonas de exploração.

A primeira delas é a Zona Primitiva. Essa compreende a áreas que não sofreram tanta intervenção dos homens. São espaços onde as grandes construções arquitetônicas não afetaram o meio ambiente. Esse espaço é dedicado a pesquisas e também projetos de educação ambiental para moradores e visitantes da cidade.

A Zona de Uso Extensivo é uma área que sofreu intervenção, mas que não teve o meio ambiente destruído. Essa é a maior parte do parque e onde você pode visitar à vontade. A terceira zona, a Zona de Uso Intensivo são áreas ricas em recursos naturais, afetadas pela intervenção dos homens. Essa zona também é utilizada para educação ambiental. Diferente da Zona Primitiva, aqui se mostra que há a possibilidade de realizar grandes construções, mas não afetar negativamente o meio ambiente.

A Zona da Recuperação, como o nome já diz, são aquelas áreas que passam por uma restauração devido a ação humana. A última zona, a Zona de Uso Especial, é utilizada também para pesquisa, mas não é aberta para visitação. É a única parte do parque que turistas e moradores de Natal não têm acesso.

lindas-dunas-natal-rn

O Parque das Dunas fica aberto de terça à domingo, das 8 às 18 horas e você paga apenas 1 real para ter acesso ao local. Crianças com até 5 anos, visitantes com mais de 60 anos e estudantes da rede pública de ensino do Rio Grande do Norte, não pagam pelo acesso. Se você viaja em grupos, a administração do parque ainda disponibiliza visitas guiadas e com aulas especiais! Vale muito a pena conhecer o espaço e ter um contato maior com a flora e fauna da cidade.

Passeios para suas férias em Natal

Se tem algo que no Nordeste você encontrará aos montes são os passeios exóticos e únicos. Geralmente eles são encontrados nas orlas das cidades e oferecem uma experiência mais regional para os visitantes. Em Natal não seria diferente e você encontrará algumas opções que valem a pena fazer!

Uma das primeiras opções de passeios que você deve buscar em Natal é para conhecer a costa de bugue. Esse veículo 4×4 é muito comum em todo o litoral nordestino e perfeito para desbravar as dunas da cidade. Na Orla de Ponta Negra você encontra alguns bugueiros ofertando trajetos diversos.

foto-dunas-de-genipabu-em-natal-brasil-8353

Experimente ir, pela beira-mar, até as praias da redondeza da capital. Outra dica é fazer o Roteiro das Águas, pelas Lagoas de Nísia Floresta, que fica apenas a 40 quilômetros do centro de Natal. Uma alternativa para o passeio de bugue e que proporciona a mesma emoção são os quadriciclos!

Outro passeio muito divertido que pode ser feito pelas praias de Natal é o Banana Boat. Trata-se de um bote em forma de banana, que leva turistas para circular pela costa. Em Ponta Negra você também encontra alguns pontos com Banana Boat, mas saindo um pouco das praias urbanas e também nas lagoas próximas de Natal elas são mais frequentes.

Já imaginou circular pela orla de Natal sobre um dromedário ou um cavalo? Isso mesmo! Essa é outra opção de passeio para quem está na cidade! Em quase todas as praias urbanas, praias do interior e lagoas você encontrará alguém oferecendo esses serviços. Para os dromedários, ainda há a proteção para a cabeça, vestimenta típica das arábias!

foto-dunas-de-genipabu-em-natal-brasil-8397

O parapente, um aparelho semelhante ao já conhecido paraquedas. Com ele dá para sobrevoar a costa de Natal e você encontrará vários pontos pelas praias urbanas. Mais uma vez, a Orla de Ponta Negra se destaca pela frequência desse passeio.

Para quem quer circular pelas praias de Natal, fazendo isso sobre o mar, os passeios de lancha e jangadas são bem indicados. Alguns ainda fazem paradas para mergulho em alto mar, proporcionando uma experiência incrível para suas férias!

Gastronomia Potiguar

O Nordeste brasileiro é de uma riqueza gastronômica incrível. Você consegue experimentar comidinhas regionais que não vai encontrar em nenhum outro lugar do país. Passar uns dias em Natal também lhe proporcionará esse tipo de experiência, onde dá para beliscar um pouco de tudo e sem aquele peso na consciência.

A Carne de Sol à Moda Potiguar é a especialidade da cidade. Apesar de você encontrar carne do sol no país todo, praticamente, a do Rio Grande do Norte tem um gostinho diferenciado. Esse prato é servido em praticamente todos os restaurantes da capital, mas o Tábua de Carne ganhou a popularidade de o mais tradicional de Natal. Experimente essa carne, acompanhada de feijão verde, farofa d’água, arroz de leite e manteiga de garrafa, todas especiarias do estado.

Depois da carne de sol, a outra carne mais consumida por potiguares é a de carneiro. Você também encontrará muitos pratos à base dessa delícia nordestina e até mesmo churrasco! O prato também é servido com feijão verde e todos os acompanhamentos citados mais acima.

O cuscuz e o arroz de leite, dois alimentos de “sustância”, como dizem os nordestinos e servidos, em sua maioria, no café da manhã. O primeiro também pode ser um acompanhamento de churrasco ou servido como farofa. O segundo, uma das sobremesas preferidas dos nordestinos.

Outro prato para se experimentar em Natal é o escondidinho de carne de sol. Feito com macaxeira e carne seca muito bem temperada, ele pode ser saboreado até mesmo sem um acompanhamento. É se encher os olhos e a boca!

comida-tipica-tapioca-natal-4444

Quase como uma exclusividade do Rio Grande do Norte, a Ginga com Tapioca é uma das especiarias do estado que mais chama a atenção do turista. Esse é um prato servido, em sua maioria nas praias da capital, feito a partir do peixe Manjubinha, envolvido com a massa de tapioca como se fosse um sanduíche. O nome Ginga veio por ser o “apelido” do peixe entre os potiguares. Você encontra a melhor Ginga com Tapioca na Praia da Redinha!

Quando ir

Natal é um destino para todos os meses do ano! Você sempre encontrará um sol chamativo na cidade, convidando-o para curtir as lindas praias da cidade ou fazer aquele passeio pelos principais pontos turísticos da capital. A escolha certa vai depender do tipo de viagem que você planeja para esse destino.

Nos meses de janeiro e fevereiro, o verão está na sua fase mais concorrida pelo Nordeste e isso faz com que a cidade fique repleta de turista. Para quem gosta de conhecer novas pessoas, para quem não se preocupa com uma circulação mais intensa na cidade, essa é uma boa época. Nesses meses você também verá mais festas e mais opções de diversão não apenas pelo centro de Natal, pelas também pelas cidades do interior.

Março, abril e maio são meses perfeitos para o turista que quer tranquilidade. Durante esses meses você verá uma Natal tranquila, sem muito movimento e com praias quase que exclusivas! Está procurando aquele destino para passar a Semana Santa ou um final de semana mais simples? Essa é a época para conhecer Natal.

Em junho o movimento volta para a cidade. As festas de São João fervem durante o mês inteiro e vão até a primeira semana de julho. Para quem deseja curtir um forró típico do Nordeste, venha para Natal nesta época do ano! Julho é um mês movimentado, mas não chega ao nível dos dois primeiros meses do ano. Você verá nessa época muitas famílias pela cidade, curtindo as férias do primeiro semestre.

De agosto até o começo de novembro é a melhor época para se visitar Natal. Você não encontrará uma cidade cheia de turistas e ainda pode aproveitar alguns festejos regionais. Já em dezembro o movimento de visitantes retoma e a cidade se agita completamente.

Carnatal

Uma das mais tradicionais micaretas fora de época, o Carnatal acontece sempre no primeiro final de semana de dezembro. Nessa época, artistas do axé, sertanejo e forró desfilam com seus blocos ao redor do Arena das Dunas, principal estádio de futebol de Natal.

O Carnatal já acontece desde 1991 e figura no calendário de festas oficiais do Brasil! Se você viaja para Natal nessa época do ano, não deixe de dar uma passadinha e curtir a micareta!

Vale também levar em conta essa data para quando pesquisar sua viagem para Natal. A cidade fica bastante movimentada e praticamente sem festas. Quase tudo se concentra no Carnatal e você pode perder a oportunidade de conhecer alguns lugares!

Onde ficar

Cada cantinho de Natal é delicioso! Você pode optar por ficar hospedado na Praia de Ponta Negra, que como já citamos no início do post, é onde tudo acontece! Dá para circular e encontrar tudo o que precisa sem precisar de um carro ou usar o transporte público da cidade.

Já para os turistas que gostam de hotéis mais completos e no estilo resort, a Via Costeira lhe servirá como ponto estratégico para encontrar a hospedagem desejável. Essa imensa avenida é endereço para alguns dos mais luxuosos hotéis de Natal. A maioria que está aqui, oferece serviço all inclusive, o que é um conforto maior para o viajante.

Em bairros mais centrais são uma opção para quem deseja fugir da agitação dos centros turísticos e também economizar um pouco mais com a hospedagem! Você sempre encontrará boas estadias em Natal. Mesmo sendo uma cidade pequena, a estrutura é muito completa!

 

Você já conhece Natal? Conta pra gente o que achou da cidade! Ainda não foi? Então comece a se programar hoje! A viagem é encantadora! E claro, deixa seu comentário nos contando sobre os preparativos, combinado?

Por Guia Viagens Brasil Texto: Fotos:  09 de dezembro de 2015

Receba dicas de viagem


Insira seu email para receber artigos exclusivos e dicas de passeios imperdíveis!





Gostou? Divulgue este artigo para seus amigos!

Deixe o seu comentário

DICAS RECENTES DO BLOG

GUIAS DE VIAGENS GRÁTIS - BAIXE AGORA O SEU!

Loja
Encontre os melhores ebooks de dicas de viagem pelo Brasil

Procurando dicas de viagens pelo Brasil?
Cadastre seu email e receba dicas exclusivas:

Editorial - Contato - Anuncie Grátis - Área de Anunciantes - Seja um colaborador

© Copyright 2013 - 2017 - Guia Viagens Brasil - Mapa do Site