FESTAS DE SÃO JOÃO NO NORDESTE DO BRASIL

Publicidade

Translator / Tradutor

Basta chegar o mês de junho para muitas cidades do Nordeste do Brasil entrarem em polvorosa. É a época do ano em que se comemoram os tradicionais festejos de São João – e em muitos municípios isso é sinônimo de grande comemoração, espetáculos de forró em praça pública, comida típica e muito, muito mais.

Fotos das Festas de São João pelo nordeste do Brasil  -  Photograph by Ricardo Junior / www.ricardojuniorfotografias.com.br

No Nordeste, o período festivo é celebrado de um modo distinto do que ocorre no restante do país. Da Bahia ao Rio Grande do Norte, as atrações mais populares não são as quermesses e quase ninguém quer saber de comer pinhão. Pelo contrário, quem comanda a farra são os principais músicos do forró nacional e os produtos derivados de milho.

E, apesar destas festas representarem um movimento popular de preservação da cultura cabocla, cada uma tem o seu próprio perfil – e em muitas delas, inovar dentro da tradição é possível. Exemplo disso é o São João no interior da Bahia. Aqui, a ideia é passar direto por Salvador e partir em comitiva com os soteropolitanos para outros municípios, como Amargosa, Vitória da Conquista e Santo Antônio de Jesus. Não que a capital baiana não organize seus próprios arraiás, mas por se tratar de um evento tipicamente sertanejo, é preciso seguir até o coração do estado.

É lá que muitas cidades investem milhões de reais na realização de shows espetaculares, para atrair turistas e garantir a alegria dos foliões. E o forró nem sempre é exclusividade. Nos palcos, também se apresentam bandas de axé, cantores de pagode, grupos de arrocha… De tudo um pouco tem o São João na Bahia. Aqui, desfruta-se de um bom licor de jenipapo em praça pública, ao som de músicos como Chiclete com Banana, Thiaguinho, Gustavo Lima, e muito mais.

Nos últimos anos, contudo, festas particulares da programação junina no interior do estado têm crescido em apelo popular. Cidades como Ibicuí, com cerca de 16 mil habitantes, assistem a sua população multiplicar com a chegada de turistas e visitantes da capital. E uma das principais atrações do São João de Ibicuí é justamente um bloco fechado, em que se paga para curtir o arrasta-pé com segurança e abadá – camisas que servem como ingressos para a festa.

Outra tradição na Bahia é a guerra de espadas, realizada na cidade de Cruz das Almas. Apesar de proibida pelas autoridades, em virtude do risco de manusear o fogo de artifício artesanal, ela ainda é realizada em ruas do município, e encanta quem tem a chance de assistir.

E, por falar em tradição nordestina, é imprescindível visitar as capitais do forró na região: Campina Grande, na Paraíba, e Caruaru, em Pernambuco. As duas organizam uma programação junina que dura o mês todo! São espetáculos de forró, apresentações de repentistas, bailes de quadrilhas, e muito mais. Estes grupos de dança, aliás, são marca registrada da cultura popular nordestina. Isso porque o ritmo, adaptado da quadrille francesa, foi trazido ao Brasil pela elite portuguesa e se tornou dança tradicional dos festejos juninos do interior do Nordeste. Tradição que é preservada até hoje por associações que se enfrentam anualmente em espetáculos de quadrilhas.

Em Campina Grande, que ostenta o título de Maio São João do Mundo, o destaque fica por conta do passeio curioso do Trem do Forró – onde os turistas são levados até o município de Galante em vagões com shows de trios. Já em Caruaru, não se pode deixar de degustar a culinária típica, com produtos feitos a base de milho (canjica, pamonha, curau, pipoca, dentre muitas outras iguarias) e também conferir o trabalho de artesãos, que representam a cultura sertaneja em obra de barro e têm ateliês no maior Centro de Artes Figurativas da América.

Mas também tem festa junina, e em grandes dimensões, em Mossoró, no Rio Grande do Norte. Lá, uma antiga estação ferroviária é transformada em espaço para louvar a música e a cultura popular nordestina. O arraiá é daqueles que forrozeiro nenhum bota defeito. Todas as atividades da programação da prefeitura são inteiramente gratuitas. No período, a cidade também sedia festivais de humor e o espetáculo Chuva de Bala, montagem que recorda a expulsão do grupo de Lampião, o mais célebre dos cangaceiros, de Mossoró, em 1927. A peça é encenada na Capela de São Vicente de Paula, palco da resistência dos mossoroenses.

Outras cidades ainda realizam eventos para celebrar o São João, tais como Juazeiro do Norte (Ceará) e Arcoverde (Pernambuco). Todas elas buscam resgatar a tradição popular nordestina, mas administram um perfil próprio: algumas mantém cerimônias religiosas, enquanto outras são semelhantes a grandes eventos de música. Seja como for, qualquer destes destinos oferece belas homenages à cultura sertaneja. São convites irresistíveis a abrir o armário, libertar o vestido de chita ou calça remendada e ir no melhor traje caipira para cair no forró e descobrir-se um pouco mais nordestino.

Artigos relacionados

Por Guia Viagens Brasil Texto: Fotos:  04 de junho de 2015

Receba dicas de viagem


Insira seu email para receber artigos exclusivos e dicas de passeios imperdíveis!





Gostou? Divulgue este artigo para seus amigos!

Deixe o seu comentário

DICAS RECENTES DO BLOG

GUIAS DE VIAGENS GRÁTIS - BAIXE AGORA O SEU!

Loja
Encontre os melhores ebooks de dicas de viagem pelo Brasil

Procurando dicas de viagens pelo Brasil?
Cadastre seu email e receba dicas exclusivas:

Editorial - Contato - Anuncie Grátis - Área de Anunciantes - Seja um colaborador

© Copyright 2013 - 2017 - Guia Viagens Brasil - Mapa do Site