Os 7 Patrimônios NATURAIS da UNESCO no Brasil

Publicidade

Translator / Tradutor

A Unesco não seleciona apenas Patrimônios Históricos Mundiais – como vimos nesse outro post. Ela também tem um foco especial para os Patrimônios Naturais da Humanidade, afim de valorizar a sua preservação e o ecoturismo.

Para que uma formação geográfica ou região seja selecionada, sua vegetação e habitat de espécies animais devem apresentar alto valor científico e histórico não só para seu país de origem, mas para todo o mundo.

A Unesco divide a lista dos candidatos por uma categoria de aspecto mundial e outra de grau de risco, para que possa oferecer aos escolhidos a assistência internacional de seu fundo, além de tornar a responsabilidade da conservação como mundial.

E todos os locais selecionados pela Unesco valem a atenção por representarem verdadeiros espetáculos que mostram a imponência surpreendente da natureza. O Brasil não ficou de fora! Temos sete Patrimônios Naturais Mundiais, com riquíssima fauna e flora e paisagens sensacionais!

A lista é de perder o fôlego e vale a pena marcá-las para um tour nas próximas férias! Veja.

1 –Parque Nacional do Iguaçu (PR)

O Parque Nacional do Iguaçu foi criado em 1939, a partir de um pedido entusiasmado de Santos Dumont, que desejava que toda aquela maravilha fosse preservada. O local, que fica em Foz do Iguaçu – tríplice fronteira com o Paraguai e Argentina – conserva a maior extensão de floresta atlântica do sul do Brasil e uma rica biodiversidade, onde são encontrados animais em extinção como a onça-pintada, puma, jacaré do papo amarelo e papagaio do peito roxo, de relevante valor científico para a humanidade.

foto-parque-nacional-iguacu-em-foz-do-iguacu-parana-brasil-foto-6631

Mas a grande estrela do parque, sem dúvida, são as Cataratas do Iguaçu. Elas formam um dos conjuntos de quedas mais espetaculares do mundo e sua imagem, sob qualquer ponto de vista, é inesquecível.

foto-parque-nacional-iguacu-em-foz-do-iguacu-parana-brasil-foto-6866

O turista pode se aproximar das cataratas através de dois tipos de círculos: o inferior, com passarelas entre as cataratas, e o superior, com passarelas acima das cataratas. Embora seguras, as passarelas dão o tom de aventura e emoção por permitirem um contato tão próximo com a força das águas do local.

foto-parque-nacional-iguacu-em-foz-do-iguacu-parana-brasil-foto-7154

Há também um elevador panorâmico, passeios de barco a motor pelo rio e um helicóptero que sobrevoa as cataratas. Ainda no Parque há o Centro de Visitantes, a Trilha do Poço Preto, o Salto do Macaco e a Trilha da Bananeira e pertinho dele estão a Praça e Estátua de Santos Dumont, um Zoológico, a Linha Martins e o Parque das Aves.

Clique aqui e conheça as Cataratas do Iguaçu como se estivesse pertinho delas no passeio virtual em 360 graus.

2 – Fernando de Noronha (PE)

O arquipélago de Fernando de Noronha foi a primeira capitania hereditária do Brasil e já passou por inúmeras invasões estrangeiras nos séculos 16 e 17. Atualmente, é um distrito estadual de Pernambuco e declarada Parque Nacional para receber ainda mais proteção federal sobre suas espécies de fauna e flora.

baia-dos-porcos-em-fernando-de-noronha-pe-brasil-4297

O local pertence a uma cadeia de montanhas submersas, cujas partes visíveis formam as 21 ilhas, ilhotas e rochedos vulcânicos de Fernando de Noronha. Apesar da quantidade, a ilha principal seguida pelas ilhas Rata, Sela Gineta, São José, Leão e Viúva ocupam 95% do território terrestre.

Quer conhecer Fernando de Noronha gastando pouco? Clique aqui e veja dicas!

Fernando de Noronha possui uma flora e fauna riquíssima, tanto terrestre quanto marinha. Há 15 plantas, duas aves e dois repteis registrados como endêmicos (que só existe na ilha e em nenhum outro lugar do mundo!) e suas praias são conhecidas pela exuberante beleza de águas azuis, que atraem surfistas e mergulhadores de todo o mundo.

foto-praia-do-sancho-em-fernando-de-noronha-pe-brasil-4142

Apesar de toda a variedade de animais, são os golfinhos a principal atração da ilha, principalmente na Baía dos Golfinhos, com uma excepcional população do mamífero que nadam próximos aos que se aventuram no mergulho.

foto-mergulho-golfinho-em-fernando-de-noronha

A Reserva Biológica de Atol das Rocas também faz parte da região tombada pela Unesco e mantém mais de 30 espécies de aves marinhas.

Pernambuco decidiu limitar o número de turistas na ilha, para evitar maiores danos a natureza local. Para se chegar até lá, é preciso viajar até Recife ou Natal e pegar uma conexão aérea para a ilha. Há também a possibilidade de ir de barco, mas são mais difíceis de reservar à distância.

3- Anavilhanas – Complexo da Amazônia Central (AM)

A grandeza da Amazônia se tornou Patrimônio Natural da Humanidade em sua região central. A maior floresta tropical do mundo, também tem o maior complexo fluvial, na Estação Ecológica Anavilhanas.

PNAnavilhanas

O Complexo de Conservação da Amazônia Central tem mais de 6 milhões de hectares de área protegida da Bacia Amazônica e uma das regiões mais ricas de biodiversidade do planeta. O ecossistema incluí a várzea, florestas de igapó, lagos e canais, formando um incrível mosaico aquático mutável. A Unesco protege espécies ameaçadas de extinção como o piraruco, peixe-boi amazônico, jacaré-açu, botos e a maior variedade de peixes elétricos do mundo.

A área conservada tem ainda o Parque Nacional do Jaú, a Reserva de Desenvolvimento Sustentável Mamairauá, a Reserva de Desenvolvimento Sustentável Amanã e a Estação Ecológica Anavilhanas.

4 – Pantanal (MT/MS)

O Complexo do Pantanal é um bioma que fica entre o Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, com mais de 187 mil hectares de savana estépica alagada a maior parte do ano e antes mesmo de ser tombado pela Unesco, já era uma área que chamava atenção pela sua singularidade.

passaros-pantanal-ms

É a maior extensão de área alagada do planeta, causada pela drenagem lenta das águas dos rios e da chuva. Durante os meses de maio a setembro as chuvas param de cair e os rios voltam aos seus leitos e surgem campos, ilhas, bancos de areia que não eram vistos quando alagado. Já de outubro a abril, chove constantemente na região, causando a sensação visual de um mar de água doce.

Há uma rica biodiversidade no Pantanal que é observada por muitos turistas, em especial os amantes dos pássaros e répteis, que fazem até safari noturno para encontrar os animais na natureza. Aventura total!

birdwatching-pantanal

5 – Chapada dos Veadeiros e Complexo de Áreas Protegidas do Cerrado (GO)

O local tem a mais rica e antiga variedade de ecossistemas tropicais, com 400 espécies de plantas por hectare. O Complexo de Áreas Protegidas do Cerrado e Chapada dos Veadeiros tem mais de um tipo de vegetação divididos entre Cerrado, Amazônia, Mata Atlântica e Chaco, que trazem uma flora e fauna riquíssima e com espécies em extinção como o cervo do pantanal, capivara, tuiuiú e jacaré.

Na Chapada dos Veadeiros há paredões de pedras cortadas por rios, onde o principal é o Rio Preto, afluente do Rio Tocantins. Em seu percurso há várias cachoeiras, inclusive saltos de mais de 100 metros de altura. A vegetação é intensa e a fauna apresenta mamíferos específicos do Cerrado como o tamanduá bandeira, tatu canastra, lobo guará e veado campaeiro.

Veadeiros_1500

O Parque Nacional das Emas, que faz parte do complexo, também conserva seus animais em risco de extinção, como a codorna mineira e onça parda.

Você está conferindo os 7 Patrimônios NATURAIS da UNESCO no Brasil. Se está gostando, compartilhe no seu Facebook, ou tuíte, e convide os amigos!

Compartilhe no FacebookCompartilhe no Twitter

O acesso ao parque é feito pelo Povoado São Jorge, distrito do Alto Paraíso de Goiás, com guias preparados para levar a locais como os dois saltos do Rio Preto, quedas d’água em paredes rochosas, Vale da Lua, Cachoeira Almécegas, Raizama e as cachoeiras carioquinhas. Belas paisagens e muita aventura pela chapada.

6 – Reserva da Mata Atlântica do Sul e Sudeste do Brasil

A área da Mata Atlântica tombada pela Unesco possui uma variedade de tesouros como florestas densas, ilhas, dunas e montanhas, distribuídas em 470 mil hectares em 25 áreas protegidas entre São Paulo e o Paraná.

A região delimitada começa na Serra da Jureia, em Iguape (SP) e vai até a Ilha do Mel, em Paranaguá (PR). A Mata Atlântica já ocupou 15% do território nacional e fazia parte de 17 estados brasileiros com 1,3 milhão de quilômetros quadrados, hoje está reduzida a 7,3% da original com apenas 95 mil quilômetros quadrados.

foto-praia-de-fora-em-ilha-do-mel-parana-brasil-5091

A região foi intensamente saqueada após o descobrimento, inclusive com a extração do pau-brasil que deu nome ao país. No Sudeste, a cultura do café foi responsável pela destruição de grande parte da vegetação nativa e no Sul, a exploração da floresta de Araucárias para extração de sua madeira foi o motivo de sua devastação.

A vegetação é densa e de extrema beleza e diversidade. Um dos seus diferenciais são as cavernas da Serra do Mar, inclusive a Casa de Pedra, que tem o maior pórtico do mundo, com 215 metros de altura.

Imagem da linda Ilha de Prumirim em Ubatuda-Sao-Paulo

A fauna endêmica tem anfíbios, mamíferos e aves, com uma biodiversidade semelhante a da Amazônia e seus diversos ecossistemas. Os números impressionam já que há 250 espécies de mamíferos, 1020 tipos de pássaros, 197 diferentes répteis, 340 anfíbios e 350 peixes. Já as espécies de animais que são encontrados somente nessa região do mundo são 1711 no total de 700 dos quais 55 são mamífero, 188 aves, 60 répteis, 90 anfíbios e 133 peixes. E infelizmente, ao todo são 383 tipos de animais ameaçados de extinção.

7 – Costa do Descobrimento, Parque Nacional do Monte Pascoal (BA)

A área tem valor histórico e natural, com uma área protegida de mais de 112 mil hectares entre a Bahia e Espírito Santo. Dividida em três parques, o Descobrimento, o Monte Pascoal e o Pau Brasil, com as reservas biológicas Uma e Sooretama, e as reservas particulares de Vera Cruz, Linhares e Pau Brasil.

praia-rio-da-barra-trancoso-ba-0696

O berço da história brasileira possui praias, baías, recifes de corais, falésias, enseadas, manguezais e rios que atraem ecoturismo e aventura. Porto Seguro, Santa Cruz Cabrália, Trancoso, Arraial d’Ajuda fazem parte dos principais pontos turísticos do país e tem uma vida diurna e noturna intensa, inclusive com comércio funcionando de madrugada. Em Caraíva, a Praia do Espelho está localizada numa região de falésia e é uma das dez mais bonitas do Brasil.

3- Praia do Espelho - Trancoso - BA

A fauna e flora é muito especial, com diversas espécies endêmicas que atraem cientistas, estudantes e aventureiros para desbravar o local, tal como inúmeros que vieram a costa desde 1500.

imagem-de-uma-escultura-na-aldeia-indigina-pataxo-porto-seguro-bahia-ba

Na região ainda há o Museu do Descobrimento, com muita história locais, e várias aldeias indígenas, que recebem visitantes para uma vivência inesquecível! Belas paisagens e muita cultura!

***
E aí, decidiu seu roteiro? Escolha um ou todos e conheça sete dos lugares mais bonitos do mundo, presenteados pela natureza. Boa viagem!

Por Guia Viagens Brasil Texto: Fotos:  21 de fevereiro de 2017

Receba dicas de viagem


Insira seu email para receber artigos exclusivos e dicas de passeios imperdíveis!





Gostou? Divulgue este artigo para seus amigos!

Deixe o seu comentário

DICAS RECENTES DO BLOG

Procurando dicas de viagens pelo Brasil?
Cadastre seu email e receba dicas exclusivas:

Editorial - Contato - Anuncie Grátis - Área de Anunciantes - Seja um colaborador

© Copyright 2013 - 2017 - Guia Viagens Brasil - Mapa do Site