Baía da Traição

Publicidade

Translator / Tradutor

Vilarejo tipicamente habitado por pescadores e povos indígenas, Baía da Traição situa-se próxima a praias isoladas, rios, mangues e falésias que se espalham nos 20 mil hectares de extensão. O engraçado nome da cidade tem um significado, trata-se de uma armadilha que os índios organizaram contra os primeiros portugueses que pisaram na região no século XVI.

As praias, além de serem belíssimas, mantêm até hoje os traços de um povoado tradicional. Já se vê pela venda do artesanato local em algumas praias e a apresentação de dança Toré, que anima a todos os turistas. A vila é repleta de praias de todos os tipos, a mais agitada é a Tanguá que reúne ondas propícias para surf, venda de artesanato e doces típicos de frutas da região. Fico próximo à aldeia Galego, morada dos índios potiguaras.

A praia de referência é a da Traição com águas calmas boas para banhos e o importante Farol da Traição, ponto turístico da cidade. Ao seu redor encontram-se inúmeras pousadas, casas de veraneio e bares que a fazem ser a praia com melhor infraestrutura do entorno. Outra praia ideal para banho é a Praia do Coqueirinho, considerada uma das mais belas dentre as outras. A praia do Forte é repleta de falésias que se estendem até a Praia das Cardosas, daqui é possível contemplar a Baía da Traição. A praia de Jerimum é uma daquelas para relaxar e esquecer do mundo, além de ser deserta é envolta por pedras e falésias, o que deixa o cenário ainda mais bonito. A praia das Cardosas é o ponto de partida em direção a Lagoa Encantada, indicada para banhos. A Praia Barra de Caramatuba abriga ondas fortes e oferece ótimas opções de restaurantes e hospedagem. Outras praias que reservam belezas próprias são: Praia da Baleia, Pavuna, Guaju, Camurupim e Praia das Trincheiras. Vale a pena conhecer cada uma.

Para completar, que tal curtir um passeio de bugue e de barco pelos arredores? O passeio de bugue faz um tour pelas praias do Forte, Tanguá, Cardosas e faz uma parada na reserva indígena dos índios potiguaras, especificamente na Aldeia do Forte, onde há canhões de guerra portugueses, e as de São Miguel e São Francisco. Já o passeio de barco passa pelo Rio Caramatuba e tem como destino uma praia fluvial, trilha pelo mangue e uma deliciosa degustação de ostras ao final para revigorar as energias.

Conheça também João Pessoa

Gostou? Divulgue este artigo para seus amigos!

Cadastre-se

Procurando dicas de viagens
pelo Brasil?
Cadastre seu email e
receba dicas exclusivas:

Editorial - Contato - Anuncie Grátis - Área de Anunciantes - Seja um colaborador

© Copyright 2013 - 2017 - Guia Viagens Brasil - Mapa do Site