9 praias LINDAS para FUGIR do agito

Publicidade

Translator / Tradutor

No meio de tanta agitação das grandes cidades, há momentos em que o único desejo é ir para uma praia deserta e se isolar da agitação e tumulto para curtir o sabor de não se fazer nada além de aproveitar a vista.

A costa brasileira é repleta de praias maravilhosas, com tanta diversidade que pode agradar a todos os perfis. Inclusive quem deseja usufruir de uma beleza estonteante do paraíso e muito sossego, sem alta frequência turística.

Selecionamos nove praias quase intocadas no Brasil, para usufruir de momentos indescritíveis de exclusividade. Confira!

1 – Ilha do Mel (Paraná)

Embora seja um ponto turístico já conhecido e procurado, a Ilha do Mel esconde preciosidades como a Praia do Mar de Fora e Praia do Miguel. É visitada por pessoas que desejam aproveitar as belezas naturais do local sem badalações. E por manter algumas proibições como a entrada de veículos movidos a tração animal ou a motor, toda a Ilha do Mel continua com o seu aspecto natural e sem grandes alterações.

foto-praia-mar-de-fora-das-encantadas-em-ilha-do-mel-parana-brasil-foto-5686

A Praia do Mar de Fora fica na vila Encantadas e seu acesso é por uma trilha acessível, que dura entre cinco a dez minutos. Suas águas são cristalinas e tranquilas, com uma larga faixa de areia fina e branca. Mesmo sendo a praia mais procurada da Ilha, mantém a tranquilidade por seu pouco tráfego, de apenas alguns banhistas que visam bons mergulhos e banhos de sol.

Já a Praia do Miguel é ainda mais deserta e totalmente selvagem, sem ter sofrido qualquer alteração urbana. Não possui quiosques, nem bares e poucas pessoas frequentam o local. Ao seu redor há costões com muita vegetação e as águas possuem ondas fortes. Para chegar até ela é preciso pegar a trilha a partir do trapiche de Encantadas. Toda a trilha dura cerca de 40 minutos. No seu final, há o Morro do Sabão, que tem uma vista deslumbrante de toda a extensão da praia.

2 – Praia Triste (Bombinhas – Santa Catarina)

A Praia Triste tem 382 metros de extensão e pode ser acessada pela trilha da Costeira de Zimbros, a direita de sua praia, no município de Bombinhas. Nenhum veículo motorizado tem autorização de acesso e somente pedestres chegam a ela.

Suas águas são claras e muito tranquilas, com uma curta faixa de areia amarelada e intensa vegetação, morros e pedras ao redor. No seu canto esquerdo há uma pequena cachoeira de água bem clara, conhecida pela fama de medicinal e que é perfeita para mergulhos simples.

3 – Praia de Icaraí de Amontada (Ceará)

O Ceará tem um dos litorais mais badalados do Nordeste, mas ainda assim esconde preciosidades como a praia semi-deserta de Icaraí de Amontada, a 220 km de Fortaleza. Não há sinal de celular e a vila de pescadores localizada na praia tem poucas opções de hospedagem e restaurantes, que apesar da pouca infraestrutura tem um peculiar charme rústico.

praia-icarai-de-amontada-ceara

A praia é cercada de dunas que formam uma grande enseada. A areia é bege, fina e plana, com inúmeros coqueiros que trazem boas sombras. As águas são calmas e claras e a maré baixa cria várias piscinas naturais de águas mornas. O pouco movimento que há na praia é de praticantes do kite-surf em busca das águas tranquilas e dos ventos fortes do local.

4 – Praia do Secreto (Rio de Janeiro)

A Praia do Secreto foi descoberta há poucos anos e tem sido divulgada em sites e blogs de turismo selvagem e aventureiro. Ainda assim ela permanece intocável e de rara beleza, com pouca ou nenhuma frequência na maior parte do tempo.

Sem faixa de areia, a praia é uma piscina natural de águas azuis e límpidas entre a costas e as pedras, com 12 metros de extensão por 5 de largura e fica entre a Praia da Macumba e a Prainha, no litoral norte da cidade do Rio de Janeiro.

chegada-na-prainha-rj

Ela só aparece quando a maré está baixa e é muito importante saber quando os períodos de maré cheia e ressaca para não ir, pois torna-se perigoso.

Há dois acessos: um pela Praia da Macumba, onde é preciso seguir pelas rochas, outro pela Prainha, através do Mirante da Prainha que tem uma pequena trilha que beira a estrada até a sua entrada (foto acima).

5 – Praia do Sagi (Baía Formosa – Rio Grande do Norte)

A Praia do Sagi é conhecida como o último paraíso do Rio Grande do Norte, já que faz divisa com a Paraíba e está distante 90 km de Natal, em Baía Formosa. Seu acesso é mais difícil, já que é preciso dirigir por uma estrada de terra com muitos desníveis. Mas, a dificuldade de acesso vale a pena, já que a praia é considerada uma das mais bonitas da região.

Primitiva e rústica, com uma pequena vila de pescadores que emolduram a vista do mar com seus pequenos barcos de pesca, possui fartas ondas de águas frias e uma faixa de areia em geral mais estreita. Cercada de dunas e de vegetação rasteira, as cores contrastantes são uma das belezas do local: dunas de areia branca, estrada de terra vermelha e águas de vários tons de verde.

foto-praia-da-baia-formosa-no-rio-grande-do-norte-brasil-9176

Bem perto há o encontro do Rio Sagi com o mar. Com poucos restaurantes próximos a praia, são os únicos lugares com o mínimo de agitação. De resto, só o barulho das ondas e a beleza do local.

Você está conferindo 9 praias lindas, desertas e rústicas para fugir do agito. Se está gostando das dicas, compartilhe no seu Facebook, ou tuíte, e convide os amigos!

Compartilhe no FacebookCompartilhe no Twitter

6 – Ilha de Boipeba (Bahia)

A Ilha de Boipeba mistura preservação da natureza, beleza natural e um turismo muito bem controlado. É possível andar pela vila de pescadores com os pés descalços, num clima de informalidade e paz total.

Imagem das belezas da natureza, árvores no meio da Ilha de Boipeba-Bahia-BA

Sem carros, bancos e grandes comércios, Boipeba fica ao sul de Salvador, no arquipélago de Tinharé, área de proteção ambiental. Suas praias são algumas das mais bonitas da Bahia e possuem 20 km de extensão litorânea entre Boca da Barra, das Pedrinhas, Tassimirim, da Cueira, Moreré, Bainema e Ponta dos Castelhanos.  Todas elas têm o aspecto deserto e rústico.

Imagem de um casal curitndo na sombra de um coqueiro-Ilha de Boipeba-Bahia-BA

Banhada pelas águas do Oceano e dos rios que cortam o local, as águas são cristalinas e o sol presente praticamente o ano inteiro. Há ainda diversos morros, barras, baías, recifes e manguezais que tornam as praias ainda mais bonitas.

7 – Praia do Ermitão (Guarapari – Espírito Santo)

O nome da praia é bem apropriado para o local, que de tão deserta é excelente para quem deseja meditar e descansar de qualquer agitação. Isolada no Parque Natural Morro da Pescaria, se opõe a agitação das outras praias de Guarapari, muito conhecida pelo turismo.

Suas águas são claras e em tons esverdeados. Próximo as pedras formam piscinas na maré baixa, com peixes e arraias. A areia é clara e fofa e quando a maré enche ela praticamente desaparece.

O acesso é pelo Parque Morro da Pescaria, com uma trilha bem sinalizada, com lixeiras e alguns trechos com estrada de pedras. A caminhada é tranquila até o final, quando há a subida do Morro da Pescaria. Antes da entrada à praia há uma lanchonete simples, com ducha para clientes e aluguel de cadeiras e guarda-sol. Não há comércio no local e só alguns quiosques e ambulantes aparecem em alta temporada.

8 – Ilha do Cardoso (São Paulo)

A Ilha do Cardoso é bem próxima da divisa com o Paraná e bem pouco explorada pelo turismo. Com Mata Atlântica nativa, praias desertas, cachoeiras, piscinas naturais, belas trilhas de variável dificuldade e muita beleza, o local é procurado por quem deseja se afastar de qualquer agitação e ainda aproveitar uma aventura ecológica.

Sem energia elétrica, a pouca infraestrutura do local fica na região de Marujá, com restaurantes, pousada e o único local com música. A oeste da ilha há muitos manguezais e as praias ficam no lado do Oceano Atlântico. Possui praias desertas e cercadas de vegetação, algumas com águas tranquilas e outras de ondas fortes e intensas.

O melhor caminho para a Ilha do Cardoso é por Cananéia, no caminho via Ponte. Outra opção é ir por Jacupiranga, mas a estrada é ruim e é preciso esperar a balsa para se chegar a Cananéia. A travessia para a Ilha do Cardoso pode ser feita por escuna ou voadeira, cuja diferença é o preço e o tempo de travessia, que vai de três horas a 50 minutos.

9 – Praia Deserta (Parque Nacional do Superagui – Guaraqueçaba- Paraná)

O Parque Nacional do Superagui fica na Ilha de Superagui, no litoral norte do Paraná, divisa com São Paulo. Não têm atrativos sem ser os naturais e nenhuma badalação nas duas pequenas vilas de pescadores.

Com pouco movimento de turismo, que acontece um pouco no verão, o restante do período é da mais completa paz. A Praia Deserta fica entre os dois vilarejos e seu acesso pode ser por ambos. Num deles, há uma trilha simples e muito bonita, que dura média de 1h30min. No outro o acesso é pela praia, que dura um pouco mais e, apesar de bonita, pode ser monótona.

A Praia Deserta tem 38 km de extensão e nenhum tipo de infraestrutura, nem bares, quiosques ou restaurantes. O mar pode trazer surpresas como botos e baleias que aparecem para descansar enquanto nadam até águas geladas do extremo sul. Na areia fofa há muitos siris e o mar possui ondas em geral calmas, mas cristalinas.

***
Então, o que achou da nossa lista de praias desertas? Conhece alguma? Qual gosta mais?

Agora é só escolher sua praia ideal para simplesmente não fazer nada além de apreciar a vista e descansar! Boa viagem!

Por Guia Viagens Brasil Texto: Fotos:  27 de março de 2017

Receba dicas de viagem


Insira seu email para receber artigos exclusivos e dicas de passeios imperdíveis!





Gostou? Divulgue este artigo para seus amigos!

Deixe o seu comentário

DICAS RECENTES DO BLOG

GUIAS DE VIAGENS GRÁTIS - BAIXE AGORA O SEU!

Loja
Encontre os melhores ebooks de dicas de viagem pelo Brasil

Procurando dicas de viagens pelo Brasil?
Cadastre seu email e receba dicas exclusivas:

Editorial - Contato - Anuncie Grátis - Área de Anunciantes - Seja um colaborador

© Copyright 2013 - 2017 - Guia Viagens Brasil - Mapa do Site