Recife

Avalie esta página

Ao contrário da maioria das capitais litorâneas do nosso país, Recife vai muito além de sua orla. Centros culturais, galerias de arte, museus, teatros, cinemas, shows, bares, restaurantes e uma agitada vida noturna fazem de Recife a capital mais viva e animada do nordeste.

Uma capital onde ainda se vê as marcas de seu passado, Recife tem diversas heranças da colonização portuguesa e da época de domínio holandês. Construções datadas desde o final do século XVI colorem e dão charme ao Recife Antigo. Um passeio a pé pelo centro da cidade faz o visitante voltar no tempo e conhecer seus principais atrativos.

Como não poderia deixar de ser, Recife ostenta um dos principais carnavais do Brasil, juntamente com o Rio de Janeiro e Salvador. Não é à toa que o maior bloco de carnaval do mundo, segundo o Guinness Book, está na capital pernambucana. O Galo da Madrugada recebe todos os anos cerca de dois milhões de foliões animados na manhã do sábado de carnaval. Durante a noite, o Recife Antigo faz a festa em shows e apresentações típicas. Não deixe de conhecer os ritmos de Pernambuco, como frevo, maracatu, coco, ciranda e manguebeat.

A vizinha, Olinda, acompanha – e complementa - Recife em quase todos os aspectos. São apenas 7 quilômetros que as separam, sendo obrigatório para o turista que está em uma cidade visitar a outra. No carnaval, os blocos da cidade animam suas ladeiras com os grandes e característicos bonecos de Olinda.

Se bater aquela fome, não se preocupe. Recife tem uma gastronomia rica e diversificada, influência das cozinhas portuguesa, indígena e africana. Além disso, a cidade é o terceiro polo gastronômico do Brasil, juntamente com Rio de Janeiro e São Paulo.

Dizem que localização é tudo. Então Recife é privilegiada. Próxima de praias belíssimas do litoral pernambucano, é comum se hospedar na capital e visitar as praias nas redondezas, como Maria Farinha, Ilha de Itamaracá, Gaibu, Carneiros e, é claro, Porto de Galinhas.

Gostou? Divulgue este artigo para seus amigos!