Guia Completo de FOZ DO IGUAÇU

Publicidade

Translator / Tradutor

Você com certeza já ouviu falar das Cataratas do Iguaçu. Famosas internacionamente, essas imensas quedas d’água levam, durante o ano inteiro, milhares de turistas do mundo todo para Foz do Iguaçu, uma cidade ao extremo oeste do estado do Paraná.

foto-parque-nacional-iguacu-em-foz-do-iguacu-parana-brasil-foto-7154

As Cataratas do Iguaçu são as maiores do mundo em volume d’água e foram consideradas uma das Sete Maravilhas do Mundo Moderno. Você verá que não é sem motivo! O lugar é verdadeiramente lindo e a natureza foi completamente generosa.

Foz do Iguaçu é um destino turístico para férias com toda a família e além das cataratas, tem outros parques, templos, monumentos e também possibilita uma experiência internacional, pois a cidade abriga a tríplice fronteira, dividindo o Brasil do Paraguai e da Argentina.

Ficou interessado em conhecer essa maravilha brasileira? Veja esse Guia Completo que preparamos com carinho para você!

Atrações de Foz do Iguaçu

Engana-se quem pensa que cidades na fronteira do país, longes das praias e de tamanho médio não têm muito a oferecer aos turistas, visitantes e aos moradores. Foz do Iguaçu já provou o contrário. Com pouco mais de 250 mil habitantes e longe da capital do Paraná, Foz configura-se como uma das cidades que possuem mais atrações turísticas do país.

Se você está pensando em visitar a região, precisa saber quais os pontos turísticos que não devem ficar de fora do seu roteiro, concorda? Para isto, listamos os principais atrativos de Foz do Iguaçu.

Cataratas do Iguaçu

As Cataratas do Iguaçu são, definitivamente, a atração mais conhecida pelo mundo e a mais procurada para visitação. Todos os anos, mais de um milhão de pessoas visitam as mais de 200 quedas d’água do Rio Iguaçu.

foto-parque-nacional-iguacu-em-foz-do-iguacu-parana-brasil-foto-8392

Além de poder presenciar e reverenciar essa obra única da natureza – e que bom que está aqui pertinho, não é? -, os visitantes podem fazer caminhadas em trilhas no meio da mata que margeia o famoso rio. O complexo natural de trilhas, matas rios e quedas d’água faz parte do Parque Nacional do Iguaçu, que faz fronteira com a Argentina pela cidade de Puerto Iguazú. O parque é uma reserva de preservação ambiental com uma ótima infraestrutura turística. Os turistas são recebidos com os passeios guiados pelas trilhas que dão acesso às cataratas. Há trajetos para cadeirantes e também com ônibus, para os que não gostam ou não podem andar muito. O Parque ainda conta com restaurante, hotel e lojas de lembranças.

foto-parque-nacional-iguacu-em-foz-do-iguacu-parana-brasil-foto-7068

Para conhecer as cataratas você pode optar por visitar pelo lado do Brasil, ou pelo lado da Argentina. Por serem passeios diferentes, você vai precisar pagar dois ingressos, mas nós recomendamos que você faça isso, já que cada lado vai te dar uma perspectiva diferente das quedas. Consequentemente as experiências também serão distintas.

foto-parque-nacional-iguazu-argentina-foto-8006

Vale lembrar que é necessário portar os documentos pessoais se você for fazer o passeio pelo lado argentino, já que vai precisar passar pelos postos de imigração da Receita Federal. Por ser parte da América do Sul e, consequentemente, do Mercosul, não é pedido passaporte nem visto para entrar na Argentina. Apenas com a sua Carteira de Identidade você passa pela fronteira sem problema. Contudo, atenção! O documento precisa estar em boas condições de conservação, não pode ter mais de 10 anos de emissão e também não pode ser substituído por Carteira de Motorista, de Trabalho ou quaisquer outros documentos.

Se você optar por fazer o passeio somente pelo lado do Brasil, ele vai durar, no mínimo, quatro horas. Os turistas são deslocados do Centro de Visitantes do Parque Nacional do Iguaçu até o começo da trilha de ônibus. A trilha, porém, é feita a pé no meio da mata. Os turistas podem parar no meio do caminho para apreciar as cataratas que aparecem em pontos de observação diversas vezes durante o trajeto. Ao fim dela está a passarela de observação da Garganta do Diabo, que é a maior queda das Cataratas do Rio Iguaçu, com mais de 70 metros de altura.

foto-parque-nacional-iguacu-em-foz-do-iguacu-parana-brasil-foto-8340

O passeio é finalizado na Praça de Alimentação do parque, onde é o local de embarque do ônibus para voltar ao Centro de Visitantes. É sempre importante lembrar que o Parque Nacional do Iguaçu é local de preservação ambiental. Entre as normas do local está a proibição da alimentação dos animais típicos da região e a interação direta com eles. Apenas observe os bichinhos enquanto você aprecia a paisagem para não ter problemas durante o seu passeio.

foto-parque-nacional-iguacu-em-foz-do-iguacu-parana-brasil-foto-6631

Por ser um passeio longo e molhado (pois em época de grande volume as águas espirram longe!), também é recomendável o uso de roupas apropriadas para caminhadas em trilhas e que possam ser molhadas, ou levar uma capa de chuva!

Para saber mais sobre ingressos e outras informações adicionais, acesse o site oficial das Cataratas.

Macuco Safári

Para quem quer mais emoção nas Cataratas, há opções de chegar bem pertinho de barco!

O Macuco Safari é a atração mais procurada pelos visitantes que buscam adrenalina em Foz do Iguaçu. O passeio é realizado em barcos infláveis passando bem rente às quedas d’água do cânion do Iguaçu. Além das manobras radicais em baixo das quedas Três Mosqueteiros, os turistas aproveitam um belo banho da cachoeira, diretamente nas cataratas do Iguaçu, e chegam o mais próximo possível da Garganta do Diabo, a queda mais conhecida e assustadora!

foto-parque-nacional-iguacu-em-foz-do-iguacu-parana-brasil-foto-7216

Informações sobre pacotes, passeios e ingressos você pode encontrar no site oficial do Macuco Safari. Dependendo da época da sua viagem, não é indicado partir para Foz do Iguaçu sem esse contato, pois os passeios esgotam rápido. Na alta temporada (dezembro a março e julho) contate a agência antes para não ficar sem seu passeio.

Passeio de Helicóptero

Para quem quer ter uma visão panorâmica e do alto das Cataratas, pode fazer um incrível passeio de helicóptero. Há duas opções de tour: uma onde o voo dura, em média, 10 minutos sobre o Parque Nacional e as Cataratas; e a outra com voo de 35 minutos passando também por Itaipu e pelo Marco das Três Fronteiras.

foto-passeio-de-helicoptero-em-foz-do-iguacu-parana-brasil-foto-7470

O passeio é ofertado por empresas locais e ocorre diariamente das 9h às 17h30min e pode ser contratado na hora.

Marco das Três Fronteiras

Como já foi dito no início do texto, Foz do Iguaçu é o local em que o Brasil faz fronteira com o Paraguai e a Argentina simultaneamente. O ponto que representa essa fronteira é o Marco das Três Fronteiras, simbolizado por um obelisco. O local é aberto à visitação e considerado um dos principais pontos de fotos.

marcofronteiras

O Marco, além da fronteira, representa também o encontro dos rios Iguaçu e Paraná. Ele foi inaugurado em 1903 com a instalação de três monumentos. Cada cidade da fronteira (Foz do Iguaçu, Puerto Iguazu e Ciudad Del Leste) possui um obelisco com a cor da bandeira dos respectivos países.

Além da simbologia e de estar em um local onde é possível ver e visitar três países ao mesmo tempo, conhecer o Marco das Três Fronteiras é também conhecer a história da região. O anfiteatro Espaço das Américas é outra atração localizada próxima ao Marco. O local, que já foi palco de vários eventos culturais de Foz, agora é usado turisticamente já que de dentro dele é possível admirar o encontro dos rios Paraná e Iguaçu enquanto o sol se põe.

Em 2015, o Marco das Três Fronteiras passou por uma reformulação total para atender melhor os visitantes. Revitalizado, o local passou a se chamar Complexo Turístico Marco das Américas.

Sabe aquela história que você já ouviu sobre não ser possível estar em mais de um lugar ao mesmo tempo? Aqui dá para experimentar exatamente o contrário! Tirar uma foto exatamente na divisa é uma diversão constante dos turistas que passam pelo Marco das Três Fronteiras. Você, claro, não pode voltar para casa sem a sua.

Parque das Aves

Considerado um dos maiores parques do gênero da América Latina, o Parque das Aves de Foz do Iguaçu abriga diversas espécies de aves de todo o mundo e os turistas podem conhecê-las melhor, além de entrar em contato com a natureza.

foto-aves-parque-das-aves-em-foz-do-iguacu-parana-brasil-foto-7303

O parque fica dentro do complexo turístico de Foz e é bem perto do Parque Nacional do Iguaçu, onde as Cataratas estão. Durante os passeios no Parque das Aves, os visitantes podem caminhar dentro de viveiros de pássaros e podem aprender com guias capacitados, um pouco sobre cada espécie ali presente. Além de oferecer tudo isso, a administração do parque desenvolve projetos de conservação de espécies de aves em extinção.

aves-parque-das-aves-em-foz-do-iguacu-parana-brasil-foto-7296

O Parque das Aves, assim como o Parque Nacional do Iguaçu é um local de preservação ambiental. Por isso, os visitantes devem respeitar as normas. Não é permitido tocar nos animais, mesmo o passeio sendo dentro dos viveiros.

fotografia-araras-parque-das-aves-em-foz-do-iguacu-parana-brasil-foto-7377

A caminhada pode durar até duas horas, logo, é importante estar com roupas confortáveis e apropriadas.

Para saber mais, veja o site oficial do Parque das Aves.

Você está conferindo o Guia Completo de Foz do Iguaçu. Se está gostando das dicas, compartilhe no seu Facebook, ou tuíte, e convide os amigos!

Compartilhe no FacebookCompartilhe no Twitter

Usina Hidrelétrica de Itaipu

A Usina Hidrelétrica de Itaipu é onde a maior parte da energia elétrica do Brasil é produzida. Ela é operada pela Itaipu Binacional, uma empresa brasileira e paraguaia. Líder em produção de energia renovável e limpa do mundo, a usina já produziu mais de 2,3 bilhões de MWh desde que começou a operar, no ano de 1984.

foto-usina-de-itaipu-em-foz-do-iguacu-parana-brasil-foto-8200

As barragens da usina hidrelétrica foram construídas no Rio Paraná, bem na divisa entre os países que a administram. A obra é monumental, sendo considerada a maior usina hidrelétrica em produção do Brasil e a segunda maior em tamanho.

A grandiosa Usina de Itaipu é aberta à visitação e também se constitui em uma das principais atrações turísticas de Foz do Iguaçu. O passeio é especial, principalmente, por nos fazer sentir muito pequenos frente a uma obra impressionante.

foto-usina-de-itaipu-em-foz-do-iguacu-parana-brasil-foto-8092

Com uma estrutura impecável para receber turistas, a visitação oferece ensinamentos detalhados sobre o funcionamento da usina nas áreas da engenharia, tecnologia e da natureza. Assim como o passeio nas Cataratas, a caminhada pela Usina começa no Centro de Visitantes. Ainda lá, a história da construção das barragens e a trajetória do trabalho na Itaipu são contadas para contextualizar os visitantes.

Depois disso, os turistas vão de ônibus para os dois mirantes de observação da hidrelétrica. Lá, é possível ver dois pontos de vista das barragens, que depois são visitadas de perto através da passarela, onde é possível também ver o Lago de Itaipu, que é utilizado como complexo de lazer pelos moradores, sendo ponto de vários esportes náuticos.

foto-usina-de-itaipu-em-foz-do-iguacu-parana-brasil-foto-8102

Todo o passeio pela hidrelétrica dura em torno de duas horas e por ser uma usina ativa, é necessário respeitar todas as normas de segurança que são apresentadas ao início do passeio.

Para saber mais sobre ingressos e atrações, veja o site oficial do Turismo em Itaipu.

Ecomuseu

A história da Usina de Itaipu também é contada em uma exposição fixa do Ecomuseu de Foz do Iguaçu, que vale muito a pena ser visitado por aqueles que gostam de educação e história.

O museu é divido por blocos que contam um pouco sobre a história da cidade e do povo de Foz do Iguaçu, além das ricas reservas naturais da região. O espaço é repleto de maquetes interativas, objetos históricos, painéis, fotografias e quadros que contam tudo isso e mais um pouco.

De fato, o Ecomuseu é o único museu de Foz do Iguaçu e foi reformado há pouco tempo, o que faz com que sua estrutura seja moderna e bem estruturada para receber a demanda de visitações. O espaço também recebe exposições temporárias e disponibiliza uma área externa para descanso dos turistas.

Assim como a maioria das atrações turísticas de Foz do Iguaçu, o Ecomuseu fica perto do Centro de Visitantes da Itaipu e oferece guias para os turistas que desejam informações mais precisas sobre as obras expostas no local.

Museu de Cera

Os museus de cera viraram os queridinhos dos turistas pelo mundo todo e temos um aqui em Foz do Iguaçu. O Museu de Cera Dreamland, conhecido por outras exposições, como em Gramado, também está na cidade paranaense e oferece aos visitantes 16 cenários com dezenas de estátuas de ceras de personalidades da política, do cinema, da televisão, da música, do esporte e da história.

michael-jackson-museu-cera-gramado-rs

Alguns dos personagens e personalidade que você pode ver no museu ao mergulhar no mundo da fantasia são:

  • Michael Jackson
  • Ayrton Senna
  • Albert Einstein
  • Papa Francisco
  • Marilyn Monroe

O passeio por todos os cenários do museu dura cerca de uma hora e as fotografias são liberadas! Veja sobre ingressos no site da atração.

Vale dos Dinossauros

No Vale dos Dinossauros de Foz do Iguaçu você pode passear em meio a 20 dinossauros que se mexem e emitem sons! É um passeio que, além de divertido – principalmente para as crianças – é educativo. Diversas espécies de dinossauros que viveram antes de nós no Planeta Terra são retratas em cópias fieis, com todas as características desses gigantes. A principal atração do local é o Tiranossauro Rex, que tem mais de 12 metros de altura!

O Vale dos Dinossauros faz parte do Iguaçu Park Show, que é um complexo turístico construído recentemente na cidade e que promete muita diversão para toda família!

O passeio dura um pouco menos de uma hora e é feito através de uma trilha ao ar livre rodeada pelos dinossauros robóticos. O local também é acessível para as pessoas cadeirantes e com dificuldades de locomoção.

Templo Budista

A Rua Doutor Josivalter Vila Nova, onde fica o Templo Budista de Foz do Iguaçu, já é privilegiada por si só. Ela fica em uma região mais alta da cidade e de lá é possível ver o centro de Foz e da vizinha Ciudad Del Este, no Paraguai. Para melhorar a região, o Templo é aberto à visitação e os turistas podem ter um contato maior com a filosofia budista, com a reflexão e com o descanso durante a viagem.

assinatura-Crayonstock

Mais de 120 estátuas estão dispostas nos jardins do Templo Budista, cada uma tem um significado especial que é explicado aos visitantes. A principal estátua é a de Buda, que possui sete metros de altura.

Além das estátuas e dos jardins incrivelmente cuidados, os visitantes do templo podem contemplar a arquitetura oriental do local e reservar um tempo para a meditação em um lugar que preza pelo silêncio e pela reflexão interior. Justamente por isso é preciso respeitar o local sagrado e não incomodar as outras pessoas presentes.

Mesquita Muçulmana

Foz do Iguaçu abriga uma concentração grande da população muçulmana do Brasil e visitar a cidade pode ser uma grande oportunidade para conhecer esta cultura e sua religião. Uma das maneiras de se fazer isso é visitando a mesquita muçulmana sunita Omar Ibn Al-Khattab, que oferece visitas guiadas. As visitas só são proibidas em horários de oração, que é feita cinco vezes ao dia – conforme a tradição. Para chamar os fiéis para a oração, os membros da mesquita emitem o sinal com a própria voz, que pode ser ouvida nas redondezas.

Os costumes dessa religião são muito diferentes das religiões predominantes no Brasil, por isso, é importante conhecer alguns deles antes de visitar a mesquita. Antes das visitas guiadas, por exemplo, todos devem tirar os sapatos e as mulheres devem cobrir os cabelos com um véu oferecido na entrada do templo.

Parque Zoológico Bosque Guarani

Bem no centro de Foz do Iguaçu você pode visitar o Parque Zoológico Bosque Guarani, que além das várias espécies de animais nativos, possui uma extensa área verde para os turistas ficarem em contato com a natureza.

tigre-gramadozoo-gramado-rs

O zoológico é considerado o terceiro maior do Paraná e abriga centenas de animais, entre 49 espécies de aves, 3 espécies de répteis e 5 espécies de mamíferos que ficam em recintos que podem ser vistos em uma agradável caminhada pelas trilhas do local. Ainda um playground, uma lanchonete e um anfiteatro, e o acesso é fácil: o zoo fica na Rua Tarobá, 875, no centro.

Feira da JK

A conhecida “Feirinha da JK” está fora dos roteiros turísticos de Foz do Iguaçu, mas é muito apreciada, principalmente, pelos visitantes que querem conhecer um pouco do cotidiano da cidade que visita.

Todos os domingos, das 8h às 12h, artesãos e produtores rurais expõem e vendem produtos locais na feira, que é armada no início da Avenida JK. São aproximadamente 40 barracas que vendem objetos de decoração, artesanato, carnes, hortifruti, queijos e embutidos, além dos tradicionais pastéis.

Manifestações e apresentações culturais e populares também são muito comuns na feirinha da JK, que é um dos principais pontos de encontro dos moradores de Foz.

Que tal passar na feirinha da JK para comer um pastel e tomar um café antes de começar o roteiro turístico? De dar água na boca!

Parque Aquático Lago de Itaipu

O Parque Aquático Lago de Itaipu não fica em Foz do Iguaçu, mas vale dar uma esticada até Itaipulândia, cidade vizinha que fica a 70 km de distância, para conferir essa atração refrescante. Se você ainda não sabe, a região de Foz do Iguaçu é muito quente no verão e os parques aquáticos da região podem ser uma alternativa.

O Parque possui atrações para toda família e abriga piscinas termais, uma piscina de onda, hidromassagens, área aquática infantil, montanha russa aquática e um brinquedo de queda livre de 30 metros de altura! Além disso, oferece ótima infraestrutura com restaurante climatizado e vista panorâmica.

Para saber mais, acesse o site do parque.

Parque Aquático Acquamania

O Parque Aquático Acquamania é outra opção de lazer. Ele fica na Avenida das Cataratas, em Foz do Iguaçu mesmo. O parque é tradicional na região (existe desde 1995) e disponibiliza toboáguas e várias piscinas, além de tirolesa, atividades de verão, restaurantes e áreas de descanso.

Para saber mais sobre dias e horários de funcionamento e também valores, acesse o site do parque.

Vida noturna em Foz do Iguaçu

A vida noturna de Foz do Iguaçu costuma ser muito agitada, principalmente pelos turistas que passam o dia todo conhecendo as maravilhas naturais da cidade e querem aproveitar o lado mais urbano do município.

As opções vão de barzinhos, pubs, passando pelas baladas e até pelos shows típicos latinos. Você pode ouvir músicas sertanejas, MPB, rock e muitos outros estilos. A maior concentração de estabelecimentos que abrem para o ânimo noturno dos moradores e visitantes de Foz está no centro da cidade.

]Experimentar a vida noturna de Foz do Iguaçu é interessante. Você não entra em contato apenas com os iguaçuenses, como também com turistas de todo o Brasil e o mundo e isso acontece em qualquer época do ano.

Fazer compras no Paraguai

Ir até a Ciudad Del Este, município paraguaio fronteiriço ao Brasil, é praticamente obrigatório quando você visita Foz do Iguaçu, já que é considerada a ‘capital das compras baratas’. Quem não conhece alguém que já fez compras no Paraguai?

Apesar de o momento áureo do comércio paraguaio ter acabado na década de 1990, muitos brasileiros ainda têm a Ciudad Del Este como opção para comprar eletrônicos, brinquedos e bebidas, principalmente. O município tem centenas de lojas com uma enorme diversidade de produtos. Como os preços dos produtos no Paraguai são tabelados de acordo com o dólar, vale a pena pesquisar a cotação da moeda norte americana antes de partir viagem exclusivamente para isso. Se o dólar estiver muito caro, pode não compensar se deslocar até a fronteira só pelas compras. Mas, se você já estiver visitando Foz, por que não atravessar a Ponte da Amizade? Aliás, essa também merece uma parada para foto!

foto-paraguai-fronteira-com-foz-do-iguaçu-brasil-8272

É pela Ponte da Amizade que o acesso à Ciudad Del Este é feito. A ponte passa por cima do Rio Paraná e possui apenas 550 metros, que a permite ser cruzada de carro, moto, a pé, transporte público, ou transporte turístico – Foz do Iguaçu oferece vários traslados turísticos por dia ao Paraguai. Estima-se que mais de 40 mil pessoas passam pela ponte por dia atualmente.

Se você é do tipo de turista que deseja sentir como é o cotidiano dos moradores da região em que está visitando, recomendamos a travessia da ponte a pé e por transporte público. Se você preza pela tranquilidade e facilidade, opte pelos transportes turísticos.

Depois de atravessar a ponte não será difícil encontrar as lojas, já que a maioria está concentrada ali perto, logo depois da Aduana paraguaia. Aliás, você vai precisar passar pela Aduana, então certifique-se de que está portando documentos pessoais com foto. Caso contrário, sua passagem para o outro país não será liberada.

Nas Aduanas, tanto do Brasil quanto do Paraguai, você pode passar por fiscalizações de saída e entrada. Seus produtos também serão fiscalizados, por isso é muito importante que você se informe do limite máximo que pode entrar no Brasil sem pagar as taxas ou que regularize todas as suas compras para que a travessia seja feito sem dores de cabeça.

Regularização das compras

A regularização das compras feitas no Paraguai é realizada na Aduana Brasileira na volta para o país, depois da Ponte da Amizade. A regularização consiste no registro e no pagamento dos impostos dos produtos que ultrapassem o limite de compras pessoais vigentes (hoje, 2016, é de U$S 500) através da Receita Federal. Para fazer esse processo, não esqueça de pedir notas ficais de todas as compras que fizer no Paraguai. Os comerciantes paraguaios já estão cientes disso, mas eles podem não oferecer – é sempre bom lembrá-los.

Se você irá realizar as compras no país vizinha, é importante se informar sobre cada detalhe antes de cruzar a fronteira!

Como é o comércio no Paraguai

Apesar de serem calculados pela cotação da moeda do Paraguai, que é o Guarani, a maioria dos estabelecimentos comerciais de Ciudad Del Este aceita o Dólar e o Real como pagamento.

Muitas lojas também possuem sites com informações sobre os preços de seus produtos e contatos diretos como telefone, e-mail e chats. É interessante que você faça uma pesquisa antes de ir e entrar em qualquer loja – nós avisamos de antemão: são muitas lojas!

Se você está em Foz com uma equipe de turismo, se informe com um guia, ou com alguém do hotel em que está hospedado sobre formas de aproveitar melhor a ida ao Paraguai para compras. Peça também indicações de lojas confiáveis e seguras.

Devido ao alto fluxo de pessoas em busca de produtos mais baratos, Ciudad Del Este pode ser perigosa quando está muito cheia. Principalmente nos anos 90 – auge das compras no Paraguai – havia muitos depoimentos de comerciantes que se aproveitavam dos turistas, que acabam tendo experiências muito negativas no país vizinho. Sendo assim, vamos dar algumas dicas de como fazer uma visita segura a Ciudad Del Este e de como aproveitar melhor a experiência da compra:

  • Se você não conhece a região, procure ir acompanhado para vocês explorarem a cidade juntos.
  • Compre em lojas de confiança, conhecidas, ou que foram indicadas por alguma pessoa que você conhece, ou guia turístico.
  • Faça uma pesquisa de preço antes. Dependendo da cotação do dólar, pode não valer a pena comprar em outro país.
  • Ciudad Del Este costuma ser muito cheia. Como em toda cidade movimentada, tome cuidado com seus pertences. Leve apenas o necessário e guarde bem a carteira e a bolsa.
  • Sempre volte ao Brasil com os produtos regularizados ou dentro da cota permitida.

O que fazer na Argentina

Foz do Iguaçu também faz fronteira com a Argentina e você pode visitar mais este país na sua viagem até lá! A cidade que liga o Brasil com a Argentina é Puerto Igazu, que também oferece algumas atrações aos turistas brasileiros.

Vale lembrar que assim como Ciudad Del Este, Puerto Iguazu é outro país e você vai precisar passar pela Aduana para entrar lá, portanto, esteja com seus documentos pessoais em mãos para sua entrada ao outro país ser liberada.

Dito isso, confira o que você pode visitar na cidade dos hermanos:

La Aripuca

La Aripuca é conhecida como um “empreendimento agro-eco-turístico familiar”, construído com a finalidade de criar consciência sobre os recursos naturais que temos e sua importância; incentivar ações para preservar e promover o cuidado do meio ambiente e difundir a cultura; crença e tradições da região. Em suma, o espaço visa educar os visitantes sobre a relação de convivência entre a natureza e o homem.

A estrutura principal do complexo turístico foi levantada com troncos de madeiras pertencentes a 30 espécies nativas que foram reaproveitadas – a administração da La Aripuca faz questão de ressaltar que nenhuma árvore foi cortada para a construção da estrutura.

O prédio principal possui 17 metros de altura e representa uma armadilha de caça de animais de tribos indígenas da região, a arapuca (que é de onde vem o nome do local).

O empreendimento possui mais quatro estruturas além do prédio principal, que são:

  • Termitas: restaurante com comidas típicas da região de Puerto Iguazu.
  • Yateí: loja de produtos artesanais feitos pela população local.
  • Cucurucho: estrutura construída de maneira similar a construções indígenas que abriga o bar do local.
  • Tacurú: também uma loja de produtos artesanais feitos pela população de Puerto Iguazu.

Os administradores da La Aripuca ainda promovem um serviço de proteção animal, que pode ser conhecido de perto durante a visita ao local. As visitas são guiadas e duram em torno de uma hora. As estruturas são construídas em meio à natureza, portanto o contato com a fauna e a flora de Puerto Igazu é muito forte.

La Aripuca também oferece alguns espaços de descanso para os visitantes sentarem e curtirem a natureza. Para mais informações, acesse o site do local.

La Feirinha

Também na cidade de Puerto Iguazu, você pode visitar “La Feirinha”, como é conhecido um centro comercial onde são vendidos produtos populares e locais. Você pode encontrar embutidos, pimentas, azeitonas, queijos e vários outros quitutes feitos por moradores de Puerto Iguazu.

Além de vender as delícias locais, La Feirinha é um dos principais pontos de encontros dos moradores, apesar da estrutura modesta e simples. Em volta do centro comercial há bares e restaurantes, onde as pessoas passam tardes e noites conversando. O melhor horário para visitar La Feirinha é a partir do fim da tarde, apesar de as barracas ficarem abertas o dia todo.

A maioria das bancas da La Feirinha aceita pagamentos em reais, por isso não se preocupe. Aproveite para levar para o Brasil as comidas típicas argentina. La Feirinha fica na Avenida Brasil de Puerto Iguazu.

Cassino Puerto Iguazu

Diferente do Brasil, existem cassinos na Argentina, sendo um local interessante para se conhecer o clima de jogos de cartas e das roletas. O Cassino de Puerto Iguazu fica na Ruta 12 km 1640 e tem boa infraestrutura e decoração típica dos ambientes de jogatina, o que deixa o lugar ainda mais glamuroso. Além de tudo o que um bom cassino pode te oferecer, o espaço também possui um resort para aqueles que desejam passar pelo menos uma noite na cidade do país vizinho.

Gastronomia

A comida argentina é conhecida por ser muito boa e farta e você pode aproveitar o máximo dela na cidade vizinha a Foz do Iguaçu. Aliás, dizem que o melhor da gastronomia de Foz do Iguaçu está em… Puerto Iguazu! Será? Só indo conferir!

Se você der uma esticada até Puerto Iguazu não deixe de procurar estabelecimentos gastronômicos renomados. Experimente o bife de chorizo, que é a especialidade dos argentinos. O bife de chorizo é um corte de carne feito só lá, conhecido por ter a consistência ideal e muita suculência. O chimichurri é outra especialidade do país e nada mais é do que um tempero de ervas, azeite e pimenta feito de uma maneira que só os argentinos sabem. Sabores imperdíveis.

Além disso, há espaços e restaurantes que oferecem shows de tango, uma atração a parte na noite em Foz do Iguaçu.

Onde se hospedar em Foz do Iguaçu?

Se você deseja ficar em um lugar bem localizado, perto de bares, restaurantes, farmácias e supermercados, você deve priorizar os hotéis e hostels do centro da cidade, onde está a maior concentração de hospedagens. Além da variedade de estabelecimentos, as opções de transportes, tanto públicos, quanto turísticos, são melhores na área central. Ficar no centro também facilita a visita aos principais pontos turísticos, como as Cataratas e às cidades dos países vizinhos (Ciudad Del Este e Puerto Iguazu).

O Parque Nacional do Iguaçu também possui um hotel dentro do complexo turístico, que tem uma vista direto para as cataratas, e é opção para quem quer curtir o Parque na sua totalidade e com muito conforto. Outra alternativa são os hotéis e resorts de luxo, que ficam próximo à Avenida das Cataratas. Eles possuem uma estrutura excelente, mas não são indicados se você não estiver de carro, pois ficam distantes dos pontos de interesse.

Há a opção também de se hospedar é em Puerto Iguazu, na Argentina. A cidade vizinha de Foz tem opções variadas de hospedagem, pois aproveita o fluxo de turistas brasileiros. Pode ser uma boa ideia principalmente para os turistas que desejam explorar lugares com costumes e gostos diferentes dos nossos.

Os hotéis em Foz e em Puerto Iguazu são muito disputados, por isto, é recomendável que quem tem interesse em visitar a região reserve sua hospedagem com antecedência, principalmente se a data da viagem for próxima de um feriado, ou for em período de férias (dezembro a fevereiro e julho).

Qual a melhor época para ir a Foz do Iguaçu?

A principal atração de Foz do Iguaçu são as Cataratas e, por isso, para saber quando visitar a cidade, é preciso saber como estará esta atração: com muito volume, ou quedas mais suaves e definidas.

Para ver as cataratas em potencial máximo vá durante o verão, quando o volume d’água aumenta pelas chuvas frequentes. A estação quente é também quando as comportas da Usina Hidrelétrica de Itaipu ficam abertas. Já para ver as cataratas mais definidas e com quedas sem tanto volume, prefira o inverno, quando há menos chuvas na região. Entretanto, isto pode variar bastante e, independente, da data que você escolher, saiba que as Cataratas do Iguaçu são incríveis!

foto-parque-nacional-iguazu-argentina-foto-7998

Se você pensa em fugir da chuva para não se molhar nos passeios, esqueça. Se a visita as cataratas estiver no seu roteiro, você vai se molhar de qualquer jeito. A força das quedas é tanta que chega a molhar os turistas nas passarelas. Você pode amenizar a umidade com capas de chuvas, mas se você for fazer os passeios de barco oferecidos pelo Parque Nacional do Iguaçu, elas não vão resolver o seu problema – mas isso faz parte da viagem. Se divirta e não se preocupe!

Foz do Iguaçu também não é uma cidade muito fria – a temperatura média no inverno é de 18ºC – e, como dissemos, quase não chove na estação mais fria do ano. No verão, porém, apesar da temperatura média ser de 26ºC, não é difícil a cidade alcançar picos de mais de 40ºC. Se você prefere fugir do calor escaldante, recomendamos que visite a cidade em outra época.

Dicas de sobrevivência

Lugares que recebem muitos turistas e sempre têm uma alta concentração de pessoas necessitam de algumas “dicas de sobrevivência”, principalmente para os visitantes de primeira viagem.

  • Já foi citado anteriormente, mas vale ressaltar: é muito difícil você ir a Foz e não querer dar um pulo no Paraguai, ou na Argentina. Por ter de passar pela fronteira de outro país, estar com documento pessoal, ou passaporte válido é imprescindível. A carteira de motorista, nesse caso, não é um documento válido.
  • Se você recebeu indicação de um restaurante, ou bar de um estranho na rua, desconfie. Muitas dessas pessoas são contratadas para indicar lugares aos turistas. Procure pegar recomendações de pessoas conhecidas e de confiança.
  • A maioria dos estabelecimentos e passeios feitos no Paraguai e na Argentina aceita o Real como moeda, mas há exceções. Procure comprar alguns guaranis e pesos argentinos antes de cruzar a fronteira para não passar apuros.
  • Para troca de moedas sempre vá a câmbios indicados por alguém conhecido ou pelo hotel. Não aceite câmbio de pessoas nas ruas. A cotação pode ser bem ruim ou as moedas entregues não serem verdadeiras.
  • Leve roupas e sapatos confortáveis, pois você andará muito pelos parques e também pela cidade.

No mais, Foz do Iguaçu é perfeita para ficar em contato com a natureza, caminhar, conhecer pessoas novas e de culturas diferentes, meditar, descansar, festejar! Quem diria que uma cidade do interior poderia fazer tanto, não é mesmo? Ficou com vontade de conhecer? É só preparar as malas e embarcar!

Ficou faltando algum ponto turístico no roteiro? Deixe seu comentário!

Por Guia Viagens Brasil Texto: Fotos:  10 de fevereiro de 2016

Receba dicas de viagem


Insira seu email para receber artigos exclusivos e dicas de passeios imperdíveis!





Gostou? Divulgue este artigo para seus amigos!

Deixe o seu comentário

DICAS RECENTES DO BLOG

GUIAS DE VIAGENS GRÁTIS - BAIXE AGORA O SEU!

Loja
Encontre os melhores ebooks de dicas de viagem pelo Brasil

Procurando dicas de viagens pelo Brasil?
Cadastre seu email e receba dicas exclusivas:

Editorial - Contato - Anuncie Grátis - Área de Anunciantes - Seja um colaborador

© Copyright 2013 - 2017 - Guia Viagens Brasil - Mapa do Site