Guia Completo de BRASÍLIA e GOIÂNIA

Publicidade

Translator / Tradutor

Se começarmos dizendo que, Brasília é a única cidade fundada na Idade Contemporânea a ganhar o título de Patrimônio Cultural da Humanidade da Unesco, você já pode ter uma ideia da importância que a nossa Capital Federal tem mundialmente. Brasília não é apenas o centro político do nosso País, ela é uma cidade rica em arte e cultura – além de ter uma estrutura muito peculiar.

Construída em 1960 a partir do Plano Piloto projetado por Lúcio Costa e Oscar Niemeyer, a capital do Brasil ficou pronta em apenas mil dias e se tornou a cidade mais bem planejada do país – isso continua visível mesmo 50 anos depois, com as estruturas dos prédios e ruas.

O Distrito Federal fica dentro do estado de Goiás, cuja capital fica a apenas 200 km de Brasília. Para quem for visitar a capital do Brasil, vale a pena também dar uma esticada até Goiânia.

brasilia-goiania2

Goiânia foi planejada e construída através da política de desenvolvimento do Centro-Oeste de Getúlio Vargas. A estratégia funcionou: a capital de Goiás cresceu muito rápido e atingiu um milhão de habitantes em apenas 60 anos. Esse desenvolvimento desenfreado e o planejando prévio da capital geraram frutos. A arquitetura dos prédios mais antigos segue o mesmo estilo arquitetônico do Art Déco e os prédios mais modernos são dignos de uma cidade bem desenvolvida. Goiânia, que é conhecida como o “berço do sertanejo”, tem uma vasta vida cultural e natural.

Gostou? Então confira o que essas cidades têm a mais para te oferecer.

Roteiro Político

Brasília

Brasília é a sede do Governo Federal no Brasil e o turismo político é um dos que mais chamam a atenção no distrito federal. Muitos turistas vão até lá com o intuito de conhecer as sedes dos três maiores poderes nacionais: o Executivo, Judiciário e o Legislativo. Felizmente, como “casas do povo”, o Congresso Nacional, o Supremo Tribunal Federal e o Palácio do Planalto ficam abertos à visitação.

Praça dos Três Poderes

Na Praça dos Três Poderes estão os prédios que abrigam, como o próprio nome diz, os três poderes exercidos no regime republicano brasileiro, representados pelo Congresso Nacional, Supremo Tribunal Federal e Palácio do Planalto, respectivamente.

Congresso Nacional

O Congresso Nacional é um dos cartões postais mais famosos de todo o Brasil, representado pelos dois prédios mais altos de Brasília e as cúpulas do Senado e da Câmara dos Deputados – côncava e convexa, respectivamente.

482424_505207956188378_33681745_n

Em época de protestos e eleições, é o gramado da sede do poder legislativo que fica repleto de manifestantes populares, pois é lá que as leis que regem o Brasil são discutidas, aprovadas, ou indeferidas. Os que visitam Brasília podem acompanhar as sessões da Câmara e do Senado e ver de perto como funcionam os trâmites do legislativo brasileiro.

Como o Congresso fica aberto à visitação durante toda a semana, os turistas podem acompanhar todas as sessões, sendo elas extraordinários, ou ordinárias, se elas estiverem acontecendo no momento da visita. Vale lembrar que para visitar o Congresso, há regras de vestimentas, que vamos listar para você não perder o passeio:

– Não é permitido o uso de shorts, bermudas, calças capri ou corsário, camisetas sem manga e chinelos em dias de sessão parlamentar – essas vestimentas, no entanto, estão liberadas aos fins de semana.

– Em dias de sessão solene, os homens devem trajar terno e gravata.

 Esteja sempre atento ao calendário e boa visita!

Supremo Tribunal Federal

Parte importante da Praça dos Três Poderes, o Supremo Tribunal Federal é a sede do Poder Judiciário brasileiro. Infelizmente, a visitação – que era realizada aos fins de semana e feriados – está suspensa e não há previsão para voltar a funcionar devido a uma reforma no prédio.

Apesar de não poder conhecer o plenário da corte suprema, os visitantes podem conhecer o rico acervo do Museu do STF, chamado Seção de Memória Institucional. Ele já existe há quase 40 anos e tem como objetivo conservar os bens históricos e culturais do órgão. Lá, o visitante pode conhecer objetos, documentos e outros elementos que representam a história da Suprema Corte, assim como de todos os ministros que passaram por lá e das sedes antigas, antes do governo federal se concentrar em Brasília, em 1960. Além do acervo fixo, o Museu do STF também dispõe de exposições itinerantes temáticas para o deleite dos amantes da arte. Antes de ir a Brasília, é sempre interessante conferir o que está sendo exposto.

O museu fica aberto ao público de segunda a sexta-feira no período da tarde, das 12h às 19h e a entrada é gratuita.

Palácio do Planalto

O Palácio do Planalto é um dos locais mais cotados pelos turistas em Brasília. É lá que funciona o “escritório” do presidente da república, onde algumas das decisões mais importantes do nosso país são tomadas e discutidas.

A construção do arquiteto de Brasília, Oscar Niemeyer, faz jus ao poder exercido lá dentro. O movimento é intenso, pois vários políticos, chefes de Estado e ministros podem ser vistos no edifício, quem sabe você consegue ver até o presidente!

Manifestantes também marcam ponto em frente ao Palácio do Planalto, que é um dos pontos mais efervescentes quando o assunto é protestos populares.

Para os turistas, o dia de visitação é o domingo, que é quando não há expediente no Palácio do Planalto e ele fica aberto ao público. Na oportunidade, é possível conhecer de perto as principais partes do Palácio, como o gabinete e o Rolls Royce presidenciais. A visita é feita por ordem de chegada e em grupos de 30 pessoas no horário entre 9h30 e 14h. A entrada é gratuita.

Palácio do Itamaraty

O prédio onde funciona a sede do Ministério das Relações Exteriores é mais uma obra arquitetônica importante para Brasília, feita por Oscar Niemeyer. No lago artificial em frente ao Palácio, fica o monumento “Meteoro”, que é uma homenagem aos cinco continentes do mundo. A obra é de Bruno Giorgi.

Os turistas podem conhecer o Palácio do Itamaraty por dentro de segunda a sexta-feira, das 15h às 17h e aos fins de semana e feriados, das 10h às 14h. Na oportunidade, os visitantes podem conhecer os jardins internos e as salas que expõem diversas obras de arte de artistas como Rubem Valentim e Sérgio Camargo.

Palácio da Alvorada

O Palácio da Alvorada é a residência oficial do Presidente da República e, por isso, é um dos passeios mais requisitados dos turistas que vão a Brasília. Por ser concorrido e para não atrapalhar a rotina da presidente, as visitas são realizadas uma vez por semana, de acordo com a agenda do chefe do Estado. O horário de abertura para os visitantes é das 15h às 17h. Assim como no Palácio do Planalto, a entrada é organizada em grupos de 30 pessoas, de acordo com a ordem de chegada.

Palácio de Justiça

O Palácio de Justiça de Brasília é mais uma obra de Oscar Niemeyer – que se inspirou nos estilos gótico e moderno para projetá-lo. O prédio é, inclusive, bem parecido com o Palácio do Itamaraty, principalmente, por causa do espelho d’água e dos arcos e pilares.

No Palácio funciona o Ministério da Justiça. Apesar de não ficar aberto para a visitação pública, você pode apreciar os jardins dos arredores e as cascatas artificiais em uma pausa na caminhada até a Praça dos Três Poderes.

Roteiro Histórico e Cultural

Brasília

Apesar de ser uma cidade bem nova, a vida cultural de Brasília é muito efervescente, justamente por ter sido fundada já para ser a capital do País. O valor histórico de alguns prédios também é indiscutível. Brasília já nasceu para ser importante e para ser valorizada histórica e culturalmente.

Catedral Metropolitana de Brasília

Magistral e Inovadora. A Catedral Metropolitana de Brasília não é nada do que você espera de uma igreja. A arquitetura pouco tradicional para um templo religioso também foi idealizada por Oscar Niemeyer e, além da estrutura que mais parece uma nave espacial, vários outros elementos impressionam dentro da Catedral.

Um deles são os anjos de bronze que ficam pendurados no teto da igreja. As esculturas, que são de Alfredo Ceschiatti, nos dão a impressão de que as figuras angelicais estão de fato voando por nossas cabeças para nos proteger. E as esculturas não são as únicas obras de arte que impressionam na Catedral. Os painéis pintados pelo famoso Di Cavalcanti também são incríveis e retratam, com detalhes a via sacra. Os vitrais também são de tirar o fôlego. Mais de 2 mil metros quadrados de vidros coloridos iluminam e colorem a Catedral Metropolitana. As cores da iluminação mudam de acordo com a posição do sol.

catedral brasilia interna

A Catedral de Brasília não é para ser visitada apenas para religiosos. Ela é uma obra-prima para todos e fica aberta ao público das 8h às 19h, todos os dias.

Memorial JK

O Memorial JK foi erguido no local onde aconteceu a primeira missa de Brasília. A intenção do memorial, como o próprio nome diz, é homenagear o idealizador da nova capital brasileira, o ex-presidente Juscelino Kubitschek.

Memorial JK Brasília

O memorial possui uma torre de 28 metros que fica na área mais alta da capital federal. Em cima da torre, existe uma estátua de JK, como se ele estivesse “cuidando” de Brasília eternamente.

Já no museu, que fica no térreo e subsolo, os visitantes podem conferir um rico acervo de fotos, documentos e objetos pessoais de JK e de sua família. No segundo andar fica a câmera mortuária do Memorial, onde estão os restos mortais do ex-presidente.

Esse é o único lugar que cobra um valor de entrada aos visitantes e o horário de visitação é das 9h às 18h, todos os dias da semana.

Conjunto Cultural da República

O Conjunto Cultural da República compreende o Museu e a Biblioteca Nacional. O primeiro, que fica em um prédio oval que chama a atenção pelo design, abriga exposições fixas e itinerantes de obras de arte de artistas renomados, além de ter um espaço para mostras de filmes, palestras e eventos culturais importantes.

architecture-704006_1280

Já a biblioteca funciona em um edifício retangular, em contraste com o prédio do Museu. O espaço é dedicado a um acervo físico e digital para pesquisadores e estudantes. Além disso, o espaço externo entre as duas construções serve de lazer para os turistas e moradores de Brasília.

Museu de Valores do Branco Central

O Brasil já teve nove moedas diferentes desde sua independência. Essas diferentes notas podem ser conferidas no Museu de Valores do Banco Central, que dedica o seu acervo para o dinheiro brasileiro. Além delas, algumas moedas estrangeiras e peças de ouro estão expostas no espaço.

Pelo nível de informação e raridade, o Museu de Valores é muito cotado pelos visitantes, que podem conhecer o local de terça a sexta, das 10h às 17h30 e aos fins de semana e feriados das 14h às 18h. A entrada é gratuita.

Museu do Catetinho

A casa de madeira, que ainda existe e fica aberta para visitação, foi a residência de Juscelino e Sarah Kubistchek enquanto Brasília era construída. O prédio continua preservado com decoração e objetos pessoais de JK e fica aberto aos visitantes de terça a domingo, das 9h às 17h.

Centro Cultural Banco do Brasil

O Centro Cultural Banco do Brasil talvez seja o espaço mais amplo e abrangente, culturalmente falando. Além de exposições com obras de arte, o Centro oferece aos visitantes shows musicais, apresentações de teatro e de filmes. Quase todas essas opções podem ser conferidas gratuitamente.

Além do espaço interno, o CCBB possui exposições ao ar livre no grande espaço verde que possui dentro do complexo. Para promover a experiência cultural a todos os moradores e turistas de Brasília, o Centro oferece vários ônibus gratuitos que saem dos principais pontos da cidade até o espaço, que fica aberto de terça a domingo, das 9h às 21h. Não deixe de conferir a agenda de apresentações para a época em que você estiver na Capital Federal!

Ponte JK

Apesar de não ser um monumento, a Ponte JK é um verdadeiro ponto turístico pela sua arquitetura inovadora. A ponte liga o Eixo Monumental ao Lago Sul e possui 1.200 metros de extensão. Os destaques ficam para os três arcos metálicos que se intercalam por cima das pistas, representando o movimento de ondas sobre as águas.

Ponte_JK_Brasília_Brazil

A Ponte JK foi eleita, em 2003, a ponte mais bonita do mundo pela Sociedade de Engenharia do Estado da Pennsylvania (EUA). Vale a pena dar uma passadinha para conhecer!

Você está conferindo o Guia Completo de BRASÍLIA e GOIÂNIA. Se está gostando das dicas, compartilhe no seu Facebook, ou tuíte, e convide os amigos!

Compartilhe no FacebookCompartilhe no Twitter

Mirantes

O projeto de Brasília é tão interessante que pode ser visto do alto, completo. É por isso que você não pode deixar de apreciar o majestoso planejamento da cidade das alturas, com uma visão praticamente panorâmica.

Torre de TV

A torre de TV é parada obrigatória aos turistas. Mesmo se você tiver medo de altura, respire fundo e vá, porque vale a pena. Ela está localizada no centro do Plano Piloto e, de cima, é possível ver a cidade panoramicamente.

brasilia

O horário de visitação é das 8h às 20h, todos os dias. Além de poder aproveitar a vista da cidade, confira também a Feira da Torre, que vende artesanatos e comidas típicas da região.

Congresso Nacional

As torres do Congresso Nacional são os dois prédios mais altos de Brasília. Além de você poder conhecer a Câmara e o Senado e acompanhar os trabalhos do Legislativo, não deixe de ir até o último andar das torres para ver a Praça dos Três Poderes do alto.

Torre de TV Digital – Flor do Cerrado

O mais novo mirante de Brasília ganhou até apelido: Flor do Cerrado. A torre de TV digital foi inaugurada em 2012 e tem desenho de Oscar Niemeyer, inspirado pelas flores do bioma predominante na região – o Cerrado. A torre fica quase em Sobradinho, cidade-satélite de Brasília, e proporciona uma vista incrível da Capital Federal.

A Flor do Cerrado possui 170 metros de altura e o que chama atenção são as duas cápsulas de vidro – uma a 80 e outra a 60 metros de altura, que abrigam um café e um espaço cultural.

A torre é aberta ao público nos fins de semana e feriados, das 9h às 17h.

Parques

Brasília abriga um Parque Nacional e também um grande parque urbano, que reúne moradores e turistas para exercícios ou descanso.

Parque Nacional de Brasília

Conhecido pelos moradores como ‘Água Mineral’, o Parque Nacional de Brasília tem como destaque as piscinas abastecidas pelas nascentes protegidas na região, que possuem águas cristalinas e puras. Uma delícia para refrescar-se dos dias quentes e secos da cidade.

Além das águas, o Parque com 30 mil hectares de extensão, possui espaço para piquenique e trilhas ecológicas para os amantes do ecoturismo que podem conhecer mais a fauna e a flora do Cerrado.

O Parque Nacional de Brasília funciona diariamente das 8 às 16h e a entrada é paga.

Parque da Cidade Sarah Kubitschek

Homenageando a primeira-dama do Brasil da época da construção de Brasília, o Parque da Cidade Sarah Kubutischek é o maior parque urbano de Brasília e também do mundo, com 420 hectares! O parque passa em tamanho o Central Park, de Nova York, que possui 320 hectares. Só por isto, você precisa conhecer!

O parque abriga muitas atrações, entre quadras poliesportivas, pista de caminhada, parque de diversões e infantil, área para skate e patins, espaços de convivência e de piquenique, quiosques, um belo lago e área para feiras e exposições.

É no parque que acontecem várias manifestações culturais, apresentações artísticas e reuniões de grupos diversos da cidade, que mostra toda a diversidade do nosso Brasil!

O local funciona diariamente, das 5h às 00h com entrada gratuita.

Jardim Botânico de Brasília

Os interessados em ecologia precisam curtir o Jardim Botânico de Brasília,  espaço que preserva o bioma predominante na região Central do Brasil, o Cerrado, possui mais de 5 mil hectares com diversas plantas nativas e exóticas. e animais e trilhas ecológicas que podem ser feitas pelos visitantes, que tem a opção de ir de carro ou a pé. Um local para os amantes da natureza e que procuram momentos de reflexão e para relaxar.

De terça à domingo das 9h às 17h, com entrada paga.

Jardim Zoológico de Brasília

Inaugurado antes mesmo de Brasília, em 1957, o Zoológico possui 139 hectares e abriga diversos animais do Brasil e do mundo, entre aves, répteis e mamíferos, totalizando mais de 1300 bichanos de 300 espécies. O espaço também conta com viveiros, lagos e área de recreação, sendo um ótimo atrativo para visitar com as crianças.

O Zoológico de Brasília está aberto para visitação de terça a domingo, das 9h às 17h e tem entrada paga. Crianças menores de 10 anos e adultos maiores de 60 anos não pagam.

Lago Paranoá

O Lago Paranoá é um dos grandes atrativos de lazer dos moradores e Brasília e, claro, parada obrigatória para todos os turistas.

brasiliaThaisy

O lago é artificial, criado a partir do represamento do Rio Paranoá na época da construção de Brasília, como forma de aumentar a umidade da região. O Lago Paranoá possui 40 quilômetros quadrados de extensão e profundidade de 48 metros, sendo ideal para prática de esportes náuticos. Brasília já possui a terceira maior frota de embarcações de lazer do Brasil e o número só aumenta!

As suas margens estão clubes náuticos, shoppings – como o famoso Pier 21, escolas de esportes, restaurantes e centros de lazer. Um dos pontos mais conhecidos é o Pontão do Lado Sul, onde é possível provar a culinária internacional em um clima bem praiano, apreciando o belíssimo pôr do sol com a Ponte JK emoldurando o cenário. No local acontecem também feiras, shows, exposições, eventos esportivos, entre outros.

Goiânia

Apesar de ser uma cidade nova, Goiânia já conta com 22 patrimônios históricos tombados pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN). Nessa lista estão, não apenas museus para visitação, mas monumentos e prédios públicos que podem ser admirados pelos turistas interessados em um roteiro histórico-cultural pela cidade.

Coreto da Praça Cívica

O Coreto da Praça Cívica é um desses monumentos históricos da capital goiana. Nele, a cidade viu emergir diversas manifestações políticas, culturais e artísticas desde sua inauguração, em 1942 – quando foi promovido o Batismo Cultural de Goiânia.

Com o passar dos anos, o coreto foi modificado até perder as características originais, retomadas em 1978 em uma reforma que visou a valorização histórica do local.

Teatro Goiânia

O primeiro teatro de Goiânia foi construído em 1942, também à ocasião do Batismo Cultural da cidade – que havia há pouco se tornado capital do estado. O prédio ainda preserva detalhes originais da arquitetura de seu projeto inicial.

Além de poder apreciar um pedacinho da história de Goiânia através do projeto arquitetônico do teatro, vale a pena conferir a programação de peças para quando você estiver na cidade.

Museu de Arte de Goiânia

Já no âmbito dos museus, vamos começar com o Museu de Arte de Goiânia que é, provavelmente, o mais visitado da cidade, por estar localizado dentro de um parque também muito famoso pelos turistas: o Bosque dos Buritis.

O acervo do possui mais de 700 obras entre esculturas, quadros, desenhos e artesanatos. A maioria dessas peças é regional, para proporcionar ao turista uma experiência de conhecimento da cultura, história e do povo do estado de Goiás.

Museu da Praça Universitária

Quem visitar o Museu da Praça Universitário vai viver uma experiência diferente de qualquer outra, já que este é um museu a céu aberto. Não há hora nem data para visitar as esculturas expostas lá. Elas ficam, literalmente, em praça pública. A iniciativa de criar esse tipo de exposição foi da Prefeitura de Goiânia, também para divulgar o trabalho de escultores da cidade que não tinham espaço no círculo cultural tradicional.

Museu Zoroastro Artiaga

Também construído durante o Batismo Cultural de Goiânia, o museu Zoroastro Artiaga sediava o Departamento de Imprensa e Propagando (DIP) do Governo Vargas originalmente. Agora, o visitante pode conferir um acervo com obras de arte populares e sacras, além de peças folclóricas e mais de mil discos de músicas regionais.

Feira Hippie de Goiânia

Impossível ir a Goiânia e não visitar a grandiosa Feira Hippie da cidade. Ela começou com um personagem célebre da capital, o “Mauricinho Hippie”, que ‘causava’ com suas roupas e bicicleta extravagantes pelas ruas durante a década de 1970.

Montada atualmente na Praça do Trabalhador, os variados itens de artesanatos ficam à disposição dos clientes todos os domingos das 7h às 14h. São mais de 6 mil barraquinhas que vendem de tudo o que você possa imaginar.

Os objetos preferidos pelos turistas, no entanto, são os artesanais. As barraquinhas destinadas as peças feitas a mão – que vão desde acessórios, roupas, a bebidas e porcelanas – costumam ficar em frente à antiga Estação Ferroviária de Goiânia.

A arte local também é muito valorizada na Feira Hippie. É lá que os artistas plásticos da cidade expõem seus materiais. A gastronomia também não fica para trás, por toda a feira há barracas com comidas e pratos típicos de Goiás.

Ir até a Feira Hippie é uma ótima maneira de conhecer de perto os costumes dos goianos.

Feira da Lua & Feira do Sol

Outras duas feiras acontecem em Goiânia. Uma aos sábados, das 16h30 às 22h na Praça Tamandaré e a outra aos domingos, mesmo horário, na Praça do Sol. É a Feira da Lua e do Sol, respectivamente, que reúnem centenas de barracas com produtos de vestuário, calçados, acessórios e, claro, comidinhas típicas! Para comprar sem gastar muito e ainda conhecer os sabores e artesanatos locais, as feiras da Lua e do Sol são os lugares ideais!

Roteiro dos Parques de Goiânia

O turismo em Goiânia é bastante cercado de natureza, já que a cidade dispõe de diversos parques e espaços naturais para os moradores e visitantes da capital. Ao todo, atualmente, são 28 parques e bosques bem preservados, que totalizam 1,5 milhão de metros quadrados de áreas verdes espalhados na cidade.

Parque Flamboyant

O Parque Flamboyant é o cartão-postal de Goiânia. Em sua área verde preservada há buritis e outras espécies nativas do Cerrado. Além de ciclovia, pista de caminhada, trilhas internas, parquinho infantil e mirante, o parque conta com 2 lagos com fonte luminosa que proporciona um espetáculo de cores à noite.

parque Flamboyant - goiania

Bosque dos Buritis

O Bosque dos Buritis é o mais central e mais visitado parque de Goiânia. Além de abrigar o Museu de Arte da cidade, o bosque é um passeio incrível em meio a grandes árvores e animais que fazem a alegria da família toda.

Lago das Rosas

O Lago das Rosas é o parque mais antigo de Goiânia. Ele foi construído nos anos 40 e por muito tempo serviu de piscina para os moradores da cidade. Hoje, não é mais possível nadar nas águas do lado, mas você pode caminhar pelas trilhas ao redor do lado, fazer um piquenique e curtir a natureza.

Parque Botafogo

O Parque Botafogo fica na região Central de Goiânia e foi revitalizado em 2004 para a alegria dos moradores e turistas. O espaço de cerca de 172 mil metros quadrados conta com lago e uma grande área verde de mata fechada, onde há trilhas para caminhada. Além disso, o local abriga quadra poliesportiva, pista de cooper, bicicross e lanchonetes.

Parque Vaca Brava

O Parque Vaca Brava é um dos mais frequentados de Goiânia, com lago, mirante, gostosa área verde para piquenique, parque infantil, pista de caminhada e áreas de convivência. De lá há uma das mais belas vistas de Goiânia.

Parque Vaca Brava

Parque Areião

O Parque Areião é o maior reduto natural do centro de Goiânia. Além das áreas próprias para passeios, prática de esportes e piqueniques, quem for ao Areião pode apreciar as áreas de reflorestamento, os lagos e a Vila Ambiental.

Parque Mutirama

Além de ser uma grande área verde, o Parque Mutirama é também um parque de diversões, que foi instalado para divertir os moradores – e por que não visitantes? – gratuitamente. Dentro do parque está aberto à visitação também o Planetário de Goiânia.

Jardim Botânico

O Jardim Botânico, na região sul de Goiânia conta com 1 milhão de metros quadrados, sendo a maior unidade de conservação da cidade, abrigando uma área preservada de mata com espécies nativas do Cerrado e animais silvestres, além de um borboletário, lago, trilhas ecológicas, pista de caminhada e áreas de convivência.

Quando ir

Brasília e Goiânia ficam no bioma Cerrado, onde há duas estações bem definidas de chuvas. De maio a setembro, quando não chove, a umidade do ar fica extremamente baixa, dificultando até a respiração em áreas abertas. Portanto, se você possui algum problema respiratório é recomendado evitar este período. Já de outubro a abril, as águas retornam, os jardins florescem e o verde da vegetação deixa tudo ainda mais belo.

Exceto a questão climática, ambas as cidades possuem atrações culturais e artísticas durante o ano todo!

Onde ficar

Em Brasília

Os hotéis de Brasília estão concentrados na Asa Norte e Sul, próximos ao Eixo Monumental, e no Setor de Hotéis e Turismo de frente para o Lago Paranoá. Se você estiver sem carro, a dica é ficar próximos aos shoppings Brasília e Park Shop, na Asa Sul e Norte do Plano Piloto, respectivamente. Os hotéis não são baratos, mas há opções econômicas. Se estiver de carro e com orçamento mais tranquilo, pode investir em um hotel com vista para o Lago. Há também a opção de hostels, uma forma mais barata de ficar na cidade e ainda conhecer muita gente. Os hostels em Brasília ficam mais longe dos pontos turísticos, no final da Asa Sul.

A dica é pensar no trajeto e elaborar seu roteiro antes de escolher o hotel, pois o transporte público da cidade é deficiente e conta com poucos ônibus para regiões distantes. Os trajetos mais comuns que ligam a Asa Norte a Asa Sul são feitos pelas ruas principais (W e L), sem entrada nas quadras residenciais e comerciais. Para entender um pouquinho mais o esquema logístico da cidade, veja também este outro post.

Em Goiânia

Para os turistas que visitam Goiânia, o melhor ponto de hospedagem é no Setor Oeste e proximidades. Dali é fácil conseguir transporte público e também táxis para as demais regiões e pontos turísticos e, muitas vezes, tudo pode ser feito a pé, basta disposição e mais tempo!

***
Goiânia e Brasília são duas cidades bem diferentes, mas que valem o roteiro! Você já conhece? Nos esquecemos de algo nesse guia? Deixe seu comentário e dica da região!

Por Guia Viagens Brasil Texto: Fotos:  29 de maio de 2016

Receba dicas de viagem


Insira seu email para receber artigos exclusivos e dicas de passeios imperdíveis!





Gostou? Divulgue este artigo para seus amigos!

Deixe o seu comentário

DICAS RECENTES DO BLOG

Procurando dicas de viagens pelo Brasil?
Cadastre seu email e receba dicas exclusivas:

Editorial - Contato - Anuncie Grátis - Área de Anunciantes - Seja um colaborador

© Copyright 2013 - 2017 - Guia Viagens Brasil - Mapa do Site