Guia Completo de FLORIANÓPOLIS

Publicidade

Translator / Tradutor

Quem sempre achou que no Sul do Brasil só fazia frio, precisa conhecer também o lindo litoral dessa região. Florianópolis é a capital de Santa Catarina e reserva belas praias, além de uma diversidade incrível de lazer e turismo para os viajantes. Até mesmo quem não é tão fã de praia se apaixona pela linda Floripa.

guarda-sol-pantano-do-sul-florianopolis-sc

Com elementos históricos fortes, principalmente de Açores e Portugal, os museus e o centrinho histórico da cidade são muito visitados, principalmente pelos amantes da história colonial do Brasil. Quanto às praias, não tem nem o que dizer: são 42 oficiais, mas acredita-se que há mais de cem. Mar bravo, mar calmo; ondas altas, ondas pequenas; areia fofa, ou grossa; agito e tranquilidade: tem opção para todo mundo.

E quem pensa que Florianópolis vive só de praia, está enganado. A cidade tem todas as características de uma grande capital. Várias lojas, restaurantes, bares, baladas e shoppings estão espalhados na parte continental e na porção da ilha. Tudo isso misturado a casebres coloniais, de pescadores locais, casarões dignos de filmes de Hollywood e, claro, muita costa. Ficou curioso? Então que tal programar as suas próximas férias para Florianópolis? Preparamos um super guia para você!

Principais características de Florianópolis

No sudoeste da ilha de Florianópolis, as características açorianas são muito presentes. A arquitetura da época colonial do Brasil pode ser vista em praticamente todas as casas e construções. O bairro de Ribeirão da Ilha, que fica nessa região, possui um corredor gastronômico que deve ser visitado pelos amantes de frutos do mar, principalmente dos mariscos e das ostras, produzidos no local.

ostras-praia-ribeira-da-ilha-florianopolis-sc

Já no Sudeste, o que marca a região são as trilhas em meio à Mata Atlântica e trilhas as que cortam as praias com as melhores ondas para os surfistas. O principal manancial de água doce também fica nessa região, o Parque da Lagoa do Peri.

familia-lagoa-peri-florianopolis-sc

Mas, a queridinha do Sudeste de Florianópolis é a Ilha do Campeche, que com as águas cristalinas é muito buscada para o mergulho em meio aos peixes. Na Ilha do Campeche você também pode encontrar várias trilhas em meio à Mata Atlântica nativa.

praia-do-campeche-florianopolis-sc

A maior concentração de turistas, no entanto, fica na região norte e central da ilha de Florianópolis. Em alta temporada, estima-se que mais de um milhão de pessoas visitam a área. Isso se deve à ótima infraestrutura em relação às atrações turísticas, gastronômicas e comerciais. A prestação de serviços no norte também é muito variada. Lá, você pode fazer passeios de barco, escuna, banana boat, caiaque, trilhas, mergulhos, além de se aventurar nas dunas – principalmente de Joaquina.

moca-dunas-joaquina-florianopolis

O Norte da ilha também é conhecido pelas águas mornas e calmas das praias de Canasvieiras, Jurerê Tradicional, Jurerê Internacional, Ponta das Canas, Cachoeira do Bom Jesus e Daniela. Aliás, se você busca muito agito e baladas, Jurerê Internacional – com todo o seu luxo – é para você.

badalada-praia-jurere-florianopolis-sc

Ainda no Norte, a Praia Brava e a Praia do Santinho são extremamente visadas pelos surfistas. As ondas são fortes e altas. Os restaurantes típicos da região ficam nas praias Cacupé, Sambaqui e Praia do Forte.

prancha-praia-do-santinho-florianopolis-sc

Lagoa da Conceição

A Lagoa da Conceição é um dos cartões-postais da cidade e, em termos culturais e histórico é muito importante. Na sua região preserva construções com arquitetura da época colonial do Brasil e, por isso, é considerada um dos pontos mais tradicionais da cidade. Localizada bem ao centro da ilha, a Lagoa da Conceição oferece lazer na água, montanhas no entorno, dunas, vida noturna agitada, além de ser a maior laguna do estado de Santa Catarina.

lagoa-da-conceicao-florianopolis-sc

Por ter muita diversidade natural e histórica, a região é um dos pontos turísticos mais procurados pelos visitantes de Florianópolis. Devido ao alto fluxo de turistas, o comércio do lazer se adaptou e vários passeios e atividades estão disponíveis na Lagoa. Lá, você pode praticar esportes náuticos, andar de pedalinho, fazer stand up paddle, passear de escuna, caiaque, barcos e muito mais, além dos espaços para caminhadas para apreciar a natureza rica da região.

esportes-lagoa-da-conceicao-florianopolis-sc

A região próxima à Lagoa da Conceição, que também é conhecida como Centrinho, também é rica em atividades culturais, como música, arte e gastronomia. É lá que as rendeiras produzem as peças tradicionais feitas com o bilro, um rendado belíssimo que você pode comprar nas casinhas de artesanato espalhadas pelo centrinho.

rendas-lagoa-conceicao-florianopolis

A água da Lagoa é morna e calma. Por não ser fundo, nem ter ondas, as praias são muito indicadas para as famílias com crianças.

crianca-lagoa-conceicao-florianopolis

Se você estiver em busca de festa, esse também é o lugar! A vida noturna do Centrinho é uma das preferidas de Florianópolis, com muitos bares e restaurantes.

Praias de Florianópolis

As opções urbanas de lazer em Florianópolis são inúmeras e o mesmo acontece com as praias. Se você é surfista, gosta de agito, bagunça, sossego; se você quer levar as crianças para brincar, ou só apreciar o som do mar, estará contemplado com a democracia do litoral catarinense.

Estima-se que a capital do estado possua 42 praias, mas o número pode ser bem maior. Alguns moradores defendem que há mais de 100 praias na cidade. A quantidade exata é difícil de ser fixada, pois sempre se descobre aquele cantinho no meio do nada e isso é outro sinal de que opções de areia e mar não faltam em Florianópolis.

No Sul da ilha estão as praias mais limpas, com as águas mais transparentes e com menos visitantes. Lá o contato com a natureza também é maior, pois é onde está concentrada a maior parte de Mata Atlântica nativa da capital.

As praias do sul em destaque são: Praia da Armação, Praia Matadeiro, Praia do Campeche, Praia Ribeirão da Ilha, Praia do Morro das Pedras, Praia dos Açores, Praia Pântano do Sul, Praia da Solidão, Praia Naufragados e Praia Lagoinha do Leste.

mar-lindo-praia-lagoinha-do-leste-florianopolis-sc

As praias do Norte são para quem gosta de mais agito, de estar entre jovens, festas, músicas e bebidas. Algumas das praias mais conhecidas do Brasil estão nessa região de Florianópolis, que também abriga um dos lugares mais desejados pelos surfistas.

As praias do litoral norte em destaque são: Praia de Canasvieiras, Praia Brava, Praia dos Ingleses, Praia da Cachoeira do Bom Jesus, Praia de Cacupé, Praia do Jurerê, Ponta das Canas, Praia do Santinho, Praia da Daniela, Praia do Forte, Praia Santo Antônio de Lisboa, Praia da Lagoinha e Praia do Sambaqui.

praia-lagoinha-florianopolis-sc-9215

E não acabou! Ainda há o litoral leste, com as praias movimentadas para os surfistas e esportistas náuticos. As Praias Joaquina (carinhosamente conhecida como Joaca) e Mole são, sem dúvida, as mais famosas e também recebem campeonatos de surf internacionais! As ondas arrebentam ao longe, desta forma, os banhistas podem aproveitar sossegados as águas calmas da beira-mar.

pai-filho-pedra-praia-joaquina-florianopolis

As mais desertas e rústicas são as Praias do Gravatá, Moçambique, Praia da Galheta, Barra da Lagoa e Prainha da Barra da Lagoa.

praia-mocambique-florianopolis-sc

Vale lembrar que independente da região que você escolher para tomar um banho de mar, é preciso observar a presença das bandeiras vermelhas nas praias. Elas indicam os trechos que não são indicados para surf, ou mergulho. Para evitar qualquer acidente, respeite a sinalização!

Outra dica também é pesquisar um pouco os preços dos restaurantes e vendedores ambulantes. Por ser uma cidade grande e que recebe muitos turistas, alguns estabelecimentos praticam preços mais altos. Para não pagar mais do que o programado, pergunte em dois, ou três lugares e escolha o mais compatível com o seu bolso.

Dito isso, vamos conhecer um pouco mais as principais praias da Ilha da Magia, que não tem esse nome à toa:

Canasvieiras

Por ser uma das praias mais populares de Santa Catarina, Canasvieiras é também um dos lugares mais movimentados durante a alta temporada na cidade. Localizada ao Norte da ilha de Florianópolis, ela fica entre as praias de Jurerê e Cachoeira do Bom Jesus. O que faz dessa costa um cantinho tão popular, são as águas mansas do mar e a ótima infraestrutura de lazer.

Do fim do ano até o carnaval, você pode encontrar muitos turistas brasileiros, argentinos, paraguaios e uruguaios em Canasvieiras. Fato é que se comenta muito sobre a preferência desse mar lindo pelo povo da América do Sul. Se você está interessado em uma troca cultural pode ser bem interessante passar uns dias por aqui.

Já se você é de outro país, também não há o que se preocupar com a comunicação. Devido a grande presença de estrangeiros por aqui, a maioria dos estabelecimentos comerciais oferece serviços bilíngües e vendem jornais argentinos e paraguaios principalmente.

Você está conferindo o GUIA COMPLETO DE FLORIANÓPOLIS!. Se está gostando das dicas, compartilhe no seu Facebook, ou tuíte, e convide os amigos!

Compartilhe no FacebookCompartilhe no Twitter

Jurerê

A praia de Jurerê está dividia em dois bairros: Tradicional e Internacional. Há uma diferença muito grande entre as duas e vale a pena conhecer cada um desse cantinho.

A Jurerê Tradicional é o bairro com a maior concentração de casas de veraneios dos próprios moradores da cidade. Com construções mais antigas, o bairro carrega muito da cultura local de Santa Catarina e é lá e os catarinenses se concentram nas férias.

Essa praia também tem a água calma e é muito visada pelas famílias com crianças e idosos. Por ser um bairro mais residencial em algumas épocas do ano ele será mais tranquilo que em outros. Se você viaja em busca de sossego, por exemplo, deve evitar as épocas de férias, pois é quando todos vêm para cá aproveitar as suas residências de verão!

Com barzinhos e restaurantes ao ar livre, a vida noturna de Jurerê também é muito apreciada. No caso da Tradicional, os ambientes são mais familiares e aconchegantes.

Já a Jurerê Internacional tem esse nome, pois parece um bairro vindo dos subúrbios mais ricos dos Estados Unidos, daqueles que a gente só vê em cinema. Esse “refinamento” se deve ao investimento em urbanização aplicado na região, além da preocupação ambiental.

O planejamento praticamente perfeito do bairro deu a ele o título de “O lugar para se estar” do jornal The New York Times; o destino mais valorizado do litoral do Brasil pelo Guia Exame de Investimentos Pessoais; e ganhou como a ‘Praia do Ano de 2007′ pela revista Brazil Travel News.

Mansões cinematográficas e carros importados são vistos em todas as esquinas de Jurerê Internacional, que também é bem limpa e arborizada. A praia é destinada, principalmente, aos jovens de classe alta devido às festas e baladas de alto padrão. Se você escolher essa parte para passar alguns dias, é muito indicado ter um orçamento bem planejado e estruturado para gastar com as baladas, passeios e diversão.

A praia de Jurerê Internacional é bem extensa e o mar possui ondas calmas e pagas mornas.

Praia dos Ingleses

Junto com Canasvieiras, a Praia dos Ingleses é um dos locais mais visitados de Florianópolis durante a alta temporada. Assim como a praia citada anteriormente, o motivo disso é a infraestrutura do bairro, que possui restaurantes, bares, serviços de saúde e shopping.

caiaque-praia-dos-ingleses-florianopolis

O comércio também é muito presente na região e abastece as famílias que vão para a capital catarinense para ficar bastante tempo. A vida noturna da Praia dos Ingleses também é bem democrática. Tem opções para jovens, mais velhos, famílias e grupos de amigos.

Também tem mar para todos os gostos! Por ser uma praia bem extensa, você encontra mar calmo e ondas fortes na mesma praia. Ingleses, então, é ideal para as famílias, crianças e surfistas.

A Praia dos Ingleses e a Praia Brava são divididas pela Ponta da Feiticeira, que possui trilhas de acesso entre as duas costas em meio à mata para aqueles que gostam de aventura e natureza. Também há trilhas no Morro dos Ingleses, que é o ponto de divisa entre Ingleses e a Praia do Santinho.

Essa praia também é conhecida pela maior concentração de dunas de Florianópolis. Além de caminhar por elas para apreciar a natureza, é possível praticar algumas atividades como o sandboard (criado nas dunas de Florianópolis), esquibunda e passeios de bugue.

Praia Brava

A Praia Brava é rica em cultura. Sempre com um evento musical e artístico, o mar também tem águas praticamente transparentes e uma ótima infraestrutura. Como o nome já diz, o mar da Praia Brava tem ondas fortes e é ideal para os surfistas – crianças e idosos devem tomar cuidado aqui!

praia-brava-florianopolis-sc-9597

O público alvo dessa praia são os jovens, que vão ao local para apreciar o que a natureza tem de melhor, além dos estabelecimentos que oferecem shows e eventos culturais de frente ao mar.

Praia do Santinho

Outra praia conhecida pelas ondas fortes e repuxo intenso é a Praia do Santinho, que fica ao lado da Praia dos Ingleses. Por ser uma praia mais isolada, ela recebe poucos turistas. A maioria é surfistas que quer aproveitar as altas e fortes ondas de lá.

guarda-sol-praia-do-santinho-florianopolis-sc

A praia também é conhecida por ser o local de um hotel de luxo que atrai pessoas de todo o mundo, além de ter um dos principais acervos de arte rupestre do país, que datam de mais de 5 mil anos.

Praia da Joaquina

Também é uma praia queridinha dos surfistas. As ondas altas, fortes e geladas atraem esportistas do mundo todo. A Praia da Joaquina é ponto de encontro de jovens e surfistas, que periodicamente têm à disposição eventos musicais e esportivos na areia.

turistas-pedras-praia-joaquina-florianopolis-sc

As Dunas de Joaquina são conhecidas nacionalmente como as melhores do sul do Brasil e elas são responsáveis pelo turismo intenso do local. O sandboard, popularmente conhecido como surfe na areia, foi inventado aqui e até hoje é uma atividade praticada por muitos visitantes.

varias-pranchas-dunas-joaquina-florianopolis-sc

Praia da Daniela

O bairro onde está a Praia da Daniela é uma mistura social. Casarões e mansões de luxo dividem espaço com casebres tradicionais de pescadores locais. A Praia da Daniela é uma opção de praia tranquila no norte da ilha, já que recebe poucos turistas em comparação às vizinhas.

O mar é tranquilo e morno, muito apreciado por famílias que visitam a cidade com crianças e idosos. A infraestrutura comercial deixa um pouco a desejar em Daniela, mas isso não quer dizer que você não possa se divertir. Aproveite a calmaria para caminhar na areia, fazer as trilhas pelo manguezal, conhecer a vegetação nativa e até pescar! Se você quiser mais agito, as praias vizinhas estão bem próximas e com um fácil acesso tanto de carro, quanto transporte público.

Falando em natureza, a da Praia da Daniela é de impressionar. Ela se trata de uma ponta de areia e a vegetação vai até o mar, chegando a entrar dentro da água. Belo cenário para curtir um dia de sol!

Praia do Forte

Outra praia que se diferencia quando o assunto é o agito do norte da ilha é a Praia do Forte. Separada dos grandes pontos turísticos de Florianópolis, a Praia do Forte é um local tranquilo, com uma faixa de areia larga e com a água azul e praticamente transparente. Ele também é raso, você pode avançar dentro da água até cerca de 250 metros e ainda continua de pé.

A Praia do Forte também é ideal para os curiosos sobre a história do local: lá é possível visitar o Forte São José da Ponta Grossa. Foi, aliás, a construção da fortaleza que deu início a colonização dessa região da cidade.

Além de você poder ver elementos arquitetônicos e objetos do século XVIII dentro do Forte, ele te dá uma vista maravilhosa do mar da Praia do Forte. É água a perder de vista!

Nas proximidades da praia não há opções de hospedagem, mas há vários barzinhos e restaurantes na areia para os visitantes passarem o dia sem qualquer necessidade.

Lagoinha do Leste

Para começar a explorar as praias do sul da ilha de Florianópolis, vamos falar da Lagoinha do Leste. A praia está entre os vários morros do sul de Florianópolis e é um paraíso para os amantes da natureza. Lá, você pode encontrar cachoeiras, lagoas, praias, costões e Mata Atlântica nativa.

fotografo-praia-lagoinha-do-leste-florianopolis-sc

A Lagoinha do Leste só pode ser acessada por trilhas, ou por barco. O mais indicado são as trilhas. Além de você caminhar observando a natureza, pode conhecer mais da vegetação brasileiras que ainda permanece por lá. Não há estradas nem ruas de acesso à carro na região e, por isso, a praia se mantém bem conservada e com poucos visitantes, devido à dificuldade de acesso

Praia Açores

A Praia Açores também está na porção sul da ilha é a praia perfeita para os turistas que buscam sossego, tranquilidade e um local quase deserto. As águas do mar ali são frias e bem azuis, com ondas médias, mas fortes. Devido ao repuxo, que também é forte, o mar da Praia Açores pode ficar fundo do nada, deixando o local perigoso para nadar. Portanto, se você for a esse lugar, procure apenas caminhar pela areia e pela mata e apreciar, de longe, as águas clarinhas.

A larga faixa de areia é cercada pelos morros do Córrego dos Naufragados, do Trombudo, do Pântano e da Costa de Dentro. Nesses morros há diversas trilhas ecológicas em meio à Mata Atlântica que dão acesso a outras praias, ideal para aqueles que querem ter um contato maior com a natureza.

Ribeirão da Ilha

Ribeirão da Ilha é uma praia do sul, mas que possui algumas características das praias do norte de Florianópolis. O mar, por exemplo, é muito calmo, quase sem ondas e raso, o que não é encontrado na maioria das praias da região. Se você gosta de menos agito e tem crianças que querem nadar, esse é o lugar certo.

calma-praia-ribeira-da-ilha-florianopolis

Na orla do Ribeirão da Ilha há o “centrinho”, com direito à praça, igreja e casas nos moldes da arquitetura dos séculos 18 e 19 preservados, o que pode ser um prato cheio aos amantes de história.

Outro ponto interessante dessa região é que, além das construções, muitos traços culturais dos açorianos continuam muito presentes no cotidiano do Ribeirão da Ilha, fazendo com que a praia atraia muitos pesquisadores.

praia-ribeira-da-ilha-florianopolis-sc-1193

Outro atrativo do Ribeirão da Ilha é a forte gastronomia. O cultivo de moluscos dessa praia fortaleceu muito essa parte da economia da cidade nesse ponto, em especial. Lá você pode ir a diversos restaurantes tradicionais que têm como pratos principais os frutos do mar, muito bem feitos, por sinal: pratos frescos e cheios de comida.

A tradição também se vê nas barraquinhas de produtos artesanais. O produto principal dos artesãos de Florianópolis é a renda de bilro. Não deixe de comprar presentinhos lá!

Praia Naufragados

A Naufragados é a última praia da ilha, no extremo sul de Florianópolis. Ela é o paraíso para os amantes de história e mistérios, pois possui vários prédios antigos, da época colonial brasileira, em ruínas em seus arredores.

A praia fica um pouco isolada e só é possível acessá-la por barco, ou a pé nas trilhas, o que é uma vantagem, pois manteve a natureza do local praticamente virgem ao longo dos anos. Isso permite também que Naufragados não tenha os barulhos de uma cidade grande, como carros e pessoas. Um verdadeiro refúgio dentro de uma capital.

A areia de Naufragados é branca e gelada na maior parte do tempo. Quanto ao mar, ele pode ter ondas muito fortes e altas devido à alta incidência de vento. Inclusive, a prefeitura de Florianópolis não recomenda a presença de crianças no local, pois a infraestrutura é precária e não há salva-vidas por lá.

Em Naufragados o visitante só vai encontrar uma natureza exuberante e poucos bares comandados por moradores da região, que preparam pratos típicos de Santa Catarina aos turistas.

Praia Mole

Assim como Jurerê Internacional, a Praia Mole é o point dos jovens que buscam festas, paqueras, bebidas e esportes. Lá você pode encontrar vários surfistas e praticantes de parapente durante todo o dia. A Praia Mole também é o local mais visado pela comunidade LGBT, pois possui diversas festas divertidas destinadas aos grupos.

posto-salva-vidas-praia-mole-florianopolis-sc

Os bares e restaurantes invadem toda a orla da praia. Alguns DJs também aparecem no meio da areia fazendo um som independente aos locais comerciais. Você pode curtir a música de qualquer lugar que estiver.

A presença forte de surfistas na Praia Mole quer dizer uma coisa: mar muito bravo. A maior quantidade de ocorrências de afogamento de Florianópolis é lá, por isso, é preciso cuidado na hora de se banhar. Por isso, a Praia Mole é onde tem a unidade de salva-vidas mais bem estruturada da ilha.

Museus de Florianópolis

As cidades litorâneas brasileiras foram as primeiras colonizadas no país devido à proximidade com o mar. Com Florianópolis não foi diferente. A capital catarinense carrega várias características do período colonial e imperial do Brasil e oferece um roteiro histórico e cultural muito rico para os visitantes que buscam um pouco mais além das praias. Os museus são algumas dessas opções.

Museu Histórico de Santa Catarina Palácio Cruz e Sousa

O Palácio Cruz e Sousa foi construído para ser a sede do governo de Santa Catarina na metade do século 18. Os principais eventos militares e políticos do período do Império em Santa Catarina aconteceram lá, inclusive, os dois imperadores – Dom Pedro I e Dom Pedro II – circularem muito pelo sobrado.

A construção do prédio atualmente, no entanto, não é a original. Os traços arquitetônicos açorianos e portugueses permaneceram até o século 19, quando uma reforma deixou o sobrado mais moderno e sem a simplicidade de um casarão típico dos tempos coloniais. Em 1977 ele ganhou mais uma reformulação, dessa vez com traços neoclassicistas.

O Palácio Cruz e Sousa é Patrimônio Histórico de Santa Catarina desde 1984. Dentro dele, que hoje funciona como o Museu Histórico do Estado, o visitante pode ver estátuas: as principais são as três da entrada, que representam a Europa, América Latina e o Brasil.

Exposições artísticas e históricas também estão disponíveis para visitação no museu. A maioria delas é promovida pelo Instituto Histórico e Geográfico de Santa Catarina, que funciona dentro do prédio.

Além das estátuas e quadros, os objetos são itens importantes do museu. Móveis do período colonial, instrumentos musicais, caixas de música e a primeira lâmpada elétrica instalada no estado de Santa Catarina também podem ser vistos no Museu Histórico.

Museu da Imagem e do Som

O Museu da Imagem e do Som é muito célebre, mas poucos sabem que Santa Catarina tem a sua própria unidade. Inaugurado em 1998, além de preservar a expor documentos audiovisuais nacional, o MIS-SC tem como objetivo focar no acervo catarinense.

O museu oferece sessões gratuitas de filmes periodicamente, além de oferecer cursos de produção audiovisual.

Na ala do som, o MIS-SC tem uma vasta coleção de discos de vinil, CDs, fitas cassetes e capas de artistas nacionais e catarinenses. Em relação à imagem, o museu oferece aos visitantes um acervo rico de fotografias e negativos importantes para a história e cultura de Santa Catarina.

Museu de Armas Major Lara Ribas

O Forte de Sant’Ana, construído em 1761 embaixo da Ponte Hercílio Luz hoje dá lugar ao Museu de Armas Major Lara Ribas, inaugurado só em 1975. O forte foi construído com o objetivo de proteger a ilha de Florianópolis de embarcações estrangeiras que tinham o objetivo de invadir a cidade e o estado. Por fazer parte de um período importante da cidade, o prédio foi tombado como Patrimônio Histórico Nacional em 1938.

Forte_Santana_Florianópolis_-_SC

Como o próprio nome diz, o acervo do Museu Major Lara Ribas conta com diversos armamentos expostos de forma cronológica para explicar a evolução das armas na história. Os visitantes podem conferir pistolas, metralhadores, fuzis, antitanques e outras armar dos mais variados tipos e tamanhos, além de roupas militares e outros aparatos.

Museu do Lixo

O Museu do Lixo nasceu em 2003 com o objetivo de expor objetos encontrados nos lixos de Florianópolis que poderiam mostras alguns hábitos de consumo dos moradores da Ilha.

Apesar de ser uma atração procurada por muitos turistas, a função principal desse museu é oferecer atividades educativas e ambientais, a fim de conscientizar a todos, cada vez mais, sobre a cultura do lixo, sua destinação correta e como podemos amenizar este grande problema urbano.

Museu do Judiciário Catarinense

O Museu do Judiciário Catarinense fica no prédio do Tribunal de Justiça de Santa Catarina, em Florianópolis. Lá, os visitantes podem ter contato com centenas de documentos – de desde o século 18 –, processos, livros, armamento e objetivos relacionados à história do Poder Judiciário do estado.

O museu realiza o trabalho de restauração de documentos desde 1991 para disponibilizá-los como acervo para pesquisa história e científica.

Museu do Presépio

Conhecido como um dos poucos museus que abrigam uma coleção de presépios do mundo inteiro, o Museu do Presépio atrai centenas de turistas, mesmo aqueles que não são católicos.

Presepio

Além do acervo curioso, o prédio é uma atração histórica por si só: ele é um casarão do século 18 tombado pelo Patrimônio Histórico Nacional. Ao todo, são 105 peças artesanais que formam os presépios dos mais variados estilos.

Outra atração do museu é a área verde: são mais de 10 mil metros quadrados para os visitantes passearem e fazerem piqueniques.

Museu Etnográfico Casa dos Açores

Também dentro de um casarão histórico, dessa vez do começo do século 19, o Museu Etnográfico Cada dos Açores tem como objetivo oferecer um acervo de pesquisa e preservação da cultura açoriana de Santa Catarina, muito forte na região. São mais de 400 livros e centenas de documentos históricos e objetos artesanais que mostram a trajetória dessa cultura.

A exposição fixa do Museu Casa dos Açores mostra obras sacras e réplicas de engenhos da região do século XIX. O prédio onde o museu está faz parte de um complexo arquitetônico luso-açoriano, que conta com um cemitério e com a Igreja de São Miguel Arcanjo.

Outros passeios em Florianópolis

Além dos museus, dá para curtir também a cidade de outras maneiras. Veja.

Mergulhos

Para os amantes da vida submarinha, a região aos arredores de Florianópolis guardam imensas belezas. A Reserva Biológica Marinha do Arvoredo é um dos pontos principais. Se localiza a 20 quilômetros da capital e fica na Ilha do Arvoredo. Além da biodiversidade, as embarcações naufragadas, como o rebocador Lili afundado em 1958, dão um charme a mais à prática.

peixes-praia-da-lagoinha-bombinhas

Outros pontos incríveis de mergulho em Florianópolis são: Ilha do Xavier (em frente à Praia Mole); Ilha das Aranhas (entre as praias do Santinho e Moçambique), Ilha Mata-Fome (em frente à Praia dos Ingleses), Ilha do Campeche (em frente à praia de mesmo nome) e na própria Praia dos Ingleses, onde estão os destroços do navio Orion.
Todos os pontos contam com ótima visibilidade, em especial de janeiro a maio.
Várias empresas oferecem guias e equipamentos para a prática. Se você não tem experiência, procure os lugares mais calmos para iniciar, como a Ilha do Campeche. Já os mais experientes podem se arriscar mais para curtir as muitas belezas das águas de Florianópolis.

Costa da Lagoa

Um bom lugar para passear em Florianópolis é a Costa da Lagoa. Se você não quer entrar no mar, mas quer passar em um dia agradável em meio à natureza, essa é a opção. O passeio é feito à barco, que sai da Lagoa da Conceição e faz o trajeto próximo à costa.

grande-barco-passeio-lagoa-da-conceicao-florianopolis-sc

Os passageiros podem parar em qualquer ponto. A recomendação é descer no centrinho, que tem várias opções de restaurantes e lojas de artesanato locais. Vale lembrar que como os restaurantes são comandados por pescadores locais, os produtos são frescos – que é um motivo a mais para visitar a Costa da Lagoa.

Além de dar uma volta à pé pelo centrinho, comer o melhor da culinária catarinense e apreciar o mar rente à costa, você pode ir à cachoeira da Costa da Lagoa, que é um espetáculo à parte – ainda mais quando está chovendo e o fluxo fica maior.

Avenida Beira Mar Norte

A Avenida Beira Mar, na porção norte, conta com um grande calçadão para os turistas caminharem ao som do mar. Além da vista privilegiada da Ponta Hercílio Luz, essa região da cidade também é muito bonita e possui várias opções para comer e beber, principalmente à noite. Após o pôr do sol, a ponte mais famosa da cidade fica iluminada, servindo de plano de fundo de muitas fotos maravilhosas.

por-do-sol-ponte-hercilio-luz-florianopolis-sc

Catedral Metropolitana de Florianópolis

A Catedral de Florianópolis fica no conhecido “centrinho histórico” da cidade. Ela é o prédio católico mais importante de todo o estado e foi erguida em 1908 em homenagem à Nossa Senhora do Desterro. O prédio fica ainda mais bonito durante a noite, quando as luzes se acendem.

Praça XV de Novembro

Logo à frente da Catedral está a Praça XV de Novembro. Um ótimo ponto para descansar da caminhada e dos passeios pelo centro da ilha. Com uma arborização intensa, o destaque fica para a figueira de mais de cem anos do meio da praça. O tamanho e a história da planta são muito interessantes. Todos param para apreciar e conhecer um pouco.

Mercado Municipal Central

O Mercado Municipal de Florianópolis é uma parada praticamente obrigatória. Lá você pode encontrar muitos produtos locais, tanto da gastronomia, quanto dos artesanatos. O Mercado Municipal também fica no centrinho histórico. Aproveite uma tarde, ou manhã para visitá-lo.

Ponte Hercílio Luz

O ponto turístico queridinho da cidade, a Ponta Hercílio Luz não funciona há mais de duas décadas, mas ainda permanece como um dos principais cartões-postais da cidade de Florianópolis.

fim-de-tarde-ponte-hercilio-luz-florianopolis-sc

Você pode apreciá-la e fazer fotos dela durante a noite enquanto passeia pela Avenida Beira Mar. A ponta fica toda iluminada quando o sol vai embora. No ano novo, é lá que os fogos da celebração do réveillon são disparados, criando um dos espetáculos mais bonitos do país no dia 1º de janeiro.

O que fazer nas redondezas de Florianópolis

Sua viagem a Florianópolis não precisa ficar restrita à capital catarinense. Para os exploradores, há várias outras opções de lazer a turismo em cidades próximas da ilha. Vale lembrar que a cidade fica em um dos estados mais ricos em turismo e natureza do Brasil, principalmente em seu litoral.

Bombinhas

Bombinhas está a 70 quilômetros de Florianópolis. Se você está de carro, ou não se importa em viajar de ônibus, vale a pena visitar as praias dessa cidade, que é conhecida pelo mar cristalino e calmo, suas ilhas e as deliciosas piscinas naturais.

mergulho-praia-da-lagoinha-bombinhas

Balneário Camboriú

Um pouco mais distante, a 80 quilômetros, está Balneário Camboriú, que é uma das praias mais conhecidas do sul do Brasil. Famosa como um dos principais pontos de música eletrônica do país, a cidade atrai muitos jovens que estão em busca de festa e de conhecer gente nova. Se você está em um grupo de amigos em Florianópolis, vale à pena dar uma passada lá.

predios-balneario-camboriu-sc

Beto Carrero World

O Beto Carrero World é o maior parque temático de diversões de toda a América do Sul. Ele fica na cidade de Penha, a 87 quilômetros de Florianópolis, que também é litorânea.

girafa-beto-carreiro-penha-sc

Brinquedos radicais, brinquedos para crianças pequenas, animais de zoológico, pedalinhos, teatro, cinema e mais dezenas de atividades atraem crianças do mundo todo ao local. Se você tem filhos e crianças na viagem, compensa muito dar uma esticadinha ao norte de Florianópolis para conhecer o Beto Carrero World.

Praia do Rosa

Se você dispõe de mais tempo na região, vale conhecer a Praia do Rosa, que fica na cidade de Imbituba, a 90 quilômetros de Florianópolis.

foto-praia-do-rosa-garopaba-sc

Conhecida pela presença de baleias francas que não se intimidam com os turistas, o local é uma ótima pedida para ficar em contato com os animais e com a natureza. A Praia do Rosa é procurada pelos turistas que querem fugir da multidão e também praticar esportes como kitesurf, windsurf, trilhas e cavalgadas.

Governador Celso Ramos

Governador Celso Ramos é outro destino imperdível nos arredores de Florianópolis. Parece um pedaço do nordeste no sul do Brasil, com mar de águas verdes e cristalinas que banham as praias da cidade. O local fica a apenas 40 quilômetros da capital catarinense.

Governador_Celso_Ramos

Quando visitar Florianópolis

Apesar de ser uma cidade grande com várias atrações urbanas, Florianópolis atrai muitos turistas principalmente pelas praias. E assim como todos os destinos do litoral, a temporada na qual a cidade recebe mais visitantes é durante o verão.

Como a capital catarinense é localizada na região sul do Brasil e não tem como pegar praia o ano todo. Se você quer fugir do mar frio e de ondas muito grandes, é melhor não visitar a cidade no inverno.

Florianópolis chega a receber mais de 1 milhão e meio de pessoas todos os verões. Isso implica alguns problemas estruturais: muito engarrafamento, filas nos principais pontos turísticos da cidade e falta de água em alguns bairros são os principais. Por isso, se você quer passar longe dessas dificuldades, a recomendação é que se evite ir à Ilha da Magia entre o Natal e o Carnaval. Prefira datas como o fim de fevereiro e o mês de março para aproveitar o que as praias da capital de Santa Catarina têm de melhor e com muito mais tranquilidade.

Condições climáticas

O verão no sul do Brasil é chuvoso, principalmente entre dezembro e março, mas os riscos de você pegar uma semana inteira de chuva são baixos, já que Florianópolis geralmente é atingida com chuvas rápidas de verão. Não se preocupe com elas: você vai conseguir aproveitar bem as praias apesar da água que cai do céu.

A temperatura média da cidade no verão é de 24ºC, podendo alcançar números bem mais altos, principalmente quando se trata de sensação térmica. Já no inverno, a temperatura média cai para 17ºC. Tanto no inverno, quanto no verão, é interessante levar uma blusa de frio, pois durante a noite, as temperaturas podem cair em qualquer estação.

Calendário de festas

Se você quer ir à cidade para conhecer as festas que ela oferece, vale a pena checar o calendário para não perder nenhuma. No ano novo, por exemplo, a prefeitura de Florianópolis organiza a festa Réveillon dos Sonhos, com shows de artistas famosos gratuitos na Avenida Beira-Mar e um espetáculo de fogos na Ponta Hercílio Luz, que pode ser visto tanto no asfalto, quanto na areia. Os últimos anos registraram mais de um milhão de pessoas na festa.

Para quem gosta de agito, visitar Florianópolis no carnaval também é uma boa pedida. O carnaval de rua invade a cidade com os blocos e escolas de samba que desfilam na Passarela Nego Quirido. Todas as apresentações são gratuitas ao público. Florianópolis também é uma das cidades mais populares entre a comunidade LGBT durante o carnaval e com eles a diversão é garantida!

No mês seguinte ao carnaval, em março, Florianópolis e a cidade vizinha São José comemoram aniversário. A prefeitura dos dois municípios promove eventos conjuntos em comemoração as datas. Na semana do dia 19 de março você pode participar de shows de cantores famosos e de festas regadas à muita música, dança e comida.

Onde se hospedar?

Florianópolis é uma ilha que se divide, basicamente, em norte e sul. A região norte é a que mais recebe visitantes na alta temporada devido à ótima estrutura e à variedade de serviços e atrações turísticas. Se você gosta de agito e de ocupar todo o seu tempo na viagem, essa é a região a ser escolhida.

A parte sul da ilha é para aqueles que prezam pelo sossego, descanso e natureza. A região possui características da época do Brasil colonial e das raízes açorianas da área. Ao sul da ilha o visitante tem à disposição várias trilhas em meio à mata atlântica.

Independente da característica de preferência, a ilha oferece uma grande variedade de hotéis e pousadas em todas as regiões. Um dos bairros mais procurados por quem deseja se hospedar na cidade é o Lagoa. Com um comércio intenso, o bairro fica próximo a praias famosas como Joaquina e Praia Mole. A noite no Lagoa também é uma das mais agitadas da cidade, com várias opções de barzinhos, baladas e restaurantes.

A maior parte dos hotéis, no entanto, fica no centro de Florianópolis. Apesar de ser longe da praia, a região oferece vários outros benefícios, além do transporte fácil e rápido aos bairros mais próximos ao mar. Diferente da maioria das cidades do litoral, o centro da capital catarinense é bem conservado, agitado e com várias opções de comércio, restaurantes e bares.

Para os turistas que preferem um contato mais próximo da água salgada os bairros de Canasvieiras e Ingleses são os ideais. Os hotéis e pousadas dessas regiões ficam bem próximos ao mar e, na maioria das vezes, uma caminhada de menos de cinco minutos basta para por o pé na areia. Outra vantagem é que as hospedagens nesses dois bairros atendem a todos os tipos de gostos e bolsos.

Por receber milhões de visitantes em alta temporada, a melhor coisa a se fazer é reservar a hospedagem com bastante antecedência em Florianópolis. Se você quer opções mais baratas durante o verão, vale a pena também se hospedar na cidade vizinha no continente, São José, principalmente se você tem um carro à disposição.

Então, se você está procurando a próxima cidade litorânea para passar as férias, encontrou! E olha que tem muito mais para conhecer na capital de Santa Catarina, a querida Floripa!

O Guia Completo de Florianópolis ajudou na sua programação? Ficou faltando alguma coisa? Deixe seu comentário!

Por Guia Viagens Brasil Texto: Fotos:  25 de fevereiro de 2016

Receba dicas de viagem


Insira seu email para receber artigos exclusivos e dicas de passeios imperdíveis!





Gostou? Divulgue este artigo para seus amigos!

Deixe o seu comentário

DICAS RECENTES DO BLOG

GUIAS DE VIAGENS GRÁTIS - BAIXE AGORA O SEU!

Loja
Encontre os melhores ebooks de dicas de viagem pelo Brasil

Procurando dicas de viagens pelo Brasil?
Cadastre seu email e receba dicas exclusivas:

Editorial - Contato - Anuncie Grátis - Área de Anunciantes - Seja um colaborador

© Copyright 2013 - 2017 - Guia Viagens Brasil - Mapa do Site