Itapoá

Publicidade

Translator / Tradutor

No litoral norte de Santa Catarina, divisa com o Paraná, está o balneário de Itapoá, com 32 km de belas praias de águas calmas e cristalinas e a beleza exuberante da Mata Atlântica abraçando a cidade.

Itapoá apresenta seu maior movimento no verão, quando quase 100 mil turistas chegam a visitar a cidade. Entretanto, o inverno é aconchegante e a água menos fria da região permite curtir os atrativos locais.

A cidade ganhou este nome dos índios carijós, os primeiros habitantes da região, e significa ‘pedra que surge’, devido a uma rocha localizada a 300 metros da praia que aparece com a maré baixa e fica submersa na alta, sendo curiosa a sua ‘aparição’ repentina.

Os indícios da morada dos índios carijós na cidade estão registrados por meio dos Sambaquis, que são montes de conchas, restos de peixes e ossos, que foram depositados em um mesmo lugar. Com o passar do tempo sofreram fossilização e hoje formam grandes morros, atrativos arqueológicos da região, com destaque para os sambaquis do Saí-Mirim, os do Rio Braço do Norte, o de Jaguaruna e o de Saí-Guaçu.

Mas, as praias são a maior atração de Itapoá, sendo as cinco mais visitadas: Itapema do Norte, Barra do Saí, Figueira do Pontal, Pontal do Norte e Praia de Itapoá.

A de maior movimento é a praia de Itapema do Norte, tendo a melhor infraestrutura turística, com comércio, bares e restaurantes e o Mercado Municipal de Peixes, famoso pelos produtos frescos dos pescadores. As águas são tranquilas e claras, sendo ótimo ponto de mergulho, principalmente próximo a Ilha de Itapeva. A praia de Itapema do Norte possui muitas pedras e ondas ideais para a prática do surf e na maré baixa há a formação de refrescantes piscinas naturais que atraem muitos banhistas. As grandes rochas da praia têm até nomes: Pedra Espia (1ª), Pedra do Meio e Pedra do Mendanha (3ª), sendo o cartão-postal de Itapoá.

Já a Barra do Saí é a praia indicada para banhos e pesca. Próximo a Barra fica a Ilha de Saí-Guaçu, onde está o marco da divisa entre Santa Catarina e Paraná. Ao final da Barra, o Rio Saí Mirim corta a praia e abriga embarcações dos pescadores, dividindo a vila do mangue.

Seguindo a orla, a Figueira do Pontal é uma praia calma, banhada pelo canal onde passam os navios para o Porto de São Francisco do Sul. Possui muitas casas de veraneio e tem vocação portuária, não recomendada para banhos. A área também é rica em caranguejos devido aos mangues.

Pontal do Norte é a praia do início da Baía da Babitonga, que abriga o Farol, construído em formato octogonal em 18 de outubro de 1948. Dos trapiches da Baia saem os barcos para as 14 ilhas da enseada e para o Arquipélago das Graças, ótimos passeios para observar a beleza da região e também para refrescantes mergulhos.

E a última praia leva o nome da cidade, Itapoá, e é o centro que abriga toda estrutura municipal. Apesar do agito do dia-a-dia urbano, é uma praia tranquila e com boa balneabilidade.

Para quem quer variar das praias, Itapoá reservou no interior a Rota das Cachoeiras, que passa por várias quedas de águas cristalinas. As paradas são em locais rurais, onde é possível experimentar produtos artesanais como aguardentes, queijos e embutidos.

Os amantes do trekking tem espaço garantido na Reserva Volta Velha, com 1.000 hectares de Mata Atlântica e trilhas ecológicas, e no Parque Natural Municipal dos Carijós, criado em 2011 para conservação da Floresta Ombrófila Densa do Bioma Mata Atlântica.

Itapoá também possui povoados onde o tempo parece não passar. O de Jaguaruna e do Saí Mirim possuem sítios e fazendas, em clima bucólico, com morros e campos de beleza interiorana, diferente do outro extremo das praias.
Seja no interior ou no litoral, Itapoá vale a visita nas férias.

Conheça também Florianópolis.

Gostou? Divulgue este artigo para seus amigos!

Cadastre-se

Procurando dicas de viagens
pelo Brasil?
Cadastre seu email e
receba dicas exclusivas:

Editorial - Contato - Anuncie Grátis - Área de Anunciantes - Seja um colaborador

© Copyright 2013 - 2017 - Guia Viagens Brasil - Mapa do Site