10 motivos para você visitar a SERRA GAÚCHA

Publicidade

Translator / Tradutor

A Serra Gaúcha é um dos lugares mais interessantes e encantadores do Brasil. Sua natureza diferenciada do resto do país, suas cidades que trazem um pedacinho da Europa para os trópicos, o clima mais frio, a comida e o povo são alguns dos atrativos da região.

Com vocação para o turismo, há uma ótima infraestrutura para todos os gostos, com bons hotéis, hostels, pousadas, restaurantes e transportes que facilitam muito a viagem e os passeios. As cidades e seus moradores são preparados para receber o turista, sempre com muito acolhimento e alegria!

Em particular, é fácil se encantar com os múltiplos sotaques que cada cidade do Estado possui, devido a imigração italiana e alemã da região. O jeito cantado de pronunciar as palavras dão um charme a mais para os gaúchos. Inclusive, essa imigração deixou muitas marcas não só no sotaque, mas também na arquitetura, gastronomia e cultura, além de monumentos históricos que falam um pouco do passado sulista brasileiro.

Vamos conhecer mais motivos para visitar a Serra Gaúcha em qualquer época do ano? Confere a seguir.

1 – As Belezas Naturais

Claro, como primeiro da nossa lista, não podia ser diferente. As belezas naturais da Serra Gaúcha são estarrecedoras.

Em Cambará do Sul, por exemplo, há o Parque Nacional dos Aparados da Serra, que possui uma das imagens naturais mais lindas do mundo. São os cânions Itambezinzinho, Fortaleza, Malacara e Faxinalzinho, formações rochosas com cerca de 130 milhões de anos, com extensão de 5.800 metros e 600 metros de largura.

A vegetação é baixa nos cânions e com o tom verde-amarelado, onde há pinheiros ao redor. A cachoeira Véu da Noiva desce por uma de suas paredes, provocando um lindo desenho por entre as rochas.

cambara-do-sul-aparados-da-serra-itaimbezinho-canion

Há pelo menos três trilhas indicadas para os aventureiros: a trilha do Vértice, que vai até a borda do cânion Itaimbezinho; a trilha do Cotovelo, que leva a um mirante que oferece uma visão global do local; a trilha do Rio do Boi, a mais longa de todas e que vai até o interior do cânion.

Já na cidade de Canela, é o Parque Caracol que tem destaque em beleza natural. Com 25 hectares de extensão e a sete quilômetros do centro da cidade, é um passeio imperdível para qualquer visitante.

O Parque Caracol possui trilhas bem sinalizadas, um observatório com vista panorâmica, cachoeiras e um trenzinho, cujo maquinista conta histórias da região durante o passeio, que vai até a Vila dos Imigrantes onde os animais locais se misturam aos moradores.

trem-parque-do-caracol-canela-rs

Mas, o principal cartão-postal do lugar é a Cascata do Caracol, dentro do parque mesmo, cuja queda livre tem 131 metros. Uma escada ecológica com 927 degraus (haja pernas!) leva até a base da cachoeira, para o visitante admirar sua queda bem de pertinho. O verde ao seu redor transforma a vista numa verdadeira maravilha da natureza.

imagem-parque-do-caracol-canela-rs

Canela, que tem vocação para o verde, ainda possui o Parque da Ferradura que faz fronteira com o Parque Nacional dos Aparados da Serra, o Parque da Serra com um bondinho aéreo, o Parque do Pinheiro Grosso e a Estação Verde. Levou o nome pela curva que o rio faz, formando uma ferradura, e é um ótimo ponto para apreciar o pôr do sol na Serra Gaúcha.

araucarias-parque-da-ferradura-canela-rs

Já na vizinha Gramado, o Lago Negro se tornou um cartão postal por acaso, já que é artificial e foi criado a partir de um incêndio na mata. Na verdade, sua cor não é negra e sim verde escuro, onde os pinheiros que o cercam são refletidos nas águas. Cercado de muito verde e flores, é um ótimo refúgio de descanso e beleza.

imagem-parque-do-lago-negro-gramado-rs

Ainda no Lago Negro há trilhas entre os pinheiros, que levam a uma profusão de hortênsias, que deixam o lugar muito especial, e o famoso e romântico passeio de pedalinhos pelo lago. Imperdível.

2 – O Charme das Cidades

A Serra Gaúcha se destaca do Estado do Rio Grande do Sul por apresentar características bem diferenciadas, tanto em sua geografia acidentada, quanto pela influência maciça da imigração de alemães e italianos. O turismo é a principal indústria local, que também tem como destaque a produção de vinhos e chocolates.

É inegável o charme e o encantamento que as cidades dessa região possuem. As principais e mais conhecidas cidades são: Caxias do Sul, Gramado, Canela, Bento Gonçalves, Nova Petrópolis e Garibaldi.

Com belos pontos turísticos, bom comércio, com comida variada e farta dos restaurantes, é impossível não aproveitar e adorar as cidades da Serra Gaúcha e seu casario com um pedaço da Europa.

Gramado

Considerada a mais charmosa da região, Gramado faz jus a fama e tem paisagens que parecem cinematográficas. Pouco urbana, ela mantém casas no estilo enxaimel, com ruas muito limpas e repletas de flores e jardins.

imagem-igreja-sao-pedro-gramado-rs

Lá é possível aliar belíssima paisagem, comida deliciosa e farta além de boas compras, com preços convidativos. Muito procurada no inverno, pelo clima frio e europeu, as comidas típicas da época, como o fondue, são feitas ao redor de lareiras e a área externa apresenta geadas e névoas, aumentando o charme do inverno. Gramado é conhecida também como a cidade dos chocolates, pois há várias fábricas e lojas na cidade.

charmoso-centro-de-gramado-e-arquitetura-rs

Dentre as diversas atrações da cidade há a Igreja do Relógio, um centro religioso que possui uma torre com um relógio e que é avistado por toda a cidade e fica na avenida principal, repleta de atrações.

Clique aqui e faça um tour virtual em 360 graus por Gramado.

Para quem quer passear pela cidade e tem pouco tempo, há o passeio de jardineira, que visita os pontos turísticos mais próximos do centro em um ônibus adaptado bem charmoso.

Canela

A cidade de Canela une uma beleza natural incrível com uma arquitetura simpática e muito charmosa. A Igreja de Pedra – Matriz Nossa Senhora de Lourdes é uma atração a parte, pois deixa o centro ainda mais bonito na praça principal, cercada de lojinhas.

igreja-matriz-n-s-lourdes-canela-rs

Nos restaurantes, o churrasco é um dos principais pratos, assim como os típicos foundues de inverno. A cidade possui diversas lojas de chocolate, que é o objeto de desejo principal dos turistas.

Já no Castelinho Caracol, que fica no caminho do Parque do Caracol, a arquitetura da casa-museu é muito especial, pois é centenária e não tem nenhum prego em sua construção. O local serve de museu, com todo o mobiliário e ferramentas dos colonizadores, e também oferece lanchinho. Não deixe de provar a apfelstrudel (torta de maçã com creme) e um chazinho para esquentar!

fachada-castelinho-caracol-canela-rs

Outras atrações são o Mundo a Vapor e o Museu da Moda, que ficam localizados no caminho de Gramado. Com réplicas de locomotivas e miniaturas de olaria, pedreira, usina termoelétrica e hidrelétrica, e fábrica de papel, o Mundo a Vapor é um lugar incrível para passear com as crianças. Já quem gosta de itens fashions desde o século 16, vai adorar o Museu da Moda.

Clique aqui e faça um passeio virtual com imagens em 360 graus de Canela.

Caxias do Sul

A cidade se destaca pela produção de uva e vinho, que expandiu rapidamente sua economia desde o século 19. É a maior da região e possui ótimos níveis de desenvolvimento humano e econômico, com uma estrutura arquitetônica mais urbana, diferente das cidades vizinhas que ainda mantém a maior parte das construções de imigrantes.

Há seis tipos de roteiros a serem feitos pela cidade. O roteiro La Città mostra os pontos turísticos do Centro. Já o Vale Trentino é um passeio por dez vinícolas e aos Museu Municipal da Uva e Museu da Uva e do Vinho. O Estrada do Imigrante mostra a parte italiana da cidade, com casas simples de madeira logo do início da colonização. O Caminho da Colônia também tem vinícolas, mas do outro lado da cidade. Já no roteiro Criúva, o turista pode conhecer as belezas naturais da cidade que tem piscinas naturais feitas por rios e cascatas, além de trilhas para a região da Mata Atlântica. Todos os passeios muito agradáveis e para toda família.

A Festa da Uva é seu principal evento, que celebra a colonização italiana com demonstrações de sua rica cultura. São quinze dias de duração, feita no Parque de Exposições, onde são montados estandes com produtos agrícolas típicos, muitos shows musicais, além de teatro, dança, exposições, jogos e muito agito. Época sensacional para curtir Caxias do Sul.

3 – Dá Para Voltar a Ser Criança

As crianças não ficam de fora do passeio e podem curtir muito os diversos parques temáticos e aventuras feitas especialmente para os pequenos. E esse é um dos motivos de visitar a Serra Gaúcha: poder voltar a ser criança também!

Em Canela está o complexo de aventuras Alpen Park, com atividades mais radicais envoltos de uma bela paisagem verde. Indicado para crianças maiores e jovens, o destaque é o trenó, que tem uma descida livre pelo vale, com curvas acentuadas e muita emoção, e a tirolesa com 190 metros de extensão e 50 de altura.

tirolesa

Outro parque temático, bem maior e também no meio da natureza é o Terra Mágica Florybal, ideal para crianças de todas as idades e possui atrações como o cinema em 7D, território dos dinossauros, mini fazenda de cacau, aldeia dos índios e muito mais.

foto-parque-terra-magica-florybal-gramado-rs

Como a cidade tem vocação para o turismo, Gramado conseguiu manter a neve pelo ano inteiro, ao menos no interior do parque Snowland. É o primeiro parque de neve indoor de todas as Américas e recria um vilarejo alpino, com esqui, snowboard, patinação no gelo, tobogã e muito mais.

snowland

Outro parque temático da cidade é o Mini Mundo, com miniaturas de vários pontos famosos do mundo todo, inclusive com cenas diferentes para as crianças procurarem em cada cenário.

imagem-mini-mundo-gramado-rs

Já no GramadoZoo há mais de 1200 animais de 250 espécies da fauna brasileira, com direito a visitas noturnas.

tigre-gramadozoo-gramado-rs

Mas de todas as atrações infantis de Gramado, sem dúvida a que mais encanta os pequenos é a Aldeia do Papei Noel, com a reprodução de todo o ambiente do Papai Noel e com a presença do próprio durante a época de Natal. Há a fábrica, a casa e a árvore de natal, todos com riqueza de detalhes.

foto-papai-noel-aldeia-papai-noel-gramado-rs

Veja aqui todas as atrações de Gramado e Canela para crianças.

4 – Conhecer o Vale dos Vinhedos e a Cultura Italiana de Bento Gonçalves

O Vale dos Vinhedos é um pedaço da cultura italiana, marcada na Serra Gaúcha. São vales cobertos de parreiras e com uma paisagem deslumbrante, que vai ganhando vários tons de acordo com a estação do ano.

parreirais-valedosvinhedos

O foco do roteiro são os vinhos, com visitas em propriedades rurais que valem muito também pela hospitalidade do seu povo e se estendem a vinícolas famosas, ateliês de artesanato e arte, memorial do vinho, restaurantes e as comidas locais como queijo e geleias.

O Vale fica no triângulo entre as cidades de Bento Gonçalves, Monte Belo do Sul e Garibaldi. Em Bento Gonçalves, a cultura italiana está ainda muito intensa e se mostra em especial nas atividades artísticas, na comida e na arquitetura da cidade.

Confira um Roteiro de 3, 5 e 7 dias por Bento Gonçalves e região.

Um dos passeios mais marcantes é o Caminho de Pedra, que leva até a colônia São Pedro e que tem 28 construções feitas em pedra e madeira, tal como a região norte da Itália. No trajeto há moinhos, casa de massas, de erva-mate, teares e ovelhas, cantinas e grande oferta de produtos frescos e feitos no local, como salames e queijos.

bento-goncalves-caminhos-de-pedra

E no Parque Epopeia Italiana, há a encenação da saga dos imigrantes até a cidade, reproduzindo roupas e sotaques. São nove cenários onde o público circula, com degustação de vinhos e biscoitos. Vale a visita!

5 – Ficar Zen

E se você quiser ficar zen, ter momentos de contemplação e retiro, a Serra Gaúcha também é seu lugar!

templo-zen

No topo da montanha, em Três Coroas, está o Templo Budista Khadro Ling, para a prática do budismo tibetano e que foi construído em 1996. Ao redor do templo há uma comunidade que se formou em torno do Rimpoche (mestre precioso) e que mantém as mesmas características arquitetônicas do Nepal, de onde o templo se inspirou.

Para entrar não há cobrança de ingressos e basta apenas se identificar. Os visitantes assistem um vídeo no templo principal sobre os preceitos da religião e de como foi pensada a estrutura do templo. Há rodas de meditação, orações e visualização de imagens que contam a filosofia budista. O outro templo só pode ser visto por fora, já que serve para fins ritualísticos.

A riqueza do local é tão magnífica quando a paz que ele inspira. Há painéis e afrescos pintados por tibetanos, esculturas, quadros, muitas velas, inúmeros vasilhames com água e belos jardins. A vista é panorâmica, cercada de verde de uma beleza rara, que combina perfeitamente com a paz do local.

Você está conferindo dez motivos para incluir a Serra Gaúcha na sua lista de viagens. Se está gostando das dicas, compartilhe no seu Facebook, ou tuíte, e convide os amigos!

Compartilhe no FacebookCompartilhe no Twitter

6 – Comer Bem

A comida da região sul do Brasil é bem farta e saborosa. Em todas as cidades da Serra Gaúcha, os pratos típicos alemães e italianos se misturam aos famosos churrascos, em ótimos restaurantes e com preços com um excelente custo x benefício.

gastronomia-gaucha-gramado-rs

Um dos mais inesquecíveis é o Imperdível Sabor Rural, em Gramado, onde os clientes são recebidos pelo dono, num ambiente completamente aconchegante, decoração rústica e comida com ingredientes frescos. No Centro de Gramado há também o Restaurante Colosseo, com o melhor fondue e um cardápio variado de carnes exóticas, massas e frutos do mar. Também na cidade há o Bela Vista Café Colonial, mistura a culinária alemã e italiana com mais de 80 delícias em formato de bolos, doces, pães e salgados.

O Bêrga Motta, em Canela, é também uma feliz surpresa. Decoração de madeira maciça, simples mas sofisticada, recepção também feita pelo dono e uma saborosa comida caseira de nunca mais sair da memória.

frango-gastronomia-gaucha-gramado-rs

Já entre Bento Lisboa e a Serra, há o Real Brunetta, um restaurante com visual simples no meio de um cenário bucólico e com uma comida deliciosa. Também na cidade há a Casa Madeira, que resgata a culinária dos primeiros imigrantes italianos da Serra. A polenta com queijo se mistura a um farto rodízio de gnocchi, macarrão e ravióli.

No Vale dos Vinhedos há o Leopoldina Jardim, muito aconchegante, onde é preciso pagar uma consumação mínima para entrar. Mas, vale cada centavo para apreciar o visual e saborear gelatos e as delícias do local.

Em Caxias do Sul, há o considerado “melhor rodízio de pizza da região”, o Rodapizza Giordani. A massa é fina e os recheios fresquinhos e muito bem selecionados. Mas, há muitas outras opções de restaurantes para todos os gostos e estilos. Difícil será escolher o cardápio!

7 – Ver as Flores Enfeitando a Região

A Serra Gaúcha possui uma variedade de flores que deixam o cenário ainda mais espetacular. Uma delas é a hortênsia, que faz parte da paisagem das cidades de Canela e Gramado, por toda a área urbana.

Em Gramado, o Le Jardin Parque de Lavanda é parada obrigatória para os amantes das flores. Tem 10 mil pés da planta de várias espécies, com um cheiro maravilhoso e um visual muito colorido.

escultura-Le-jardim-parque-lavanda-gramado-rs

8 – Provar os deliciosos Chocolates produzidos na Serra Gaúcha

Gramado é o verdadeiro paraíso dos chocólatras, que possui fábricas dos mais variados tipos e sabores de chocolates e faz fama pelos tradicionais chocolates caseiros.

deliciosos-chocolates-fabrica-chocolate-gramado-rs

Numa pequena caminhada pelo Centro da cidade já é possível esbarrar em diversas lojas de chocolate, uma mais irresistível que a outra.

Parada obrigatória é no Museu do Chocolate, que conta a história dessa delícia e ao final, claro, abriga um espaço para degustar, comprar e se esbaldar saboreando o doce pecado! Hummm…

9 – Curtir um Cinema

E para os amantes do cinema, em Gramado é realizado o Festival de Cinema mais importante do País, que está em sua 44 edição e ocorrerá em 2017 de 26/08 a 03/09.

entrada-festival-cinema-gramado-rs

O Palácio dos Festivais, no centro de Gramado, recebe muitas celebridas para receber e ver a premiação com o famoso Kikito (o solzinho douroado) para os melhores da telona. O festival une filmes de grande qualidade, artistas famosos, muito glamour e beleza, sem dever em nada aos principais festivais internacionais. Com a Competição Latina, o Festival também traz filmes internacionais e ajuda a propagar a cultura latino-americana.

10 – Aventurar-se!

E o nosso décimo e último motivo para visitar a Serra Gaúcha, mas não menos importante é aventurar-se muito na região! Para os amantes da adrenalina, a Serra Gaúcha tem ótimas opções. Beleza natural não falta para o ecoturismo de aventura, como o Parque Aparados da Serra e seus incríveis cânions e o Parque da Ferradura com várias trilhas, opções de rapel e escalada.

lindo-parque-da-ferradura-canela-rs

Para quem deseja fazer o arvorismo e a tirolesa, o Alpen Park, em Canela, e o Parque Cia da Aventura, em Nova Roma do Sul, possuem essas atividades.

Para aventuras aquáticas, o canoismo, cachoeirismo e rapel possuem inúmeras paisagens com cachoeiras propícias para eles em toda a Serra Gaúcha. Já o rafting com mais emoção é praticado no Rio Paranhana, em Três Coroas, onde várias agências locais proporcionam uma experiência única para aventureiros de todas as idades.

***
Agora você tem mais dez motivos incríveis para visitar a Serra Gaúcha! Bóra programar a sua viagem?

Por Guia Viagens Brasil Texto: Fotos:  15 de março de 2017

Receba dicas de viagem


Insira seu email para receber artigos exclusivos e dicas de passeios imperdíveis!





Gostou? Divulgue este artigo para seus amigos!

Deixe o seu comentário

DICAS RECENTES DO BLOG

GUIAS DE VIAGENS GRÁTIS - BAIXE AGORA O SEU!

Loja
Encontre os melhores ebooks de dicas de viagem pelo Brasil

Procurando dicas de viagens pelo Brasil?
Cadastre seu email e receba dicas exclusivas:

Editorial - Contato - Anuncie Grátis - Área de Anunciantes - Seja um colaborador

© Copyright 2013 - 2017 - Guia Viagens Brasil - Mapa do Site