Guia Completo de VITÓRIA e VILA VELHA – ES

Publicidade

Translator / Tradutor

Como toda capital brasileira, Vitória tem atrações para os turistas durante todo o ano. E não é diferente com a vizinha Vila Velha, formando a dobradinha mais famosa do Espírito Santo. Uma boa vantagem é que as duas cidades não ficam lotadas em períodos específicos, sendo o turismo bem distribuído durante todo ano, justamente pela variedade de opções turísticas, festas e, claro, o belo litoral.

vitoria-vila-velha

Vitória é famosa pelo seu Porto, onde trafegam centenas de embarcações com o leva-e-traz de mercadorias do Brasil para outros países. Pertinho do porto está o Palácio Anchieta – sede do governo – e também a área histórica, tombada pelo IPHAN como Patrimônio Histórico Nacional.

Já a vizinha Vila Velha, fica a apenas 12 km da capital, com acesso via Ponte Deputado Darcy Castello de Mendonça, a famosa Terceira Ponte. Na cidade há belas praias, o Convento da Penha – ponto alto que oferece vista panorâmica da região – e a fábrica de chocolates da Garoto, legitimamente brasileira.

foto-terceira-ponte-vitoria-es

A união das duas cidades se dá pelas características históricas-culturais e também pelas belezas do litoral, com praias para todos os estilos. Além de Vila Velha, a Região Metropolitana de Vitória possui várias pequenas cidades que podem ser visitadas, pois guardam tesouros turísticos imperdíveis, como as construções históricas seculares.

Confira a seguir roteiros histórico, gastronômico, de festas e turístico tradicional para você não perder nada na sua visita a capital capixaba!

Roteiro Histórico

O roteiro turístico histórico de Vitória e Vila Velha se mistura com o turismo religioso. Muitas das construções do período colonial que hoje servem de museu, fonte de pesquisa e de curiosidades sobre a história das duas cidades e do estado do Espírito Santo são igrejas, conventos, ou locais onde religiosos se estabeleceram no decorrer a história do município.

Se você não é religioso, não importa. Todos os lugares têm uma carga de conhecimento histórico e cultural muito forte, que não pode deixar de ser conhecida.

Em Vitória

Como muitas cidades do litoral brasileiro, Vitória é muito antiga: ela foi fundada no ano de 1551, na época colonial. Então já dá para imaginar o tanto de história que o município tem para contar, não é? Se levarmos em consideração que o Centro Histórico de Vitória é mais antigo que o de Ouro Preto (MG) e o de São Paulo (SP), já dá para ter uma noção das preciosidades que vamos encontrar nesse roteiro.

A Prefeitura de Vitória preza muito pela divulgação dos monumentos históricos e culturais da cidade e, por isso, oferece o serviço de passeios guiados em alguns dos monumentos da região central de terça a domingo, das 9h às 17h. Procure um posto de informações turísticas e se informe para participar.

Catedral Metropolitana de Vitória

A Catedral Metropolitana de Vitória atual foi construída em 50 anos. As obras começaram em 1920 e só foram concluídas em 1970. O novo prédio ficou no lugar da antiga igreja matriz da cidade, a Igreja de Nossa Senhora da Vitória – construída em 1551 em estilo colonial.

foto-catedral-metropolitana-vitoria-es

A igreja antiga foi demolida devido à deterioração da obra e por ser pequena demais para a quantidade de habitantes que o estado abrigava já no começo do século 20. A nova construção também fez parte do plano de modernização do Espírito Santo.

O novo prédio foi construído em estilo neogótico e tem como um dos destaques os belos vitrais nas paredes.

Theatro Carlos Gomes

O Theatro Carlos Gomes foi inspirado no famoso Teatro Scala, de Milão, na Itália. A “versão” de Vitória foi construída em 1927, na Praça Costa Pereira, no estilo neoclássico. A construção também faz parte do circuito histórico da capital capixaba e vale a pena ser conhecida não apenas pelos apreciadores da arquitetura, mas pelos amantes da arte. Antes de ir a Vitória, confira o calendário de peças e espetáculos para poder ver os palcos do Theatro Carlos Gomes em ação.

Palácio Anchieta

O Palácio Anchieta é uma das sedes do governo do Espírito Santo. O prédio foi construído em 1570 com o objetivo de complementar a nova sede da Igreja de São Tiago, já que a antiga havia sido destruída em um incêndio. O complemento se tornou então o Colégio São Tiago, que funcionou até 1759.

escadarias-palacio-anchieta-vitoria-es

No século 18, a construção foi novamente atingida por  um incêndio e foi recuperada somente em 1798, quando ela passou a ser o Palácio do Governo.

O nome Palácio Anchieta veio somente em 1945, quando a morte do padre José de Anchieta completava 411 anos. Jones dos Santos Neves, governador do Espírito Santo à época, publicou um decreto que trocava o nome do palácio, já que o túmulo simbólico do famoso padre está lá dentro.

Igreja de São Gonçalo

A Igreja de São Gonçalo é uma das igrejas originais que Vitória conserva até hoje. Pequena, simples e modesta, ela quase se esconde em meio aos prédios e o centro desenvolvido da cidade, mas ainda chama a atenção pela carga histórica que o prédio possui.

No lugar da igreja havia uma capela que, construída em 1707, foi demolida alguns anos depois para que uma igreja maior fosse erguida no local para atender mais pessoas. Essa nova igreja é o atual templo de São Gonçalo, que existe desde 1766.

Convento do Carmo

Dom Pedro II esteve no Espírito Santo em 1860, que na época ainda era província. Entre as capelas que visitou, a que mais chamou a atenção era a que ficava dentro do Convento do Carmo.

Apesar de ter sido restaurada e perdido um pouco dos traços coloniais, o complexo arquitetônico do Convento de Nossa Senhora do Monte Carmo ainda é peça importante no roteiro histórico da capital capixaba – acredita-se que a construção foi erguida no ano de 1682.

Capela de Santa Luzia

A Capela de Santa Luzia é a única capela que permanece completamente com todas as características originais do período colonial. O prédio é o mais antigo da capital e fica localizado na Cidade Alta, sendo tombado como Patrimônio Histórico e Artístico Nacional pelo Iphan.

A capela foi construída em 1537, antes de Vitória sequer existir. Abrigou o Museu de Arte Sacra (de 1950 a 1970) e a Galeria de Arte e Pesquisa da UFES (de 1976 a 1994). Atualmente é sede da 6ª Sub-Regional do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN).

Você está conferindo os motivos para incluir Aracaju na sua lista de viagens. Se está gostando das dicas, compartilhe no seu Facebook, ou tuíte, e convide os amigos!

Compartilhe no FacebookCompartilhe no Twitter

Em Vila Velha

Convento de Nossa Senhora da Penha

Podemos chamar o Convento de Nossa Senhora da Penha de um dos principais pontos turísticos do estado do Espírito Santo pela sua importância histórica-cultural e belezas aos arredores.

O convento foi fundado no ano de 1558 e ainda preserva todas as características arquitetônicas do período colonial do Brasil. Está encravado no alto de um morro no bairro da Prainha, pertinho do mar e cercado pela Mata Atlântica preservada.

Convento_da_penha-ES

Os mais corajosos e aqueles que cumprem promessas sobem a estrada até o convento à pé, mas é possível fazer o trajeto de carro, ou com as vans turísticas da cidade – o convento possui um estacionamento próprio para os visitantes. A subida não para por aí. Para chegar até ao prédio antigo, há uma escadaria com 365 degraus! Haja fôlego! Mas, o visual do alto compensa qualquer esforço, pois é possível ver Vila Velha, Vitória, o Morro do Moreno e a Praia da Costa.

Os devotos podem assistir a missas diárias, que são realizadas em vários horários.

Gruta do Frei Pedro Palácios

Se estiver no Convento de Nossa Senhora da Penha você também irá conhecer a Gruta do Frei Pedro Palácios, que é uma formação natural aos pés do morro que suporta o Convento.

A gruta é relativamente grande e acredita-se que Frei Pedro Palácios – responsável pela construção do convento e figura fundamental na religião do Espírito Santo – morou em seu interior por seis anos. A escolha de morar ali se deu pela opção de votos de pobreza e desapego, tradição dos franciscanos.

Muitos devotos visitam a gruta, fazem orações e pedidos, e agradecem a Frei Pedro pelas bênçãos concedidas.

Casa da Memória

A Casa da Memória, propriamente dita, existe desde 1893, no entanto, só virou museu na década de 1990. Desde então, o espaço guarda um acervo rico de fotos que mostram a trajetória da cidade de Vila Velha e do estado do Espírito Santo nos últimos 100 anos. Além disso, o museu guarda cartas e documentos que retratam a colonização da região ainda na época do Brasil Colônia.

O museu Casa da Memória fica aberto ao público em horário comercial.

Museu Ferroviário de Vila Velha (Museu da Vale)

O Museu Ferroviário, também conhecido como Museu da Vale, fica dentro da antiga Estação de Trem Pedro Nolasco, que faz o trajeto Vitória – Minas Gerais. A estação existe desde 1927 e ainda preserva as mesmas características, tendo passado por pequenas restaurações na década de 90, antes de ser transformada em museu em 1998.

O museu é dedicado à história da estrada de ferro e seu acervo conta com documentos, cartas, fotografias e outras peças centenárias. São mais de 130 objetos interessantes, que representam muito a história de todo o Espírito Santo.

Forte de São Francisco Xavier de Piratininga

O Forte de São Francisco Xavier de Piratininga, também conhecido como Forte da Barra, foi construído em 1535 para proteger o povoado da capitania do Espírito Santo e a baía de Vitória. Ele fica na enseada de Inhoã, com uma linda vista para o mar.

Além do valor histórico e militar que o Forte tem para o Estado, o espaço é muito agradável e hoje abriga um Centro Cultural, com diversas atrações durante todo o ano.

Sítio Histórico da Prainha

O Sítio Histórico da Prainha foi determinado através de uma lei sancionada em 2015 em Vila Velha. A região demarcada corresponde ao ponto inicial da civilização da cidade – é lá, inclusive, que fica o marco zero de Vila Velha.

Além disso, o sítio histórico abriga diversas casas, casarões e edificações com características originais do período colonial brasileiro, período no qual a capitania do Espírito Santo começava a se desenvolver.

Roteiro Gastronômico

Em Vitória

Feiras de Rua

Aos domingos ocorrem em quatro regiões de Vitória as feiras de ruas que funcionam a céu aberto: Consolação, Vila Rubim, Maruípe e Santa Martha. Nos dias de semana, mais 14 pontos de diferentes regiões da cidade recebem as barraquinhas de produtos variados, que vão de hortaliças, flores, artesanatos, embutidos e comidas típicas. Para quem gosta de gastronomia e de apreciar os sabores regionais da forma mais local possível, as feiras de rua são a indicação!

Galpão das Paneleiras de Goiabeiras

Esse passeio não é bem “gastronômico”, mas tem tudo a ver com a comida e, principalmente, com a cultura capixaba. Você irá até o bairro de Goiabeiras Velha, ao norte de Vitória, onde várias artesãs produzem e comercializam as tradicionais panelas de barro, um dos grandes símbolos culturais do Espírito Santo.

O trabalho é tão importante, que as Panelas de Goiabeiras foram o primeiro Bem Cultural registrado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) da história do Brasil! Além disso, é Indicação Geográfica pelo Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI), devido a sua produção exclusiva e diferenciada.

A tradição secular vem dos indígenas e que foi preservada ao longo do tempo, devido ao costume de passar o modo artesanal de fabricação de mãe para filha. E isso continua muito forte até hoje.

No galpão que abriga a associação de artesãs, você terá a oportunidade de conferir de perto o trabalho caprichado das paneleiras, desde quando elas moldam o barro, queimam a argila, até a transformação em panelas, que consideradas as melhores por muitos chefs renomados de cozinha! Compre a sua panela de Goiabeiras e experimente o novo sabor de suas receitas em casa!

Prato Típico

Não poderíamos deixar de fechar este tópico sem falar da moqueca capixaba feita em panela de barro de Goiabeiras, o principal prato típico do Espírito Santo. Para ela, só temos uma coisa a dizer: você precisa provar!

A moqueca é um cozido de peixe e frutos do mar finalizados de modo especial com coentro, urucum, cebola e limão. E é uma delícia. No Espírito Santo todo mundo já sabe o ditado: “moqueca é capixaba, o resto é peixada”.

Roteiro Turístico Tradicional

Em Vitória

Porto de Vitória

Um ponto principal para se visitar em Vitória, sem dúvida, é o seu Porto, que teve sua construção iniciada em 1906 devido a necessidade de escoamento da produção de café e minério. As obras foram concluídas em 1940 e até hoje o Complexo Portuário do Espírito Santo é um dos mais importantes do Brasil, que junto de Santos, Paranaguá e Rio Grande movimenta a economia do país.

foto-do-porto-vitoria-es

Praça dos Namorados

A Praça dos Namorados é a sensação da Praia do Canto. Ela é palco das feirinhas de gastronomia e artesanatos aos fins de semana. Além disso, há uma grande área de lazer para todas as idades: tem pista de skate, de patinação, tem academia para a terceira idade, parquinho para os pequenos, etc. Além da linda paisagem, quem for curtir a Praça dos Namorados terá à disposição vários bares e restaurantes nas redondezas.

Praça da Ciência

Bem próxima à Praça dos Namorados está a Praça da Ciência, que oferece mais de 10 brinquedos e instrumentos pedagógicos voltados ao ensino da física, educação ambiental, astronomia e ciência em geral. A Praça foi criada com o objetivo de divulgar e socializar esses conhecimentos tanto para crianças, quanto para adultos. Lá também são ofertadas visitas guiados e ministradas palestras, oficinas e eventos culturais para os moradores e visitantes de Vitória.

Parque Botânico da Vale

A maior área verde da Região Metropolitana de Vitória é o Parque Botânico da Vale. Ele fica no Complexo do Tubarão e possui 33 hectares com o objetivo de preservar o que resta da Mata Atlântica na região.

Os visitantes do parque têm a opção de fazer a trilha por dentro da mata à pé, ou com o passeio de ônibus gratuito que a própria administração oferece. Lá, é possível conhecer espécies da flora e da fauna nativas e pode ser um momento perfeito para entrar em contato com a natureza verde e fugir um pouco da cidade, da areia e do mar.

Parque da Pedra da Cebola

O nome já diz tudo: a grande atração do Parque da Pedra da Cebola é uma pedra no formato de cebola! A pedra é tão inusitada que virou um dos cartões postais do Espírito Santo e até recebe iluminação especial quando o dia começa a escurecer.

O passeio até o local é destinado a toda a família: crianças e adultos podem curtir o espaço verde, as diferentes aves que sobrevoam por lá e até a fazendinha que o lugar o oferece. Além disso, o Paque da Pedra da Cebola também pode ser um ótimo lugar para caminhadas e para a prática de esportes.

Em Vila Velha

Fábrica de Chocolates Garoto

A marca Garoto talvez seja uma das mais famosas do Brasil quando o assunto é doces e chocolates. E a fábrica destas guloseimas fica em Vila Velha, onde os turistas podem fazer uma visita guiada e conhecer as etapas de produção, desde o início, até a embalagem final, com direito a degustações! Além disso, há um museu no local, contando a história do chocolate e da empresa.

O Chocotour, como é chamado o passeio, ocorre de segunda à sexta das 9h às 15h, sempre com agendamento antecipado. Algumas regras precisam ser seguidas para manter a segurança e higiene:

1. Usar calças compridas;
2. Usar blusa de manga comprida;
3. Usar calçados fechados;
4. Não usar acessórios, como brincos, colares e cintos.
5. Ter mais de 7 anos para visitar a área industrial.

Esse passeio é ótimo para curtir com toda família. A fábrica da Garoto fica na Praça Meyerfreund, n° 1 no Bairro Glória.

Triângulo

Se você estiver passando uns dias em Vila Velha e quiser também curtir um pouco da noite capixaba, você deve ir ao Triângulo. O “Triângulo de Vila Velha” nada mais é que um quarteirão onde se concentram os melhores bares, restaurantes e casas noturnas da cidade. O reduto boêmio fica próximo à Praia de Itaparica e é muito famoso entre os amantes da vida noturna.

Roteiro de Praias

Claro que não nos esquecemos das praias! O litoral capixaba é imperdível e pode ser explorado em várias cidades da região metropolitana de Vitória. Vamos as melhores:

Em Vitória

Apesar da vizinha Vila Velha ter melhores condições de nado em suas praias, Vitória também oferece opções de mar e areia para seus visitantes. Todas elas, aliás, sempre muito movimentadas. Se você não tem interesse em esticar um pouquinho para conhecer o litoral de Vila Velha, conheça a seguir as suas opções em Vitória.

Praia de Camburi

A Praia de Camburi é a mais movimentada de Vitória, principalmente em alta temporada. É nessa época que a agenda de eventos borbulha no local, principalmente as competições esportivas e shows musicais. Os moradores a buscam para praticar esportes, caminhar, encontrar amigos no calçadão e curtir as festas. Os turistas para aproveitar o sol, o mar e a areia e, claro, também para participar da movimentação local.

pessoas-praia-camburi-vitoria-es

Passeios de barcos e escunas também estão disponíveis na Praia de Camburi, principalmente no verão. Não deixe de conhecer “as profundezas” do mar capixaba com prática de mergulhos, que são oferecidas por várias empresas. As águas da região são ricas em biodiversidades e com boa visibilidade.

A Praia de Camburi conta com uma estrutura turística ótima, inclusive na parte da iluminação. Os visitantes da cidade podem caminhar e curtir a brisa da maré até durante a noite.

Curva da Jurema

A Curva da Jurema também tem uma grande variedade de bares e restaurantes. Quem vai lá gosta de apreciar uma boa música ao vivo, bebidas e petiscos em frente ao mar. O visual da praia ajuda, deixando a experiência de curtir um tempinho na areia ainda melhor.

Outro aspecto interessante da Curva da Jurema é a variedade do público. Isso é muito interessante, principalmente se você tem o interesse de viajar para conhecer gente nova.

Praia da Ilha do Boi

A Praia da Ilha do Boi é uma praia pequena, sem muitas ondas, ideal para as famílias que vão a Vitória com crianças e idosos. Ela fica em uma área residencial, o que pode facilitar principalmente a locomoção e a disponibilidade de serviços e estruturas.

foto-praia-ilha-do-boi-vitória-es

Apesar de ser recomendada principalmente às famílias devido ao mar calmo, a Praia da Ilha do Boi é uma das mais frequentadas pelos jovens capixabas e pelos turistas. A Ilha do Boi também está na lista de melhores praias da capital do Espírito Santo.

Praia da Ilha do Frade

A Praia da Ilha do Frade pode parecer não valer a pena: há pouca estrutura e fica escondida na natureza, em difícil acesso. Mas, isto pode ser um atrativo, principalmente para aqueles visitantes que querem fugir do movimento e procuram um lugar mais calmo e com contato próximo à natureza. Apesar de ser uma das menos visitadas da Região Metropolitana de Vitória, ela é uma das mais bonitas.

Passeio de Escuna

O Passeio de Escuna de Vitória também é muito procurado pelos turistas que não querem perder a chance de conhecer as águas e as ilhas da cidade. A escuna sai diariamente em dois horários do Pier de Iemanjá, e com duas opções de trajeto:

1. Trajeto que passa pela Ilha do Boi e pela Praia da Costa;
2. Trajeto que passa por Vitória e vai até o centro da cidade através das águas.

Além das paisagens distintas, o diferencial é que no primeiro passeio há uma parada para mergulho na Praia da Costa, o que costuma ser bem atraente principalmente para as crianças e jovens.

Esse é um dos poucos passeios de barcos oferecidos diariamente em Vitória, por isso vale a pena investir e conhecer.

Em Vila Velha

Como citado anteriormente, as praias de Vila Velha podem ser mais limpas e possuem condições melhores de banho. Se você for a Vitória, não deixe de visitar a cidade vizinha e seus mares. Conheça as principais e escolha quais você deseja ir.

Praia da Costa

Considerada a melhor praia de Vila Velha, a Praia da Costa fica a apenas 5 km de Vitória e é a que mais recebe turistas no Espírito Santo durante o verão, além dos moradores diariamente. O principal atrativo é sua boa infraestrutura: a orla da Praia da Costa conta com vários bares, restaurantes, quiosques, barracas de aluguel de guarda-sol, vendedores ambulantes de bebidas e alimentos, entre diversos outros serviços.

pessoas-praia-da-costa-es

A Praia da Costa vai mudando de nome ao longo da extensão. Ela também é a Praia de Itapuã e a Praia de Itaparica. As ondas também vão ficando mais fortes com essas mudanças de nome, que foram dadas justamente para diferenciar as características da água.

Famílias que vão com crianças e idosos devem ficar no começo da Praia da Costa, em um trecho que é conhecido como Praia da Sereia. É lá que o mar fica mais calmo, com ondas baixa e mais fracas.

Quem está na Praia da Costa à noite pode apreciar uma iluminação toda especial, que clareia a tradicional feirinha de comidas e artesanatos locais.

Festas Típicas

As festas típicas de Vitória e Vila Velha englobam, principalmente, culturas locais e religiosas. O povo capixaba se reúne com muito ânimo nesses eventos, que podem ser uma ótima oportunidade para você, turista, conhecer os costumes, jeitos e celebrações capixabas.

Carnaval Capixaba

Praia combina muito com Carnaval. E o carnaval do Espírito Santo é muito animado, começando pelo slogan que é “O Carnaval do Brasil começa aqui!”. Se você pretende visitar Vitória, ou Vila Velha nesse feriado, fica o recado!

O evento em Vitória é chamado de Sambão do Povo e coloca várias escolas da capital e da região metropolitana para desfilar pelas ruas da cidade no final de semana anterior ao feriado. Mas, a festa continua na semana seguinte, quando é comemorado o feriado oficial. Concursos de blocos, shows, matinês, bailes e mais desfiles são promovidos na Curva da Jurema, no Centro Histórico e em São Pedro.

A festa no Centro Histórico tem uma função a mais, além de divertir todo mundo que segue os trios pela rua: ela é chamada de Carnaval do Centro e é promovida desde 2014 com o intuito de revitalizar e dar mais atenção a essa região da cidade, reforçando ações de segurança, limpeza e promoção de eventos culturais.

Festa das Paneleiras

A Festa das Peneleiras tem como objetivo divulgar o trabalho das paneleiras de Goiabeiras, em Vitória, além de montar feira para a venda desses produtos que são tão queridos pelos turísticas e moradores do estado.

Além da divulgação e da venda, a festa se tornou um evento cultural que acontece na última semana de outubro. Shows, apresentações de dança, teatro e um cardápio recheado com a moqueca capixaba fazem parte da programação.

Festa de Nossa Senhora da Penha

A Festa da Penha, que celebra a padroeira do Estado do Espírito Santo – Nossa Senhora da Penha – acontece em Vila Velha anualmente, entre 24 de abril e 02 de maio. Ela é considerada uma das cinco maiores festas religiosas do Brasil. Se você se interessa por turismo religioso, vale muito a pena visitar a cidade nesta época. Há missas, feiras, romarias e shows grandiosos, com padres famosos.

A apresentação que não pode faltar nessa festa é a de bandas de congo, que representam a parte folclórica do evento. A parte religiosa fica por conta das homenagens à santa. Além disso, os mais devotos fazem procissões até o convento Nossa Senhora da Penha, no alto da montanha, que podem ser acompanhadas por todos.

Festa e Procissão Marítima de São Pedro

As bandas de congo também marcam presença na procissão marítima de São Pedro, que acontece na Praia do Suá, também na capital. A festa e a procissão são promovidas no mês de junho, em homenagem a São Pedro, o Santo Pescador e patrono dos pescadores.

A Praia de Suá é a escolhida para a celebração, porque foi lá que os pescadores fundaram uma colônia de origem portuguesa que ajudou a construir Vitória – e o Espírito Santo – que conhecemos hoje.

Além as apresentações de congo, há a procissão marítima realizada por dezenas de barcos que navegam sob fogos de artifício e emociona todos os fiéis.

Passeios nos Arredores

Nem só de Vitória e Vila Velha vive a principal região metropolitana do Espírito Santo. Para você que deseja explorar mais a vizinhança da capital capixaba, conheça as outras cidades que guardam tesouros naturais, culturais e de lazer para os visitantes.

Viana – Trem das Montanhas

Um dos passeios mais procurados pelos turistas em Vitória é o Trem das Montanhas. O passeio é indicado para aqueles que querem aproveitar a viagem para visitar a região serrana do Espírito Santo e conhecer os dois lados do estado: o litoral e as montanhas.

O trem faz o percurso Viana – Distrito de Araguaia todos os sábados e domingos. O trecho compreende também as cidades serranas de Domingos Martins e Marechal Floriano, passando por um trajeto onde é possível ver trechos virgens da Mata Atlântica, cachoeiras belíssimas, pontes e túneis com estruturas inacreditáveis. Nós falamos desse incrível passeio neste post, confere lá.

Cariacica

A cidade de Cariacica fica a apenas 15 km de Vitória e abriga a Estação Pedro Nolasco, muito conhecida pelos turistas que viajam de trem até Minas Gerais. Já comentamos dessa viagem neste post.

O “trem-chefe” da estação sai de Cariacica com destino a Belo Horizonte e passa por diversas cidades do interior de Minas. A viagem é longa, porém compensa por conhecer outros cenários, pouco explorados pelos turistas. Os vagões oferecem conforto e serviços de lanchonete e restaurante.

Domingos Martins

Domingos Martins fica a aproximadamente 40 km de Vitória, já na região serrana do Espírito Santo, sendo uma das cidades mais famosas das montanhas capixabas. Repleta de pousadinhas e restaurantes charmosos, atrai muitos turistas, principalmente no inverno.

Os mototuristas tem uma rota especial pelas montanhas capixabas e os ecoturistas fazem trilhas e escaladas no Parque Estadual da Pedra Azul, cartão-postal da cidade com várias cachoeiras e a famosa formação rochosa – a Pedra Azul – com seus 2 mil metros de altura que muda de cor conforme a direção do sol.

foto-pedra-azul-domingos-martins-espirito-santo-fotografo-ricardo-junior

Manguinhos

Manguinhos é um famoso balneário que fica a 25 km da capital Vitória, formado por três praias com areia bem clara e águas mansas: Enseada, Ponta dos Fachos e Chaleirinhas. As águas são tão calmas que piscinas naturais são formadas para o deleite dos turistas.

Outros atrativos são os diversos bares e restaurantes que oferecem variados tipos de pratos com peixes e frutos do mar e, claro, a típica moqueca capixaba.

As pessoas que visitam Manguinhos costumam se reunir na praça principal do vilarejo, onde aos finais de semana, sempre existem feiras gastronômicas e de artesanato, embaladas por música ao vivo e eventos populares. O calendário do balneário é movimentado. Se quiser conferir algumas dessas festas, fique atento às datas:

1. Janeiro: Festa de São Sebastião
2. Carnaval: Banho de Mar à Fantasia
3. Março: Manguinho’s Jazz e Blues Festival (festival de música do vilarejo)
4. Setembro: Manguinho’s Gourmet (festival de gastronomia do vilarejo)

Em Manguinhos também é possível comprar pescados frescos, que chegam prontos para a venda nos barcos pesqueiros, que param nas barraquinhas da praça principal, às sombras das famosas castanheiras da região.

Guarapari

Guarapari fica a pouco mais de 50 km de Vitória e é lá que ficam as praias mais famosas do Espírito Santo, tanto pelas praias de piscinas naturais, quanto pelas condições de mergulho da região, com águas claras, rica biodiversidade e ótima visibilidade.

fotografia-praia-dos-namorados-guarapari-es

As praias limpas e com o mar calmo atraem muitas famílias que vão até Guarapari passar o verão e curtir o mar. Os jovens, por sua vez, aproveitam o que há de melhor nas casas noturnas no Estado.

Itaúnas

Já mais afastado de Vitória, a 281 km da capital, fica o distrito de Itaúnas, que faz parte da cidade de Conceição da Barra. Se você possui mais alguns dias na região e está disposto a andar mais um pouquinho, Itaúnas é um lugar que vale a pena ser visitado. Mar e rios estão à disposição dos visitantes, onde é possível nadar e aproveitar uma bela vista da mata e das dunas. Mas, quem pensa que Itaúnas é só sossego e natureza, está enganado. O forró embala o distrito por horas a fio e, na alta temporada, só vai parar na manhã seguinte.

Onde se Hospedar

Em Vitória

Vitória não é uma cidade grande, apesar de ser uma capital, e isso faz com que as opções de hospedagem fiquem concentradas. E é na orla da Praia do Canto e da Praia de Camburi que fica a maioria dos hotéis da cidade, e, felizmente, as duas regiões são muito boas tanto para os turistas, quanto para empresários que precisam visitar Vitória a negócios.

Os dois locais também contam a presença de vários restaurantes e outras opções de lazer e comércio. Por ser tudo muito perto, os turistas não precisam de longo tempo de deslocamento entre as atrações.

Quando o quesito é custo-benefício, a Praia do Canto pode ganhar. Ela fica em um bairro nobre, mas oferece opções de hotel entre preços médios e baixos. Vale lembrar que alguns hotéis dispõem de diárias mais baratas aos finais de semana. Isso acontece porque Vitória – centro comercial do Espírito Santo – recebe muitos turistas empresariais e esse público ocupa as hospedagens durante a semana. Entretanto, vão embora nos finais de semana, dando a chance de visitar a cidade com um descontinho!

Em Vila Velha

Se você prefere se hospedar em frente ao mar e andar pouco para chegar até a areia, então a melhor opção é ficar em Vila Velha – de preferência na região da Praia da Costa. Além de possui hotéis ainda mais próximos à orla, as condições de mar e mergulho na cidade vizinha à capital são melhores. E você não precisa deixar de conhecer Vitória se escolher ficar em Vila Velha, afinal, apenas 12 km separam as duas principais cidades do Espírito Santo.

O aeroporto de Vitória está a apenas 15 km da Praia da Costa, com acesso fácil e rápido tanto de carro, quanto de transporte público, ou táxi.

Quando ir

O Espírito Santo é bastante ensolarado praticamente o ano todo. De outubro a dezembro costuma chover mais, o que pode prejudicar alguns dias de praia. Entretanto, se seu interesse é apenas nas águas do mar, não aconselhamos ir no outono/inverno, já que as águas são mais frias que as vizinhas Bahia e Rio de Janeiro. Mas, já no verão o mergulho está liberado com águas mais mornas.

***
Pronto para curtir Vitória e Vila Velha? Faltou alguma dica ou atração? Conte pra gente!

Por Guia Viagens Brasil Texto: Fotos:  10 de maio de 2016

Receba dicas de viagem


Insira seu email para receber artigos exclusivos e dicas de passeios imperdíveis!





Gostou? Divulgue este artigo para seus amigos!

Deixe o seu comentário

DICAS RECENTES DO BLOG

Procurando dicas de viagens pelo Brasil?
Cadastre seu email e receba dicas exclusivas:

Editorial - Contato - Anuncie Grátis - Área de Anunciantes - Seja um colaborador

© Copyright 2013 - 2017 - Guia Viagens Brasil - Mapa do Site