Viagem para os Lençóis Maranhenses: como programar sem erro

Principalmente para quem está indo aos Lençóis Maranhenses pela primeira vez, saber alguns detalhes faz toda diferença. Dessa vez, criamos um post com todas as dicas que você deve conhecer para programar a sua viagem sem erro.

O Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses está bastante próximo da capital do estado, São Luis, circundando pequenas cidades repletas de belezas naturais, como Santo Amaro do Maranhão, Barreirinhas e Atins.

Por ano, o destino recebe milhares de turistas que buscam aventura e admirar as belezas naturais do local. Sem saber qual a melhor época do ano para ir, você pode deixar de aproveitar algumas atrações. Por isso, dá uma conferida no post abaixo!

Praia de Caburé nos Lençóis Maranhenses

Praia de Caburé nos Lençóis Maranhenses. – Fotos de Ricardo Junior / www.ricardojuniorfotografias.com.br

Como chegar ao Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses

Existem três formas de chegar ao Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses: de avião, de carro e de ônibus.

O aeroporto mais perto do parque é o da capital do estado, São Luis. Daqui é possível pegar um bimotor e seguir até Barreirinhas. O percurso dura em média 1 hora de voo e é o custo mais alto de todas as opções.

De carro é preciso seguir pela BR-135 e, posteriormente, pela MA-402. Esse acesso também trará você para Barreirinhas, que é a principal cidade do parque. O percurso é de, aproximadamente, 260 quilômetros – partindo de São Luis e dura em média quatro horas.

DICA IMPORTANTE: Se está vindo para o Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses de carro, é indicado ter ou alugar um veículo com tração nas quatro rodas. Além de ajudar no percurso, você pode economizar nos passeios. Muitos trajetos são feitos sobre as dunas da região e precisa de um carro apropriado para isso.

Já se a sua opção foi chegar ao parque de ônibus, a empresa Cisne Branco tem rotas partindo de diversas rodoviárias do estado até Barreirinhas.

Turistas nadando no rio preguicas nos Lençóis Maranhenses

Turistas nadando no rio preguicas nos Lençóis Maranhenses. – Fotos de Ricardo Junior / www.ricardojuniorfotografias.com.br

Uma última opção são as vans que fazem o traslado. No entanto, o valor do trajeto é mais caro que ir de ônibus. Esta é uma boa opção para quem está em hotéis em São Luis que têm parceria com tais empresas, já que ofertam descontos muito válidos.

Veja mais DICAS SOBRE O PARQUE NACIONAL DOS LENÇÓIS MARANHENSES

Quando ir ao Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses

Apesar de ser um destino agradável durante todo o ano, há períodos que você não consegue aproveitar completamente o Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses.

Esta é a primeira coisa que você deve saber na hora de programar a sua viagem. Há períodos de estiagem, quando as lagoas estão completamente secas e impossibilitadas para banho. Nesses meses você provavelmente aproveitará apenas o cenário e alguns pontos estratégicos do destino – o que compromete a diversão completa -.

Foto Lagoa Bonita, Lençóis Maranhenses, MA.

A Lagoa Bonita é apenas uma das centenas de piscinas naturais dos Lençóis Maranhenses!
Fotos de Ricardo Junior / www.ricardojuniorfotografias.com.br

Veja nossa galeria de fotos 360º do Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses

Por isso é bom evitar os meses de outubro a março, que é quando não chove tanto pelo Maranhão. O clima acaba ficando muito seco e quente, comprometendo também a resistência física para as caminhas e trilhas.

Abril e parte do mês de maio já chove bastante por aqui. É uma época boa para visitar o destino, mas os dias de sol serão mais escassos.

A melhor época do ano para ir até o Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses é, portanto, de maio até agosto, quando as chuvas já cessaram e as lagoas estão completamente cheias.

Qual a melhor cidade para entrar no parque, afinal?

Como você viu mais acima, Barreirinhas é a principal porta de entrar para quem vem ao Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses. Há um pequeno aeroporto aqui, o que a tornou mais estruturada que as cidades vizinhas. No entanto, só recebe vôos fretados.

A segunda porta de entrada do parque é a cidade de Santo Amaro do Maranhão. Esta é uma escolha ainda mais rara pelos turistas, devido o acesso ser mais dificultado. As estradas de Santo Amaro do Maranhão ainda estão sendo asfaltadas e alguns trechos só podem ser feitos por carros com tração nas quatro rodas. Do contrário, você pode ir até determinado ponto e pegar um carro de apoio, que custa em média R$ 25,00 (valor referente a dezembro de 2019).

Piscinas Naturais dos Lençóis Maranhenses. - Fotos de Ricardo Junior / www.ricardojuniorfotografias.com.br

Piscinas Naturais dos Lençóis Maranhenses. – Fotos de Ricardo Junior / www.ricardojuniorfotografias.com.br

E Atins?

Se você andou pesquisando sobre o Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses, com certeza leu sobre o pequeno vilarejo de Atins.

Podemos dizer que Atins está dentro do parque e que é uma base para os turistas que estão circulando pela região. A cidadezinha está, inclusive, nos pontos de parada da Rota das Emoções, para quem deseja explorar ainda mais as belezas naturais do Nordeste.

Há turistas que concentram a sua visita pelos Lençóis Maranhenses apenas a Atins. Para chegar até aqui é necessário partir de Barreirinhas. Há transportes alternativos que fazem o percurso por aproximadamente R$ 30,00 por pessoa (valor referente a dezembro de 2019). É melhor contratar o traslado um dia antes. Os carros ficam sempre na Rua dos Correios.

blank

Atins é uma das principais bases do Parque Nacional dos Lençóis Maranheses.
Foto: Ricardo Junior

Descubra nossa GALERIA DE FOTOS DE ATINS (MA)

As famosas “Voadeiras” são o transporte mais popular para quem vai de Barreirinhas até Atins. O custo é de, aproximadamente R$ 300,00 por pessoa (valor referente a dezembro de 2019). Há a opção mais barata que é pegar um passeio de barco pelo Rio Preguiças e descer em Atins. Essa segunda opção custa cerca de R$ 80,00 por pessoa (valor referente a dezembro de 2019).

Também há agências que fazem o famoso bate-volta de Barreirinhas até Atins. O trajeto é feito em carros Toyotas e custa em média R$ 130,00 por pessoa (valor referente a dezembro de 2019).

VOCÊ ESTÁ LENDO DICAS QUE PRECISA SABER PARA PROGRAMAR SUA VIAGEM AOS LENÇÓIS MARANHENSES SEM ERRO. COMPARTILHE ESSE CONTEÚDO COM SEUS AMIGOS DO FACEBOOK E TWITTER!

Compartilhe no FacebookCompartilhe no Twitter

 

Onde ficar?

Não dá para se hospedar dentro do Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses. Isso faz com que você precise fazer um trajeto até o destino todos os dias. Apesar de parecer, isso não é cansativo, visto que o cenário e as opções de passeios do local são incríveis!

Como citamos anteriormente, Barreirinhas é a base mais conhecida para quem vem ao Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses. É a cidade com melhor infraestrutura de hotéis, pousadas e comércio.

Passeio de barco no rio preguiças, Lençóis Maranhenses

Passeio de barco no rio preguiças, Lençóis Maranhenses. – Fotos de Ricardo Junior / www.ricardojuniorfotografias.com.br

Veja nossa galeria de fotos 360º de Santo Amaro do Maranhão

Para quem busca uma opção de hospedagem com mais comodidade, o indicado é, de fato, ficar por aqui. Além disso, é onde estão a maioria das agências de turismo, o que permite que você encontre traslados e passeios mais baratos e com mais facilidade.

Santo Amaro do Maranhão é muito mais tranquila. Os hotéis e pousadas daqui são bem mais simples e mais indicados para aqueles turistas que buscam um local apenas para descansar, sem muita estrutura.

O comércio e as opções de restaurantes são boas, apesar de ser uma cidade pequena. Aqui predominam as pequenas cozinhas, com opção de culinária mais caseira.

blank

Camarões da Luzia nos Lençóis Maranhenses. – Fotos de Ricardo Junior / www.ricardojuniorfotografias.com.br

Reserve agora seu hotel ou pousada nos Lençóis Maranhenses

Atins, apesar de ser a menor base de todas, é uma das mais movimentadas de todo o Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses. Por está muito próxima das lagoas e dos passeios, alguns turistas preferem ficar por aqui. No entanto, quem optar pelo vilarejo, deve abrir mão de praticidade e luxo. O local é bastante rústico e as poucas opções de hospedagem são bem simples.

FIQUE ATENTO! Não necessariamente as lagoas mais bonitas estão em Barreirinhas, por isso é importante pensar em dividir a hospedagem em várias bases.

Como se locomover até as lagoas e dunas?

Como citamos no início do post, a melhor opção para quem vem ao Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses é alugar um carro com tração nas quatro rodas. Isso permite que você economize contratando agências para realizar traslados até as dunas e lagoas da região.

Mesmo tendo seu carro, você terá que contratar um guia credenciado do ICMbio para circular pelo parque. O local é uma área totalmente preservada e sem nenhum tipo de sinalização. Se você não tem experiência em circular por aqui, certamente, terá problemas em percorrer pelo destino.

blank

Foto Pôr do Sol na Lagoa Azul, Lençóis Maranhenses – Foto Ricardo Junior (www.ricardojuniorfotografias.com.br)

Além disso, todo o Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses é composto por dunas. O motorista precisa ter experiência em direção sobre esses morros de areia para não oferecer riscos de acidente.

Uma opção bem mais barata – principalmente para quem viaja sozinho – é alugar um quadriciclo. Esses pequenos veículos percorrem facilmente e com total segurança por todos os pontos do parque que você precisa conhecer. No entanto, o quadriciclo é permitido apenas nos pequenos lençóis, que fica entre Barreirinhas e Caburé.

Quanto tempo ficar no Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses

Outra grande questão que precisa ser pensada antes da viagem para não ter erros.  Todo o Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses tem 155 mil hectares. Não dá para percorrer toda a sua extensão e, por isso, algumas lagoas se tornaram mais populares.

Há a opção de bate-volta, partindo de São Luis e diversas outras cidades do estado, até o parque. No entanto, esta deve ser a última sugestão para quem deseja conhecer o local. Todo mundo quer aproveitar bastante as lagoas e outras atrações e um dia só é, realmente, muito pouco!

blank

Foto Lagoa Azul nos Lençóis Maranhenses – Foto Ricardo Junior (www.ricardojuniorfotografias.com.br)

O tempo ideal para passar por aqui e conhecer tudo como se deve é de 15 dias. Dessa forma você consegue aproveitar as três bases e explorar todos os passeios que o parque oferece.

Para quem não tem todo esse tempo – ou orçamento para esse período – com cinco dias você pode explorar uma das bases e já ter uma ótima experiência com o parque.

 

GOSTOU DAS DICAS? APROVEITE E DESCUBRA MAIS SOBRE OS LENÇÓIS MARANHENSES EM OUTROS POSTS AQUI DO BLOG GUIA VIAGENS BRASIL!

Por Guia Viagens Brasil Texto: Monique de Carvalho Fotos:  Ricardo Junior 24 de maio de 2020


Anuncie seu Estabelecimento no Maior Portal de Turismo