Poconé

Publicidade

Translator / Tradutor

Poconé é um município mato-grossense típico pantaneiro, com paisagem bucólica e construções aconchegantes. Está localizado a 100 km da capital Cuiabá, em meio ao ecossistema do Pantanal, um dos mais ricos do mundo.

Em 1777, Luiz de Albuquerque de Melo Pereira e Cáceres colocou Poconé na corrida do ouro, pois o lugar possuía a riqueza do metal. Ganhou seu nome de Beripoconé, devido a uma tribo indígena que habitava a região e depois se tornou Vila de Poconé.

O centro histórico do município de Poconé ainda conserva a arquitetura do século XIX, relativo ao ciclo do ouro, e é um dos atrativos da cidade. Passear pelo centro é relembrar tempos históricos.

História que também é representada na Cavalhada, uma manifestação cultural trazida para Mato Grosso no século XVIII e difundida em Poconé, realizada em junho, junto à Festa de São Benedito. Trata-se de uma batalha hípica fictícia entre o exército azul (Cristãos) e o vermelho (Mouros), que inicia com os Cristãos atacando e incendiado um castelo, após o resgate de uma princesa raptada pelo exército Mouro. Cada detalhe do espetáculo, do figurino ao cenário, é reproduzido com riqueza de detalhes para encantar a todos os espectadores.

Encantadora é Dança dos Mascarados, que segue a festa. Típica de Poconé, mistura passos europeus, indígenas e ritmos africanos e tem uma curiosidade: é dançada apenas por homens, metade com trajes masculinos e metade com roupas femininas, todas com cores vibrantes. A origem? Um mistério! Mas, a beleza é conhecida!

As paisagens de Poconé são outra beleza admirável. Banhada pelos Rios Cuiabá e Paraguai, Poconé tem aproximadamente 80% do seu território localizado no bioma Pantanal, a maior planície alagável do mundo. O Pantanal tem uma biodiversidade incrível, com jacarés, sucuris, tuiuiús, araras-azuis, veados, capivaras, tamanduás, garças, emas e até onças, que são vistas geralmente na seca.

Em Poconé é onde inicia a estrada Transpantaneira, atualmente transformada em Parque. O trajeto até Porto Jofre, também no Mato Grosso, tem 145 km de extensão, sem asfalto e com 126 pontes de madeira. Ao longo da famosa estrada estão localizados diversos hotéis, pousadas, bares, além de pontos turísticos onde se pode passear de barco, fazer cavalgada, pescaria e safári fotográfico. Aqui não há porque ter pressa: aprecie a beleza da região e também proteja os animais que transitam livremente pelo percurso da estrada.

A melhor época para passear por Poconé e pelo Pantanal, via Estrada Transpantaneira, é entre os meses de maio e setembro, período de seca, época em que os animais ficam próximos às lagoas formadas, sendo mais fácil observa-los. Na época das cheias, alguns trechos da Transpantaneira ficam intransitáveis pelo solo alagado e apenas os jacarés e aves são fáceis de ver.

Faça chuva e alague, ou faça sol e seque, Poconé tem surpresas e belezas durante todo ano para seus visitantes.

Conheça também a capital do estado: Cuiabá

Gostou? Divulgue este artigo para seus amigos!

Cadastre-se

Procurando dicas de viagens
pelo Brasil?
Cadastre seu email e
receba dicas exclusivas:

Editorial - Contato - Anuncie Grátis - Área de Anunciantes - Seja um colaborador

© Copyright 2013 - 2017 - Guia Viagens Brasil - Mapa do Site